Por que as Pessoas Se Tornam Mórmons: Família Mórmon

Por Terrie Lynn Bittner

Nesta série, estamos vendo por quais razões as pessoas começam a buscar o Mormonismo. Quando estão prontos para se batizar, eles têm razões mais profundas, como um testemunho, mas inicialmente, eles normalmente começam a buscar uma igreja para se filiar porque sentem que falta alguma coisa em suas vidas e sentem que uma igreja possa prover o que está faltando. Neste artigo, estamos discutindo como as crenças Mórmons sobre a família encantam tantas pessoas que estão pesquisando sobre a Igreja. A família Mórmon tem um foco único.

Família

Na Igreja, nossa crença na importância suprema das famílias está fundamentada na doutrina restaurada. Sabemos da santidade das famílias em ambas as direções da nossa existência eterna. Sabemos que antes desta vida, vivemos com nosso Pai Celestial como parte de Sua família e sabemos que os laços familiares podem durar além da morte.

Se vivermos e agirmos segundo esse conhecimento, atrairemos o mundo para nós. Os pais que colocam a família como prioridade irão voltar-se para a Igreja, porque ela oferece a estrutura familiar, os valores, a doutrina e a perspectiva eterna que eles procuram e não conseguem encontrar em outro lugar.” (M. Russell Ballard, “O Mais Importante é o que é Duradouro“, 1 de outubro de 2005).

Devemos observar que embora Elder Ballard observe que as pessoas se aproximarão de nós por esta razão, não é por esta razão que os Mórmons trabalham no fortalecimento das famílias Mórmons. É apenas uma benção especial que os Mórmons podem oferecer para aqueles que vem para a Igreja. Os Mórmons são bem conhecidos por suas crenças orientadoras votadas para a família. Eles acreditam que a família pode durar mais do que apenas esta vida mortal, podendo existir por toda a eternidade. Porque os Mórmons acreditam que Deus ordenou que as famílias fossem o elemento chave do Seu evangelho e devido à crença que Deus não aprova o divorcio exceto em determinadas situações consideradas sérias, eles não acreditam que Deus forçará as pessoas a se divorciarem quando morrerem ou começar sua vida celestial tentando desesperadamente esquecer o amor da mesma família que Deus havia ordenado que amasse. Os Mórmons acreditam que somos nós mesmos quem vamos para o Céu – significando que o que nos tornamos durante nossas vidas mortais é exatamente quem seremos no céu, portanto, levamos conosco nossos corações e mentes. Para as famílias Mórmons, a família é para sempre. A maioria das pessoas, mesmo que afirmam não acreditar nisto, percebem que acreditam e que é instintivo quando alguém que amam morre. Deus coloca o sentimento em seus corações naquele momento. “Eu verei meu bebê novamente no céu”. “Pelo menos mamãe e papai estão juntos novamente”. “Eu consigo sentir a presença do meu marido cuidando de mim desde a sua morte”.

Por esta razão, a Igreja Mórmon devolveu muitos programas para ajudar a fortalecer as famílias e prepará-las para a eternidade. Pessoas que não são membros da Igreja têm se sentido fascinadas por estes programas e alguns, como o inovador programa de Noite Familiar para a Família Mórmon que começou em 1915, estão sendo adotados por outras religiões também.

O Programa de Noite Familiar acontece uma noite por semana, geralmente às segundas-feiras, onde os Mórmons designam um tempo para passar com suas famílias. Eles oram, cantam, leem as escrituras, têm uma lição sobre um principio do evangelho, fazem um lanche juntos e fazem jogos e brincadeiras. Em um período onde as famílias estão ficando cada vez mais ocupadas e indo para direções diferentes, isto assegura que pelo menos uma vez por semana, todos vão esquecer os assuntos pessoais, diminuir o ritmo, ficar em casa, desligar seus televisores e computadores e focar em se tornar uma família eterna.

Esta noite especial dá aos pais uma oportunidade de compartilhar seus valores com seus filhos e para os filhos aprender habilidades importantes, já que cada designação da noite familiar é alternado entre todos os membros da família, mesmo com as crianças pequenas, que ajudam seus pais ou irmãos mais velhos. Mesmo uma criança bem pequena pode ter a oportunidade de ensinar uma lição, reger um hino ou conduzir a reunião. Aprender estes tipos de habilidades os prepara para futuros serviços na Igreja e para a liderança na comunidade.

Adicionalmente a tradição de noite familiar, as famílias Mórmons também fazem orações e estudos das escrituras diariamente. Eles frequentam as reuniões da Igreja como famílias – mesmo os bebês são inclusos nas reuniões regulares da igreja.

As reuniões e aulas da Igreja frequentemente focam no fortalecimento das famílias. Os pais aprendem como melhorar suas habilidades como mães e pais. Os homens aprendem que eles são importantes para o bem-estar de seus filhos, assim como são as mães. Os visitantes da Igreja Mórmon podem observar homens ensinando com bebês no colo, trocando fraldas ou tentando acalmar uma criança chorando no corredor.

Classes opcionais são oferecidas para ensinar habilidades como pais para aqueles que querem melhorar suas vidas em seus lares. Estas aulas, oferecidas tanto para homens quanto para mulheres, combinam atividades espirituais com assistência prática para criar um lar tranquilo e bem organizado.

Os adolescentes e crianças também aprendem, em suas próprias classes, como contribuir para o bem-estar de seus lares. Eles são ensinados a honrar os seus pais, tratar os irmãos com bondade, ajudar com as muitas tarefas que têm o lar e entender melhor as dinâmicas do sucesso familiar. Aos domingos durante as classes, as crianças pequenas ficam no berçário aprendendo a como ajudar mais seus pais. Crianças com idade de primeira série podem aprender o porquê devem obedecer a seus pais. Uma adolescente pode debater com sua classe como trazer a união para o lar. Ao mesmo tempo, seu irmão, também adolescente, pode estar aprendendo a história Bíblica de Ester em preparação para ser ensinado sobre a importância do papel da mulher na família e na Igreja. Cada membro da família aprende lições que são importantes saber e aplicar em suas próprias vidas.

Porque o Mormonismo oferece grande suporte, uma jovem mãe ou pai pode encontrar apoio compassivo para seus esforços em fortalecer suas famílias. Uma mãe se esforçando para saber como fazer seu filho comportar melhor na igreja pode convidar uma mãe mais experiente para se sentar com ela e ensiná-la a disciplina apropriada. Um pai com dificuldades para balancear o trabalho e a família pode pedir ajuda a seu mestre familiar mais experiente (um homem designado para visitar a família mensalmente e deixar mensagens espirituais e providenciar a assistência necessária) conselhos sobre como agir da melhor maneira.

O forte suporte que a Igreja oferece para a família Mórmon é frequentemente um forte motivador para pessoas que procuram conhecer melhor a religião Mórmon.

Quer estejam procurando por maneiras de fortalecer suas próprias famílias ou por uma igreja que apoia o caráter sagrado da vida família, é geralmente estes aspecto que encanta as pessoas que não são Mórmon. Pessoas que realmente nunca deram muita importância para a família, mas que vieram por outras razões, entendem pela primeira vez sua importância no próprio lar e são fortalecidos.

Em seguida, veremos algumas doutrinas únicas que as pessoas acham interessantes e até mesmo inesperadamente familiares para eles.

| Vida dos Santos dos Últimos Dias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *