Mormonismo

O mormonismo é um estilo de vida adotado por membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias. Recebemos esse nome, graças ao Livro de Mórmon: outro testamento de Jesus Cristo. Embora não seja o nome oficial da Igreja, não há problema nenhum em chamar-nos de Mórmons.

Esse estilo de vida inclui fé abnega no Senhor Jesus Cristo, arrependimento constante dos pecados, cumprir e honrar convênios e serviço ao próximo. O mormonismo é um estilo de vida baseado nos ensinamentos de Cristo. À medida que alguém se envolve com essas coisas, o Espírito vai deixando marcas cada vez maiores no coração, melhorando a perspectiva, visão e conhecimento do nosso Pai Celestial e Seu Filho Jesus Cristo.

Experiência de três membros

O que os membros da Igreja declaram sobre o mormonismo? Tive o privilégio de perguntar para três pessoas, de cidades diferentes, com profissões diferentes e idades diferentes, o que seria da vida delas sem o mormonismo.

Amanda Martins (Itaquaquecetuba-SP, Ala Jardim Odete, estagiária, 20 anos) dise o seguinte:
“Quando tinha apenas 5 anos, minha mãe me acordou em uma manhã de domingo, dizendo que iríamos em uma igreja, nos arrumamos e saímos de casa, mesmo sendo tão pequena senti uma alegria muito grande em estar lá, e a primeira coisa que disse a minha mãe foi: Nós iremos voltar domingo que vem? Ela disse que sim e estamos firmes até hoje.

Não consigo imaginar minha vida sem o mormonismo, sei que muitas das bênçãos que recebi, foi por obediência aos ensinamentos que aprendi desde os meus 5 anos. Hoje trabalho, estudo, graças ao incentivo que os líderes nos dão quando abordam o assunto Autossuficiência. Sem o evangelho não teria esperança em um mundo melhor, nem esperança de que as pessoas podem mudar.

Sem o evangelho não poderia sentir gratidão em algo tão maravilhoso como a expiação. Que bênção é poder saber que um homem Santo e Puro, sofreu tanto para que eu pudesse voltar ao Lar Celestial. Me sinto amada todos os dias, em saber que Deus, chama e prepara servos dignos, que transmitem a vontade Dele a seus filhos.

Não teria perspectiva eterna, pensaria somente no hoje! Não conseguiria enxergar que tudo tem um lado bom, por mais difícil que seja a situação. Estaria provavelmente em situação de desespero, pensando que tudo tem um fim, Pensando que tudo que passei na Terra não teria um propósito maior.  Quando me sinto desanimada e triste, são as escrituras que me ajudam, e claro os líderes que procuram sempre agir de acordo coma vontade do Senhor. Que Pai maravilhoso temos, Ele se preocupa conosco em todos os aspectos. Nos ama tanto que nos dá a oportunidade de sermos instrumentos para edificar Seu Reino na Terra. Se não fosse A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias, não me sentiria tão completa.”

jesus cristo

Franco Yuri (Poá-SP, Ala Poá, engenheiro mecânico, 45 anos) respondeu a mesma pergunta da seguinte maneira:

“Eu sem a Igreja? Incompleto! Vazio! Sem direção! Sem eira… sem beira… sem sentido algum! Eu sem o mormonismo! As impressivas palavras de Pedro, o apóstolo, quando o Mestre lhes perguntou se queriam abandonar o discipulado, mostravam quão claro era para ele onde estava a verdade e me servem da mais profunda inspiração: ‘Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós cremos e sabemos que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.’ [João 6:68~69]

Não há para onde ir. Não há nada mais além de um mundo fugaz mergulhado em incertezas e ‘filosofia dos homens mesclada com escrituras’. Construí um casamento maravilhoso e constituí uma família nos alicerces do evangelho, norteado por luz e verdade provenientes de Deus. Onde eu estaria? Com quem eu estaria? O que seria verdade e o que seria mentira? É assustador pensar no que eu poderia ser… e principalmente, no que com certeza eu não seria.

Não aprecio a palavra mormonismo embora eu entenda a necessidade de usá-la, tamanha diferença que existe entre nós e o vasto e multiforme mundo dito cristão; entretanto, no fundo, sei que o mormonismo é a assombrosa plenitude do evangelho do Mestre Jesus Cristo. As boas novas que alcançam os membros da Igreja, os não membros da Igreja e (pasmem!) até os mortos! Não, não dá para acreditar em algo menor! Algo menos abrangente. O mormonismo compreende melhor do que ninguém a amplitude do evento mais importante da história da humanidade: a gloriosa expiação do Filho Amado! E bendito seja o nome do Salvador Jesus Cristo! Por mais que haja muitíssima coisa boa em diversas denominações, definitivamente, as palavras do sábio Oliver Wendell Holmes são particularmente verdadeiras neste caso, pois “a mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original”. Obrigado élderes, por terem me achado em minha juventude!”

Por fim, Thayná Lopes (Guarulhos-SP, Ala Jardim São Paulo, secretaria, 21 anos) também se pronunciou sobre o assunto:

“Minha vida sem o mormonismo não seria absolutamente nada! Nem consigo imaginar se cresceria tanto e teria essa visão de eternidade se eu não conhecesse um pouco sobre quem é Deus e quem é Jesus Cristo. Muitos dizem que conhecem a eles e a presença do Espírito, mas não encontro ninguém a não ser os mórmons que conheçam tão bem sobre a Trindade, Eternidade e seu potencial divino. Sem ele como guia eu não enfrentaria os desafios da vida com os olhos do amor. Onde posso saber quem Ele é? Quem me dá apoio e força? Acreditar e sentir que tenho uma base, um mediador e procurar entender as coisas por mim mesma e em espírito de oração é a coisa mais incrível que pude aprender nesse pouco tempo de três anos de membro.

Eu sei que Cristo vive e AMA A TODOS, e está ansioso para que possamos descobrir sua divindade, sentir seu amor e tornar a jornada da vida mais interessante, tornar a cada desafio uma ponte infinita de possibilidades de crescimento não só para esta vida, mais um crescimento e uma qualificação para a Vida Eterna na presença de nosso Amoroso Pai Celestial e seu Filho Jesus Cristo, quem tornou tudo isso possível e incrível! Eu amo meu Salvador… se tem uma certeza que eu tenho nessa vida é que ele Vive e nos ama!

Embora abordada de maneira diferente, cada uma dessas pessoas, testificaram que suas vidas não teriam muito sentindo sem o mormonismo. É difícil imaginar a vida sem esse estilo de vida após vivê-lo.

E a minha vida, como seria sem o mormonismo?

apresentação da igreja

Vivo esses padrões há praticamente sete anos. Conheci a Igreja na adolescência. Eu era um rapaz comum, que foi criado em uma das milhares de favelas que existem no estado de São Paulo. Tinha hábitos e costumes comuns de lá. Minha vida não mudou da noite para o dia, ela foi mudando gradativamente. Eu era como a maioria dos meus amigos, relaxado nos estudos, sem vontade de ler um livro. Palavrões e maus costumes estavam impregnados em mim. O mormonismo me proporcionou uma perspectiva melhor sobre quem eu sou.

Descobri que eu poderia alcançar mais do que estava destinado a conseguir. Li meu primeiro livro: O Livro de Mórmon. E já faz anos que eu leio algo todos os dias. Livrei-me de muitos dos maus hábitos criados ao longo da minha vida. Aprendi disciplina, constância e dedicação. Cresci espiritualmente, desenvolvi um amor pelo Salvador do mundo, contudo desenvolvi também um interesse secular, progredir e crescer é meu objetivo na terra. Seria hipocrisia da minha parte falar que eu sozinho consegui mudar tanto.

O mormonismo, com seus ensinamentos evidentemente me ajudaram. Amigos e familiares estão ligados a essa mudança e crescimento. Sou grato, do fundo da alma, por tudo o que o Senhor Jesus Cristo me proporciona através dos seus ensinamentos, através da sua Igreja e através dos seus profetas vivos. O progresso ainda continua e muitas coisas ainda precisam ser trabalhadas. O Salvador, a Igreja e os líderes me acompanham nessa caminhada. O milagre da mudança é singular!

Por que o Mormonismo tem o poder de mudar tanto a vida das pessoas?

Durante o artigo, atribui a mudança de comportamento ao mormonismo. Mas o que está por trás disso? Por que o mormonismo tem o poder de mudar e transformar tanto a vida das pessoas? Por que elas declaram que a vida delas não seria nada sem isso? A resposta é simples: por trás do mormonismo está à base de toda a mudança: Jesus Cristo e sua Expiação. O Salvador e seu sacrifício por nós têm poder de mudar-nos. Por Ele nos conhecer completa e perfeitamente, Ele está disposto nos ensinar e ajudar-nos a ser como Ele é. Por isso, a sensação de “não seria nada sem isso” aparece. A minha gratidão transborda a compreensão. Eu não consigo escrever e muito menos falar o que sinto a respeito do enorme sacrifício que Cristo fez por mim. Eu O amo, e O amarei eternamente!


Leia também: Onde dois ou três estiverem reunidos. Presidente Henry B. Eyring. Conferência Geral, Abril 2016. (aqui)