Essa pergunta é muito interessante, pois a resposta pode variar dependendo do contexto.

Comecemos explicando que um profeta é “um revelador” e “um vidente” – “e que não dom maior que um homem possa ter, a não ser que possuísse o poder de Deus”. Um profeta “pode saber tanto de coisas passadas como de coisas futuras” e por meio dele “todas as coisas serão reveladas, ou seja, coisas secretas serão manifestadas e coisas ocultas virão à luz”. O profeta é “um grande benefício para seus semelhantes” (Mosias 8:16-17).

Um profeta é um homem que recebe revelação, e que foi chamado e preparado por Deus. Sua missão é transmitir ao povo “os julgamentos de Deus”  e as “condições do arrependimento”, e “também para que [as pessoas saibam sobre a] vinda de Jesus Cristo, o Filho de Deus, o Pai do céu e da Terra, o Criador de todas as coisas desde o princípio; e para que [saibam] dos sinais de sua vinda e para que acrediteis em seu nome” (Helamã 14:11-12).

Vejamos então quem é o maior profeta:

 

JESUS CRISTO. Sem hesitação um verdadeiro cristão diria que o maior profeta de todos foi e é o Salvador Jesus Cristo. Ele, na realidade é o profeta dos profetas, ou o Deus dos profetas. Foi Ele, como Jeová, que guiou Adão, Enoque, Abraão e Moisés. Ele possui todos os dons e todos os poderes. Ele é o Senhor e Criador. Então Ele é muito mais que um profeta.

Excluindo o Senhor da nossa lista, precisamos obrigatoriamente nos referir a JOÃO BATISTA. Embora João não tenha realizado milagre algum, e talvez nem tenha recebido o Sacerdócio de Melquisedeque em vida, o Senhor Jesus Cristo disse que “entre os que de mulher têm nascido, não apareceu ninguém maior do que João Batista” (Mateus 11:11). Seu incrível ministério foi previsto por profetas antigos, como Isaías e Leí. Ele era aquele que prepararia o caminho do Senhor e batizaria o Filho de Deus com água.

Para ler mais sobre João Batista clique aqui.

Se fôssemos desconsiderar João Batista, certamente encontraríamos entre os grandes profetas, os líderes das dispensações do evangelho. ADÃO, o Ancião de Dias ou Miguel, o Arcanjo, estava na Criação do Mundo, e foi o Patriarca da ração humana, dando inicio ao teste mortal que nos encontramos. Ele é o príncipe legitimo deste mundo, e abaixo de Cristo lidera a humanidade com as chaves do poder de Deus. Esta ai um grande profeta!

ENOQUE, NOÉ, O IRMÃO DE JAREDE, ABRAÃO, MOISÉS, LEÍ E JOSEPH SMITH são outros notáveis profetas, que atingiram um nível de espiritualidade e poder enormes. São homens escolhidos para inaugurarem novas dispensações, depois de um grande período de apostasia. Enoque estabeleceu Sião em seus dias, e a cidade atingiu um nível de santidade tão elevado, que foi arrebatada. Noé tornou-se o segundo patriarca da raça humana. O irmão de Jarede viu o Senhor. Abraão é o pai dos fiéis, e todos que aceitam o evangelho se tornam filhos e filhas dele. Leí foi escolhido para ir para Terra Prometida e constituir um povo santo, cujo resumo do registro encontramos no Livro de Mórmon. Joseph Smith foi o escolhido do Senhor para inaugurar a última e mais gloriosa dispensação do evangelho.

No fim das contas fica difícil determinar quem, com exceção do Salvador, é o maior. Os discipulos de Cristo uma vez lhe perguntaram algo parecido: “Quem é o maior no reino dos céus?”

E Jesus, chamando uma criança, a pôs no meio deles, E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus. (Mateus 18:1-4)

Ele também ensinou: “Se alguém quiser ser o primeiro, será o último de todos e o servo de todos.” (Marcos 9:35).

Assim, acredito que (conforme ensinam e atestam as escrituras) todos os homens, santos profetas, que citamos acima, eram, sobretudo, humildes – e certamente não tomariam para si a a honra de serem considerados os maiores.

Quando recebermos a maior dadiva de Deus, que é a Vida Eterna, estaremos na mesma condição que os profetas – e seremos um com eles. Todos serão grandes e nobres, profetas, sacerdotes e rei do Deus Altíssimo. Para nos prepararmos para tal bênção, contudo, é preciso viver a lei que os profetas viveram: a lei do Reino Celestial. Como o Senhor disse: “Porque aquele que não consegue viver a lei de um reino celestial não consegue suportar uma glória celestial” (D&C 88:22).

Há algum profeta que você admira nas escrituras e história da Igreja? Comente!