A Primeira Presidência de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciou na sexta-feira uma atualização para as diretrizes sobre a comunicação entre os missionários de tempo integral e suas famílias.

Com efeito imediato, os 65.000 missionários da Igreja estão autorizados a se comunicar com as suas famílias todas as semanas no dia da preparação por mensagens de texto, mensagens online, telefonemas e chats de vídeo, além de cartas e e-mails. Antes, os missionários só se comunicavam com as famílias por meio de telefonemas ou chats de vídeo duas vezes por ano, no Natal e no dia das mães.

“A comunicação regular com a família é uma parte importante do serviço de um missionário”, disse a Primeira Presidência em um comunicado. “Um dos principais propósitos desse ajuste é incentivar as famílias a estarem mais envolvidas nos esforços e nas experiências de seus missionários”.

As significativas adaptações à comunicação com os missionários são fruto das “opções, possibilidades e tecnologias agora oferecidas em algumas partes do mundo”, disse o Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, e Presidente do Conselho Executivo Missionário da Igreja.

A comunicação deve acontecer no dia da preparação do missionário e ser iniciada pelo missionário. Os missionários devem usar o bom senso para determinar a duração das chamadas telefônicas e chats de vídeo e ser atencioso com seus companheiros.

A Primeira Presidência de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciou na sexta-feira, 15 de fevereiro, que os missionários em todo o mundo estão agora autorizados a se comunicar com a família toda semana no dia da preparação por mensagens de texto, mensagens online, telefonemas e chats de vídeo, além de cartas e e-mails.

Com os novos avanços tecnológicos, esta comunicação deve ocorrer com pouco ou nenhum custo para a Igreja, os missionários ou a família deles.

Naqueles poucos locais onde a família ou missionários não têm acesso a computadores ou telefones, os missionários são incentivados a continuar usando seus meios de comunicação atuais.

Além da comunicação semanal, os missionários também são incentivados a entrar em contato com a família em outras ocasiões especiais, como o Natal, o dia das mães, o dia dos pais, aniversários dos pais e outros feriados culturalmente significativos.

“Incentivamos os missionários a se comunicarem com suas famílias a cada semana usando o método aprovado que os missionários decidirem”, disse o Élder Uchtdorf. Isso pode variar com base em suas circunstâncias, locais e horários para essa semana. Não se espera que todos os missionários liguem ou façam chamadas de vídeo com os pais todas as semanas. A maneira precisa de comunicação é deixada para o missionário como ele ou ela decidir o que melhor para atender às suas necessidades.

O Élder Uchtdorf disse que as novas diretrizes oferecem vários benefícios adicionais, incluindo acomodar circunstâncias familiares variadas, bem como apoiar melhor os missionários que se beneficiariam com o aumento do contato pessoal com a família em casa.

Sister KayLee Todd, de Colorado Springs, Colorado, e Sister Rogers, de Bountiful, Utah, durante uma aula no Centro de Treinamento Missionário em São Paulo, Brasil, na quinta-feira, 24 de maio de 2018.

“Como famílias, amamos nossos missionários”, disse ele. “Os missionários amam suas famílias. Eles querem se comunicar com elas.”

O Élder Uchtdorf chamou essa comunicação — possível pela tecnologia — de uma algo maravilhoso. “Nós nos comunicamos com nosso Pai Celestial todos os dias, e gostaríamos que nossas famílias se comuniquem com os missionários todas as semanas — talvez por carta ou talvez por e-mail, ou agora talvez por chats de vídeo ou telefonemas. Este é um acréscimo que traz mais confiança, mais paz.”

Ele rejeitou a filosofia de que ligar para casa mais de duas vezes por ano enfraquecerá ou distrairá os missionários.

“Nossos missionários são bem fortes”, disse o Élder Uchtdorf. “Eles são rejeitados todos os dias. Eles têm condições meteorológicas difíceis. Eles têm que aprender muito. Eles têm que trabalhar com novas culturas, com novas circunstâncias. Mas, acima de tudo, eles sabem no coração e na mente que são servos e representantes do Senhor Jesus Cristo.”

Além disso, o Élder Uchtdorf disse que novas opções de comunicação com a família serão uma força motivadora, não uma distração. Depois de sua comunicação com a família — em qualquer forma que os missionários selecionarem — eles podem “sair e servir ao Senhor com um coração ainda mais brilhante, um semblante mais alegre”. Eles podem sorrir para as pessoas com quem se encontram e ensinar e dizer: “Eu acabei de falar com meus pais. Eles mandaram um abraço”.

Os missionários aguardam a chegada do Presidente Russell M. Nelson e do Élder Dale G. Renlund em uma reunião missionária em setembro de 2018 em Santo Domingo, República Dominicana. A Primeira Presidência de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciou na sexta-feira, 15 de fevereiro, que os missionários em todo o mundo estão agora autorizados a se comunicar com a família toda semana no dia de preparação por mensagens de texto, mensagens online, telefonemas e chats de vídeo, além de cartas e e-mails. Foto: Rex Warner

Os líderes da Igreja confiam nos missionários, disse ele. “Eles fazem isso muito bem no Natal ou qualquer que seja a ocasião. Estamos confiantes de que isso será muito bem combinado entre os companheiros missionários.”

O aumento da comunicação pode ajudar a unificar os missionários e suas famílias nesta “obra grande e maravilhosa”, disse o Élder Uchtdorf. Os missionários podem compartilhar com a família “as maravilhosas experiências que têm no campo”.

O aumento da comunicação também pode ajudar os missionários que estão com saudades de casa e poderiam se beneficiar da “voz reconfortante de seus pais”, disse o Élder Uchtdorf.

Para evitar interrupções na programação dos missionários, é solicitado que os membros da família não iniciem as chamadas ou chats, mas, em vez disso, esperam que o missionário entre em contato no dia de preparação toda semana. Se os pais de um missionário viverem em locais diferentes, ele ou ela pode entrar em contato com o pai e com a mãe separadamente.

Os pais devem lembrar que os missionários têm um trabalho importante a fazer. “Eles são chamados a levar a mensagem do evangelho para todo o mundo. Eles são chamados a encontrar, ensinar, batizar e ajudar as pessoas a tornarem-se discípulos de Jesus Cristo. Eles são os responsáveis pela comunicação.”

Os missionários iniciam a chamada para os pais porque têm um cronograma que querem cumprir. Os missionários e os pais podem planejar com antecedência para encontrar um horário conveniente para ambos. No dia de preparação, os missionários querem preparar-se física, mental e espiritualmente para o resto da semana. Eles sabem melhor que horário é melhor para eles para ligarem para casa.

O Élder Uchtdorf acrescentou: “o Senhor ama os missionários e suas famílias. Estamos confiantes de que as maneiras expandidas de comunicação semanal entre missionários e suas famílias por cartas, e-mails, mensagens online, chats de vídeo ou telefonemas terão um efeito positivo nos esforços para coligar Israel, tanto no campo missionário como em casa”.

Fonte: Church News

Relacionado: 

Missionários receberão o chamado online a partir desse ano