Priscila de Andrade, que participou de um concurso de Miss em 2015, em sua cidade e Estado (Rio de Janeiro), concedeu uma entrevista exclusiva para o Mormonsud.net. Confira abaixo:

 

MORMONSUD: Você participou do concurso Miss, como foi essas experiência?

PRISCILA: Participar do concurso foi uma experiencia única na minha vida. Costumo dizer que foi maravilhoso estar lá, e assustador ao mesmo tempo. Maravilhoso porque era um sonho que tinha desde criança e assustador porque eu nunca tinha desfilado, nem feito nada nessa área ate então. Fazia umas fotos às vezes com um fotografo profissional, mas eram amadoras, e só pra eu ter mesmo. (risos)
Então um dia uma amiga muito próxima viu umas fotos minhas e ela me encontrou no meu trabalho e me levou até o local das inscrições para o concurso de Miss da cidade! (Ela já tinha participado anteriormente e estava no concurso do Estado). E eu fui praticamente arrastada, porque ate então, nunca tinha me passado pela cabeça participar! Mas me inscrevi no concurso e fui passando as provas de seleções, dos bairros, depois da cidade, e até do Estado!

priscila de andrade

MORMONSUD: O que as pessoas te dizem quando te reconhecem na rua, ou descobrem que você participou de um concurso de miss?

PRISCILA: Elas tem o habito de me perguntar se ganhei muito dinheiro sendo Miss, ou muitos presentes sendo Miss. A verdade é que eu tive muitos trabalhos que vieram através do concurso, mas as coisas que realmente ganhei sendo Miss não tem preço: nenhum dinheiro nenhum paga! Uma dessas coisas é a “família” de amigos que se faz num concurso desses, acabam se tornando parte da própria família. Eu amo essa família!

MORMONSUD: Você serviu como missionária, certo? Conte-nos sobre essa experiência.

PRISCILA: Minha missão foi sagrada pra mim. Eu tive experiencias únicas, que se não tivesse escolhido servir passaria toda uma vida buscando por elas. Tive o privilégio de ajudar muitas pessoas na missão, mas no fim das contas a mais ajudada fui eu, que servia. Como sou grata pelo que me tornei, e pelas promessas que se cumpriram e cumprem-se na minha vida e na das pessoas que conheci e amei.

MORMONSUD: Sobre isso (missão) tem algum conselho para as moças?

PRISCILA: Sim! Moças que sentem o desejo de servir uma missão, mas que, por algum motivo, se sentem desencorajadas: Sirvam! Não se arrependerão por servirem, mas se arrependerão por NÃO servirem. São 18 curtos e rápidos meses de trabalho – e bênçãos pra toda vida!

MORMONSUD: Você teve oportundiade durante os concursos de Miss que participou de compartilhar os seus valores religiosos?

PRISCILA: Sim! Eu tenho oportunidades de compartilhar o Evangelho sempre com as pessoas. Inclusive os meus valores contribuíram muito pra eu chegar onde cheguei. Recebi varias propostas de trabalho e nem todas condiziam com os padrões que escolhi viver. Neguei sem medo. Uma delas, foi um convite pra desfilar para uma escola de samba bem conceituada aqui no Rio de Janeiro. Tendo nascido no convênio, nunca participei de um desfile de carnaval, pois sempre estava, nesta época do ano, nas conferências de jovens organizadas pela Igreja. Então quando neguei o convite, houve uma certa repercussão. Todas as meninas do Concurso de Miss que eu participava tinham vontade de ir, de serem escolhidas para desfilar, mas nunca haviam sido convidadas e quiseram saber por que eu não aceitei. Então, surgiu a oportunidade de dizer a elas quem eu era e o que eu vivia. Sinto-me grata por ter feito a escolha certa.
Somos a “luz do mundo”. Somos observados a todo momento, e sempre pregamos o evangelho pelas nossas ações.

MORMONSUD: Tenho aqui uma pergunta importante: Você tem namorado? Se não, o que espera de seu futuro marido?

PRICILA: (Risos) Não! (risos) Não tenho namorado atualmente! E nunca fiz aquelas listinhas clichês do que quero que meu futuro cônjuge. Eu sempre me preocupei em me aperfeiçoar e busco desenvolver os atributos o Salvador. Acredito que encontrar a pessoa certa será uma consequência desse meu empenho.

MORMONSUD: Última pergunta. Quais suas metas para o futuro?

PRISCILA: Essa pergunta é muito boa. Tenho muitas metas pro futuro, metas temporais e metas espirituais, como todos os jovens. Já conclui minha missão, que era uma das metas. Estou pouco a pouco realizando cada uma. Estou focada agora nos estudos e nos meus chamados na Igreja. Meus contratos como Miss encerram esse ano, e não pretendo continuar a carreira. Apesar de ter sido uma excelente experiencia, não é prioridade na minha vida. Tenho histórias, fotos, jornais, revistas e mil coisas pra contar para os meus filhos e netos. Uma vez li que o trabalho mais importante que realizaremos na vida, é aquele que fazemos dentro dos nosso lar. Acredito nisso. É o que farei, e será o mais importante na minha vida!

MORMONSUD: Muito obrigado Priscila!

PRISCILA: Obrigada pela oportunidade de dividir um pouquinho da minha vida.

_____________

Agradecemos o apoio do CineMórmon que nos colocou em contato com a Priscila.