fbpx

Porque certas bênçãos do sacerdócio não cumpridas?

Uma das lições mais difíceis que os seres humanos aprendem na vida é que a nossa vontade nem sempre se alinha com o que Deus quer que façamos. Esta verdade se manifesta de muitas maneiras, mas uma das maneiras mais proeminentes é quando as promessas feitas durante bênçãos do sacerdócio não se tornam realidade. Por que isso acontece? As bênçãos do sacerdócio não são de Deus? Se o portador do sacerdócio está em sintonia com o Espírito, por que ele promete coisas que não se realizam?

Bênção patriarcal e bênção do sacerdócio

Primeiro, vamos diferenciar uma bênção do sacerdócio e uma bênção patriarcal. A Igreja define uma bênção do sacerdócio como, “uma bênção dada por um portador do Sacerdócio de Melquisedeque, pela imposição de mãos e por inspiração, para aqueles que estão doentes ou que precisem de conselho especial, conforto ou cura.” Por outro lado, uma bênção patriarcal é dada por alguém que é ordenado como Patriarca e que tem o poder para declarar a linhagem e dar orientação para a vida daqueles que recebem a bênção.

Quando um portador do sacerdócio dá uma bênção do sacerdócio, ele sente o Espírito o guiando para dizer certas coisas. No entanto, o portador do sacerdócio não sabe o futuro. O portador do sacerdócio não sabe o que vai acontecer com esse indivíduo. Ter um vislumbre do futuro não é o objetivo de uma bênção do sacerdócio; isso seria mais parecido com uma bênção patriarcal. Dito isto, as bênçãos patriarcais são baseadas na obediência do indivíduo e, portanto, não são previsões exatas do futuro.

cura

Por que isso acontece?

Existem algumas explicações para o porquê disso acontecer. Uma delas pode ser as imperfeições do portador do sacerdócio ao entregar a mensagem ou sentir medo do que o Senhor quer para aquela pessoa. Quando alguém recebe uma resposta do Espírito que não é muito interessante, fica difícil de aceitar.

Outra explicação pode ser que a pessoa cumprirá a bênção no mundo espiritual. Por exemplo, se uma bênção patriarcal expressa que o indivíduo servirá a uma missão, mas então esse indivíduo morre, a pessoa pode cumprir essa bênção no mundo espiritual.

Somos todos humanos. Não importa quão experientes somos no evangelho, nós cometemos erros e podemos interpretar mal o espírito. O portador do sacerdócio pode transmitir incorretamente a informação que o Espírito lhe disse. Para os portadores do sacerdócio, isso não é motivo para desanimar. Acontece com todos, até às Autoridades Gerais.

Todas as bênçãos do sacerdócio devem incluir as palavras: “Pai Celestial, pedimos que seja feita a tua vontade.” Não importa quão justo seja o portador do sacerdócio e não importa quão fiel seja o destinatário da bênção, o caminho estabelecido pelo Senhor prevalecerá. Se Deus tem um plano diferente, Ele preparará o caminho, porque no final Ele sabe o que é melhor para nós. Depende de nós desenvolvermos fé e confiança Nele e em Seu plano.

Experiência do Presidente Oaks

Mesmo os apóstolos e suas famílias não estão isentos de bênçãos não cumpridas. Quando Elder Oaks era jovem, seu pai ficou extremamente doente com tuberculose e foi levado para o hospital. Durante os seis meses que passou no hospital, recebeu muitas bênçãos do sacerdócio. Por inúmeras vezes, líderes do sacerdócio, incluindo um membro dos Doze Apóstolos, deram bênçãos do sacerdócio que prometeram a cura ao irmão Oaks. Mas infelizmente, o irmão Oaks só piorou. 10 dias antes de morrer, os médicos falaram com a família Oaks, dizendo que tinham feito tudo o que podiam para salvar o irmão Oaks, mas que ele certamente morreria.

Após a sua morte, a família Oaks foi confortada não só da morte do pai, mas também das promessas “vazias” feitas por dignos portadores do sacerdócio. Elder Oaks, agora um adulto, disse, ao refletir sobre a situação: “a fé, por mais forte que seja, não pode produzir um resultado contrário à vontade daquele cujo poder pertence. O exercício da fé no Senhor Jesus Cristo está sempre sujeito à ordem do céu, à bondade, à vontade, à sabedoria e ao tempo do Senhor.” Ele continuou,

“Mesmo os servos do Senhor, exercendo o Seu poder divino numa circunstância em que há fé suficiente para ser curado, não podem dar uma bênção do sacerdócio que fará com que uma pessoa seja curada se essa cura não for a vontade do Senhor.”

O amor de Deus

Às vezes, é realmente difícil entender por que certas bênçãos não são cumpridas. Mas sabemos que Deus nos ama e tem um plano para cada um de nós. O plano Dele é muito maior e melhor do que imaginamos, porque Ele vê sempre como um todo. Às vezes é difícil aceitar coisas como a morte, porque pedimos fielmente a Deus para impedir que isso aconteça. Mas Ele sabe muito mais do que nós. Ele sabe o que nos espera. Portanto, ele vai deixar que aconteçam coisas que podemos não querer, porque faz parte do plano Dele para nós.

Fonte: Third Hour 

Relacionado:

Se orar o suficiente, posso mudar a vontade de Deus?

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *