Como posso saber se o Senhor me ama e quer me ajudar?

Pergunta

Recentemente estou sentindo muito medo e tendo problemas para ter fé. Não sinto que posso receber o que o Senhor me prometeu em minha benção patriarcal e outras bênçãos.

Tenho medo de Deus não me amar e não me ajudar a me tornar quem Ele deseja que eu me torne e conquistar o que Ele me prometeu.

Como aprendo a confiar em Deus e permito que ele me ajude? Como aprendo a não ouvir e acreditar nas mentiras que Satanás me conta? Como descubro se o Senhor me ama e quer me ajudar?

Resposta

Já faz algum tempo que o Presidente Eyring nos encoraja a receber os sentimentos e impressões do Espírito Santo, que irão fortalecer nosso discipulado em Jesus Cristo.

Fiquei impressionado com uma história que ele compartilhou sobre sua visita a Jerusalém, onde ele visitou um dos lugares tradicionais da ressurreição de Jesus Cristo.

Naquela tumba, o Espírito o fez refletir sobre o testemunho de Maria sobre o Cristo ressuscitado. Depois daquela experiência, o Presidente Eyring orou para ter uma revelação especial.

Ele não estava interessado em conhecimento – ou pelo menos não do tipo que impressiona estudiosos – não. Ele orou por um tipo de experiência.

“Orei para que pudesse sentir o que Maria sentiu no sepulcro e o que os dois outros discípulos sentiram na estrada para Emaús enquanto caminhavam com o Salvador ressuscitado”.

domingo de páscoa

Ele orou para sentir a alegria de ver Cristo novamente.

Em outra ocasião, o Presidente Eyring compartilhou uma história sobre uma ocasião difícil em um relacionamento importante.

“Lembro que, certa vez, um de nossos filhos, quando tinha 7 ou 8 anos, estava pulando na cama com tanta força que achei que ele fosse quebrá-la. Em um momento de frustração, agi rapidamente para colocar a casa em ordem. Segurei meu filho por seus pequenos ombros e levantei-o até a altura de meus olhos.”

Ele se sentiu frustrado, mas buscou ouvir a mansa e calma voz do Espirito.

“O Espírito trouxe algumas palavras à minha mente. Pareceu-me ser uma voz mansa, mas ela penetrou meu coração: ‘Você está segurando uma pessoa grandiosa’. Gentilmente coloquei meu filho sentado de volta na cama e me desculpei.”

“Ele se tornou o grande homem que, há 40 anos, o Espírito Santo me mostrou que seria. Sinto-me eternamente grato pelo Senhor ter me resgatado de meus sentimentos hostis ao enviar o Espírito Santo para que eu pudesse ver um filho de Deus como Ele o vê.”

Nosso patriarca recebeu uma revelação do Espírito Santo sobre quem você realmente é. Ele prometeu a você, em nome do Senhor, grandiosos dons e generosas bênçãos.

Se você não se enxergar dessa maneira, seguir o exemplo do Presidente Eyring e orar “para que [possa] sentir o que” seu patriarca sentiu quando ele o deu sua benção. Ore para sentir um pouco do valor que o Pai Celestial vê em você, e do amor que Ele sente por você.

Às vezes sentimos orgulho em reconhecer nossos dons. Nos esforçamos para evitar a aparência desse mal universal, mas ao fazê-lo podemos ofender a Deus.

Lembre-se que Jesus ironicamente confessou ser manso e humilde de coração. Ele foi manso ao admitir a mansidão, ao ser verdadeiro e inteiramente honesto sobre quem Ele era e Suas bênçãos, e deu a Deus toda a glória.

Como um exemplo de vida real, José foi abençoado com o dom espiritual de interpretação de sonhos. Quando os companheiros de prisão de José tinham sonhos que precisam ser interpretados, José não se escondeu com falsa modéstia.

“Não são de Deus as interpretações?” Ele perguntou. “Contai-mo, peço-vos” e ele interpretou. Depois ele foi chamado diante do Faraó que disse, “Eu sonhei um sonho, e ninguém há que o interprete”.

Se Joseph tivesse negado seu dom, ele teria negado ao Egito (e sua própria família) salvação temporal nos anos seguintes. Então ele reconheceu seu dom e deu a glória a Deus.

“E respondeu José a Faraó, dizendo: Não está em mim; Deus responderá com paz a Faraó.”

É necessária uma grande quantidade de ingratidão para negar um dom que é dado generosamente. Isto não é humildade. Você deveria seguir o exemplo do Presidente Eyring.

Ele via uma criança que o frustrava e que fazia bagunça. Deus o mostrou uma grande pessoa, com um valor eterno e o ajudou a fortalecer aquele relacionamento.

Quando você se vê como alguém que não merece as bênçãos que o Senhor prometeu (e em alguns casos já recebeu) você está olhando através de lentes trincadas.

Você precisa se ver como Deus o vê. Ore para isto. E enquanto ora, expresse gratidão pelo quanto Deus investiu em você e por sua parceria com Ele, que permite o seu crescimento espiritual e aquele que você já recebeu.

Fonte: Ask Gramps

Relacionado:

Preciso sentir um ardor no coração para ter um testemunho do Livro de Mórmon?

 

| Fé em Jesus Cristo

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *