fbpx

Algumas maneiras pelas quais a graça torna nossas fraquezas em forças

a morte, a graça

Como resultado de humilharmo-nos reconhecendo nossas fraquezas, Deus se oferece para “fazer com que as coisas fracas se tornem fortes” para nós (Éter 12:27). Deve haver maneiras para que as coisas fracas se tornem fortes que não seja por meio de uma melhora notável de nossa capacidade (…).

O Dicionário Bíblico define a graça como um “poder capacitador” para fazer o que não podemos fazer sozinhos. O dom da graça que vem de Deus preenche todas as nossas necessidades: quando somos fracos, Ele provê força. Embora muitas vezes achemos que  isso significa que Deus transformar os nossos garranchos em sonetos de Shakespeare, consideremos o seguinte: Deus não mudou a habilidade de Morôni na escrita (a fraqueza de Morôni mais aparente) de nenhuma maneira visível. O que Deus tinha em mente quando prometeu que Sua graça fará com que as coisas fracas se tornem fortes para nós?

Vamos considerar uma fraqueza como a preguiça, que pode pode ser o resultado de um limite físico em nossa energia ou em limites emocionais em nossa ética de trabalho. Como Deus pode fazer essa fraqueza se tornar em força? Consigo pensar em várias possibilidades:

1. Eliminar a fraqueza.

A graça de Deus poderia nos permitir superar completamente uma fraqueza. Ele poderia nos dar uma energia tremenda e uma forte ética de trabalho para que não fôssemos mais preguiçosos. Isto é o que desejamos, mas geralmente não é o que acontece. Somente em casos raros acontece de alguém que é procrastinador ser o primeiro a agir, de pessoas pesadas tornarem-se magras para sempre ou de pessoas tímidas tornarem-se as pessoas mais animadas das festas. De que outra forma Deus poderia transformar fraqueza em força?

2. Crescer até alcançar a força.

A graça poderia nos ajudar a crescer e melhorar habilidades. Por exemplo, Deus poderia nos ajudar a aprender a administrar melhor o tempo, aprender as habilidades e atitudes de autodisciplina para melhorar gradualmente o nosso problema da preguiça. Embora ainda estejamos predispostos a ser preguiçosos, aprendemos a combater a preguiça com sucesso definindo metas, divertindo-nos com o trabalho que fazemos ou dividindo grandes tarefas em partes menores. Esta é uma possibilidade real e valiosa para transformar a fraqueza em força. Mas ainda há outras.

3. Ver os dois lados da moeda.

A graça poderia nos ajudar a aprender a ampliar os aspectos “bons” de uma certa qualidade, minimizando os “maus”. Poderíamos aprender a desfrutar do nosso tempo de lazer e relaxamento, mas não optar por tal “preguiça” quando temos um grande projeto de trabalho com prazo de entrega. Esta opção reconhece que a preguiça não é apenas uma falha, ela também tem o seu lugar determinado em nossa vida. Há um tempo apropriado e determinado para sermos preguiçosos! Mas a graça pode ajudar-nos a não sermos preguiçosos o tempo todo.

4. Desenvolver pontos fortes compensadores.

A graça poderia nos ajudar a desenvolver pontos fortes compensadores, como aprender a trabalhar arduamente em períodos curtos para compensar nossa preguiça ou aprender a ouvir melhor por não estarmos tão ocupados quanto outros. Assim, a nossa falta de energia e resistência física pode levar-nos a desenvolver outras habilidades valiosas, mesmo se ainda formos preguiçosos.

5. Adquirir virtudes por meio da humildade.

À medida que formos verdadeiramente humildes com relação à preguiça ou a outras fraquezas, Deus pode nos ensinar a ser mais compreensivos com a preguiça em outras pessoas e suas demais fraquezas também. De modo semelhante, Ele pode nos ajudar a julgar menos, perdoar mais, ser menos críticos, mais caridosos, menos competitivos, mais dependentes Dele e menos dependentes do homem natural—todas forças ou virtudes de valor inestimável à nossa alma. Tais virtudes vêm por meio da humildade, não importando qual é a fraqueza específica sobre a qual precisamos humilhar-nos. Será que podem ser os pontos fortes que Deus está mais interessado em nos dar por meio de nossa fraqueza?

6. Participar da generosidade de Deus.

Por fim, Deus pode simplesmente compensar a nossa fraqueza com o Seu Espírito e poder, como prestar para os outros testemunho de que a nossa mensagem é verdadeira, mesmo quando preparamos o discurso da reunião sacramental no domingo de manhã porque estávamos com preguiça. É com essas coisas que fico admirado ao observar a bondade cheia de graça e misericórdia que vem de Deus para mim em minhas fraquezas.

Quais são outras ideias que você tem sobre como nossas fraquezas podem se tornar em força? Escreva na seção de comentários abaixo.

Fonte: Mormonhub

Relacionado:

https://mormonsud.net/para-refletir/compreensao-da-graca/

| Para refletir
Publicado por: Luciana Fiallo
Tradutora e intérprete de formação e paixão. Escolheu essa profissão para, no futuro, poder fazer lição de casa com os filhos e continuar trabalhando.
carreira
Como o evangelho pode me ajudar a escolher uma carreira?
arbítrio
Como deixar os filhos usarem o arbítrio ao escolherem um caminho...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *