Que época maravilhosa! O Natal traz toda a magia do nascimento do Mestre dos Mestres. O Natal vem carregado com novos planos, atitudes nobres e mudanças de coração e intento. Há dois mil anos atrás, os reis magos traziam mirra, incenso e ouro para o menino de Belém, o Messias, o Salvador. Esses presentes demonstraram reverência, amor e afeto pelo Senhor. Hoje em dia, o maior presente que se pode dar para o Mestre é uma alma devota, um coração aquebrantado e um espírito contrito.

Como dar e receber os melhores presentes?

Às vezes é natural assimilar presentes com coisas mundanas e materiais. Porém o presente tem um significado muito maior do que este. O Presidente Diter F. Uchtdorf ensinou:

“Acaso não é uma das grandes alegrias do Natal ver o rosto animado das criancinhas ao pegarem um presente embrulhado que é especialmente para elas? (…) ao ficarmos mais velhos, porém, nossa capacidade de receber presentes com o mesmo entusiasmo e gratidão parece diminuir.

Às vezes, as pessoas chegam ao ponto de não poder receber um presente, ou por sinal, nem mesmo um cumprimento sem ficar embaraçadas ou com um sentimento de estar devendo algo. Erroneamente pensam que a única forma aceitável de responder ao recebimento de um presente é dar algo em troca de valor até maior.

Outros simplesmente não conseguem ver o significado de um presente — concentrando-se apenas na aparência externa ou em seu valor, ignorando o profundo significado que tem para quem o oferece com sinceridade.” (Devocional de Natal da Primeira Presidência, 2012)

Portanto, é importante sermos gratos por todos os presentes recebidos durante a jornada na terra. É importante lembrar que o Redentor quer dar um presente muito maior.

Mas qual presente pode-se receber Dele?

Cristo viveu, morreu e ressuscitou para que cada ser humano tivesse o mesmo privilégio. Contudo, a imortalidade não é a única coisa que o Ele reservou para Seus filhos. Ele venceu o pecado e proporcionou a cada um a oportunidade de voltar à Sua presença. Isso, contudo, só tem efeito através de um arrependimento sincero e verdadeiro.

Graças a Expiação (sofrimento de Cristo no Jardim do Getsêmani, Crucificação no Gólgota e ressurreição da tumba) cada ser humano pode se arrepender e ficar limpo. Todo ferimento físico causa uma cicatriz que serve de lembrança de que aquela parte do corpo foi machucada, dando um sinal de alerta. Não é diferente dos ferimentos espirituais, que são causados pelos pecados. Porém, diferente do físico, o ferimento espiritual quando verdadeiramente arrependido, não deixa marcas, cicatrizes, pesares ou dor. Ele é totalmente curado devido ao ato mais altruísta que já houve na humanidade. Não há presente maior que esse.

O Feliz Caminho do arrependimento

O Arrependimento é uma via de mão dupla. Além de ser um maravilhoso presente que se pode receber do Salvador, ele é também um presente que você pode dar para Ele. Não deixe de presenteá-Lo com o arrependimento durante toda a época que você precisar. Esse é um presente que Ele nunca vai enjoar de receber!

Quais experiências vocês tiveram com esse presente natalino do Messias? Como sua vida mudou depois do verdadeiro arrependimento? Deixe aqui seus comentários.


Relacionado:

Cristo Sente Suas Dores: 3 Pensamentos que Mudarão Seu Relacionamento com o Salvador