fbpx

O Salmo 42 fala sobre depressão? Confira a explicação

Um dos livros mais procurados da Bíblia é o livro de Salmos. Talvez, os Salmos sejam  tão populares por abordar assuntos de forma poética.

O título desse livro em grego é Psalms, que traduzido significa “hinos”, ou seja, músicas.

É muito comum ter canções como forma de adoração. Por isso, acredita-se que o livro de Salmos foi escrito para ser cantado.

Ao estudarmos a poesia hebraica, aprendemos que a linguagem abordada pelos hebreus em suas canções era cheia de emoção. Segundo um manual de estudos do Velho Testamento,

“Os poetas não tentam “relatar” eventos, mas, expressar seus sentimentos. Para isso, frequentemente usam linguagem simbólica e às vezes exageram. Além disso, podem também tentar expressar seus sentimentos ou deixar os ouvintes impressionados usando algum tipo de padrão ou ritmo.”

O Salmo 42

salmo 42

Um salmo que se destaca em sua linguagem e emoção é o Salmo 42. Este texto é comparado a alguém triste que se sente sozinho. Alguns trechos evidenciam uma suposta depressão por parte do autor. E diversos artigos sobre o texto em Salmo 42 também confirmam essa ideia.

E realmente! Quando lemos, alguns trechos como “Por que estás abatida, ó alma minha, e por que te perturbas em mim?” “Ó meu Deus, dentro de mim a minha alma está abatida“  podemos ficar com essa impressão.

Por esse motivo, vamos fazer uma leitura mais cuidadosa desse texto.

Na introdução do Salmo 42 vemos que esse salmo é um ‘Masquil’. O que é isso?

Masquil é um termo que significa instrução e está presente na introdução de diversos Salmos.

Com isso, entendemos que o texto vai apresentar um ensinamento para o leitor. E não uma reclamação a Deus.

O texto é uma lamentação e isso não deve ser negado ou menosprezado. Para pessoas que sofrem com depressão ou outros transtornos mentais, pode ser difícil entender e expressar positividade para tudo.

Ao contrário do que podemos pensar, a lamentação pode nos aproximar do Senhor e nos ajudar a lembrar que não estamos sozinhos. Podemos lamentar e ao mesmo tempo ter fé e esperança.

Outro aspecto importante sobre este salmo é que ele está dividido entre os Salmos 42 e 43. Assim, não podemos estudar um sem olhar para o outro.

O salmista

Os Salmos 42 e 43 tratam a realidade do salmista no Velho Testamento e de um cristão nos dias de hoje. Ao estudá-lo observamos que tristeza, pesar, provações, e provocações por parte de Satanás sempre existiram e não vão deixar de existir.

Contudo, não é só sobre sofrimento, dor e depressão. Apesar do salmista parecer depressivo, podemos observar momentos de fé, confiança no Senhor e esperança no futuro.

Eu não diria que esses salmos retratam somente depressão e tristeza. Ao estudar em espírito de oração, consigo destacar momentos de provação acompanhados de confiança e fé em Deus.

Ao mesmo tempo observo similaridades entre as palavras contidas neles e o cotidiano atual. Por exemplo, vamos ver os versículos 3 e 4 no Salmo 42:

“As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus?

Quando me lembro disso, dentro de mim derramo a minha alma, pois eu havia ido com a multidão; fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e louvor, com a multidão que festejava.”

Aqui, observamos muita tristeza, solidão, luto. Mas, logo em seguida, no versículo 5 lemos sobre fé, e confiar no Senhor e esperança.

“Por que estás abatida, ó alma minha, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face.”

O mesmo se repete por todo o salmo, o versículo 7 traz ansiedade, depressão. E no versículos 8 “Contudo o Senhor mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, e a oração ao Deus da minha vida.”, vemos fé e esperança no Senhor mais uma vez.

No Salmo 43 esse padrão continua. Este salmo é bem pequeno e é fácil de identificar momentos de tristeza, sofrimento, mas também de fé. O último versículo é um combo de tudo isso. 

“Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas dentro de mim? (tristeza) “Espera em Deus” (esperança), “pois ainda o louvarei”, (confiança) “o qual é a salvação da minha face, e Deus meu” (fé).

Confiar no Senhor

O Guia de Estudo do Velho Testamento para Alunos do Seminário do Lar nos ajuda a entender que alguns salmos, como o Salmo 42, “podem ser resumidos na seguinte frase: ‘Deus é o nosso refúgio e fortaleza’”.

Para as nossas dores, sejam elas quais forem, o Senhor é melhor caminho. O salmista nos ensina que na dor, independemente se causada por uma depressão ou qualquer outra dificuldade ou provação, temos sempre a Deus, quando em todas as suas lamentações termina com fé e citando o Senhor.

Por fim, nossa confiança deve sempre estar no Pai Celestial. O Élder Richard G. Scott ensinou:

“Exis­te abso­lu­ta garan­tia de que, no tempo do Senhor, a solu­ção virá, a paz irá pre­va­le­cer e o vazio será preen­chi­do.”

| Para refletir
Publicado por: Vanessa Pozete
Tradutora e intérprete, nascida em Fortaleza, criada em Santos, casada e com três filhos. Serviu missão Brasil João Pessoa. Ama a maternidade, fotografia, praia e livros de aventura e ficção. É a Localization Specialist do time português na More Good Foundation.
nomes
Perguntas e Respostas: Qual é a diferença entre pecado e...
Perguntas e Respostas: Meu filho deve tirar o esmalte preto para poder...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *