O Presidente Thomas S. Monson adorava estar entre os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Ele parecia estar “À vontade” por onde passava.

Isso acontecia principalmente quando ele ia para a Alemanha, que visitou várias vezes desde seus primeiros anos no Quórum dos Doze Apóstolos. Ele fez sua primeira viagem para a República Democrática Alemã (Alemanha Oriental), em 1968, quando foi designado para supervisionar a área Europa, que englobava todas as missões na Alemanha, Áustria, Suíça e Itália. Mais tarde, quando essas missões foram transferidas para outro membro dos Doze, o então Élder Monson deixou de ter responsabilidade sobre todos os países que ficavam atrás da cortina de ferro.

Fui com o Presidente Monson e sua esposa, a irmã Frances J. Monson, à ex-República Democrática Alemã. Escrevi sobre essa visita em edições recentes do Church News (ver Church News, da semana de 10 de junho e 8 de julho de 2018). Estou focando neste artigo em nossa visita ao cemitério de St. Paul, em Dresden, em 26 de agosto de 1995.

Fomos ao cemitério apenas algumas horas depois chegamos a Dresden, numa tarde chuvosa de sábado.

A história do Élder Ott

O Presidente Monson, na época primeiro conselheiro na Primeira Presidência, pediu para ser levado até a cova do Élder Joseph A. Ott, um missionário de Utah, que morreu em 10 de janeiro de 1896, depois de ter caído uns dias antes na água fria enquanto estava desembarcando do navio que o levou para o campo de trabalho. O Élder Ott nunca pregou o evangelho de Jesus Cristo como missionário na Alemanha.

Ao lado do túmulo do Élder Ott, o presidente e a irmã Monson permaneceram de pé na garoa sob enormes guarda-chuvas azuis e brancos, conversando com a voz suave com o Élder Dieter F. Uchtdorf e sua esposa, a irmã Harriet Uchtdorf.

Visita anterior

O Presidente Monson contou sobre a visita que havia feito ao túmulo do Élder Ott cerca de 15 anos antes. Ele descreveu como ele, acompanhado por vários membros locais da Igreja, tinham ido para o pequeno cemitério na escuridão da noite. Em contraste com a chuva leve no dia da nossa visita, ele disse que uma chuva fria tinha caído durante o dia todo em sua visita anterior.

Na visita anterior ao túmulo, disse o Presidente Monson, ele percebeu que a lápide de mármore tinha sido polida, na cobertura de solo do túmulo tinham sido removidas as ervas daninhas e o “pouco de gramado” que havia lá tinha sido imaculadamente aparado. Alguém tinha colocado flores no túmulo.

A história de Tobias Burkhardt

O Presidente Monson disse que perguntou quem tinha tomado conta tão bem da sepultura. Ele soube que um jovem diácono, Tobias Burkhardt, cuidou do túmulo para honrar um missionário que havia morrido na missão para o Senhor. O Presidente Monson disse que Tobias contou-lhe: “Sinto-me próximo ao trabalho missionário quando cuido deste túmulo onde repousa o corpo de um missionário”.

“Tobias achava que jamais serviria em uma missão de tempo integral”, disse o Presidente Monson, observando as restrições a viagens naquela época para fora da Alemanha Oriental. Ele acrescentou: “Tobias estava entre o primeiro grupo de jovens membros que receberam permissão em 1989 para deixar o país a fim de servir missão em outros países.

Contribuição do Presidente Monson

Ao longo dos anos, outros membros da Igreja cuidaram da sepultura. Um pouco antes de partir do cemitério, o Presidente Monson limpou a lápide e mandou aplicar folha de ouro na inscrição. A lápide, um obelisco de pedra quase branco, era notável no cemitério onde a maioria dos marcadores eram de pedra mais escura.

Nossa visita ao túmulo do Élder Ott aconteceu com um ar de reverência à medida que o Presidente Monson falou sobre o jovem missionário que morreu ao responder a um chamado para servir missão longe de sua casa em Utah e os esforços de um jovem diácono alemão para honrar esse missionário que há muito tempo tinha vindo para trabalho entre seus ancestrais.

Fonte: ChurchNews

Relacionado:

Presidente Monson Sempre Será Lembrado Como “O Amigo de Todos”

14 Fotos do Presidente Monson que Nos Fazem Amá-lo Ainda Mais