As chances são de que, se você é um santo dos últimos dias, isso já aconteceu com você antes:

É uma noite de terça-feira como qualquer outra. Sua família acabou de jantar e você está comento a sobremesa quando o telefone toca. É o bispo. A conversa dura menos de dois minutos, mas quando desligamos a preocupação que vai nos assombrar pelo resta da semana começa: você foi convidado a discursas na próxima reunião sacramental.

Você se prepara da melhor maneira possível, em espírito de oração, pesquisando em todos os lugares sobre o tópico que lhe foi dado. Você acesso o Guia de Estudo das Escrituras, discursos da conferência geral, e até mesmo o Google.

Mas quando chega o momento de se levantar na frente de nossos companheiros da ala, incluindo familiares e amigos, você não sabe como começar. Tudo está bem preparado. Mas qual a primeira coisa a dizer?

Talvez você se identifique com uma dessas abordagens:

1. O “desconhecido”.

Este discursante começa geralmente assim:

“Para aqueles de vocês que não me conhecem, meu nome é Irmão Oliveira e eu sou desta ala por 40 anos”.

2. O “Só por obrigação”

Esta abordagem implica admitir que não queríamos dar um discurso. Geralmente começa como:

“Quando o bispo me ligou, tenho que admitir, não queria dizer sim”.

3. O “isto é mais para mim do que para você”.

Este discursante começa geralmente assim:

“Enquanto eu estava preparando meu discurso aprendi muito. Eu acho que ele é mais para mim do que para vocês.

4. O “spoiler”.

Este acaba de levantar e diz:

“Hoje me pediram para falar sobre fé.”

5. O dicionário.

Quem já não fez isso?

“O dicionário define a fé como …”

Nota

Nada disso é ruim. Falar na reunião sacramental é bastante difícil, não queremos piorar julgando uns aos outros. Mas a maneira como iniciamos dita o tom de todo o discurso.

Ajude a congregação a permanecer atenta por meio dessas cinco sugestões de como iniciar um discurso:

discurso na sacramental

1. Compartilhe uma história pessoal.

Essa é uma maneira maravilhosa de envolver o público! Quem não gosta de uma boa história?

Fale sobre uma vez que você teve uma experiência com o tópico que lhe foi designado. Explique como você ganhou seu testemunho desse princípio. Se você não tem uma história própria, você também pode compartilhar a história de um amigo próximo ou membro da família (mas peça permissão primeiro!).

Bônus: essa é uma ótima maneira de envolver os ouvintes mais jovens e os adultos.

ser feliz

2. Conte uma piada relevante ou uma história engraçada.

Piadas e coisas do gênero devem ser usadas com cuidado nos discursos (a reunião sacramental é uma reunião sagrada), mas usar o humor é bom, desde que isso não desvie a atenção da doutrina.

Um comentário curto cheio de bom humor (e relevante) realmente ajuda a quebrar o gelo. O Presidente Monson era um ótimo exemplo disso; Ele conta histórias incríveis – mesmo durante discursos da conferência geral – que têm um humor limpo e também uma lição a ser aprendida.

cova

3. Comece com uma citação poderosa.

Não importa se for uma citação de conferência, uma escritura ou mesmo outro tipo de conteúdo popular. Se você está tendo dificuldade com a melhor maneira de começar a abordar o assunto, procure alguém que já tenha falado sobre isso de forma simples e profunda. Frases curtas e cativantes são fáceis de lembrar, e uma boa citação pode realmente ajudar as pessoas a se concentrarem no assunto durante o resto do discurso.

política

4. Compartilhe uma alegoria ou parábola.

O próprio Salvador ensinava por meio de histórias e alegorias. Use uma história da Bíblia se o assunto permitir; pesquise on-line ou peça ajuda para encontrar exemplos mais modernos de histórias e exemplos que podem ajudar o seu discurso a ser interessante e memorável. (O Élder Bednar é particularmente bom em compartilhar parábolas, leia alguns de seus discursos como exemplo.)

dia do senhor

5. Comente sobre a reunião.

Este é um bom recurso se você está muito nervoso para começar com qualquer uma das idéias acima. Vemos isso acontecer bastante na conferência geral.

É sempre bom ouvir sinceros agradecimentos. Agradeça ao organista pela música. Mencione algo que você aprendeu com os discursantes anteriores. Até mesmo compartilhe o quanto você está feliz por estar nesta ala.

Falar na sacramental pode não ser sua designação favorita de ninguém, mas o Senhor pode usar você como Moisés ou Enoque para inspirar os outros. Independentemente de como você inicie seu discurso, é muito importante que você confie no Espírito ao entregar sua mensagem. Ele falará aos corações daqueles que estão ouvindo e fará com que as coisas fracas se tornem fortes para você.

Fonte: LDSLiving

Relacionado:

5 Dicas para Discursar Como o Élder Holland