fbpx

Você conhece bem o livro de Salmos?

O livro de Salmos é um dos livros mais citados da Bíblia, além de conter alguns dos versículos mais queridos das escrituras. 

Talvez seja aquele livro que sempre buscamos quando sentimos que as coisas não vão bem ou quando precisamos sentir esperança em Cristo.

É um livro que procuramos sempre, mas que muitas vezes não conhecemos a história do seu surgimento. E é isso que vamos estudar neste artigo.

Também pode ser interessante: 11 lugares da Bíblia que existem até hoje

O que é o livro de Salmos?

Em hebraico, o livro de Salmos é chamado “Tehillim”, que traduzido significa cânticos de louvor, adoração. Essa palavra deriva do termo ‘halal’, que também origina outra palavra: Aleluia (que significa louvor a Jeová).

Os antigos hebreus, dividiam o livro de Salmos em 5. E cada divisão tem um foco ou algo como um tema principal, com uma declaração formal do poder e glória de Deus no final do bloco.

1. Salmos 1-42: Inicia com uma espécie de comparação das coisas que são e que não são de Deus, além de reafirmar a importância de confiar no Senhor e não no braço da carne.

2. Salmos 42-72: O foco deste bloco é a frase que encontramos no versículo 1 do capítulo 46, “Deus é o nosso refúgio e fortaleza”, que nos lembra de seguirmos o convite de Jesus Cristo quando disse que nos ajudaria a carregar nossos fardos pra que fiquem leves. 

3. Salmos 73-89: Aqui encontramos diversos temas que vão desde como confiar em Deus até contar nossas bênçãos; e também a descrição de Deus como um juiz e Seu grande poder.

4. Salmos 90-106: Na maioria das introduções desses capítulos, encontramos convites para louvor o Senhor, reconhecer Sua glória e serví-Lo com alegria.

5. Salmos 107-150: Os salmos messiânicos estão, em sua maioria, neste bloco. Também encontramos temas como mandamentos, proteção de Deus e, o tema principal que é a importância e a preciosidade que são os filhos.

Tribo de Israel saindo de Jerusalém

Os salmos foram escritos entre 1000 a 500 a.C e compilado somente depois do povo de Israel ser libertado da Babilônia.

Ao contrário do que muitos pensam, os salmos não foram escritos somente por Davi. Outras pessoas também contribuiram com seus versículos, como Salomão, Asafe e os filhos de Coré, e seus nomes estão indicados após o cabeçalho de cada capítulo, com exceção de 18 dos 150 salmos que têm autor desconhecido.

vinda de cristo
Rei Davi

O livro de Salmos e outras religiões

Sem dúvida, os Salmos são os capítulos mais citados no Novo Testamento, além de ser amplamente estudado e lido por diversas religiões.

Para os judeus, os Salmos têm um papel importante em diversos feriados, em sua adoração diária e semanal, sem contar em seus rituais. Eles têm o costume de recitar certos Salmos em cada ocasião, já que tais versículos representam seus sentimentos e pensamentos em tais momentos.

Para os cristãos, os Salmos representam orações fervorosas e um exemplo de como louvar a Deus. Eles nos ajudam a meditar sobre a grandiosidade de nosso Pai Celestial e também são recitados em certas ocasiões em certas cerimônias católicas e protestantes.

Entretanto, no islamismo, encontramos apenas menções dos Salmos no alcorão. Alguns estudiosos acreditam que por existirem tais menções no livro sagrado, os Salmos também são sagrados. Já outros estudiosos não têm a mesma concepção, pois o registro dos Salmos no alcorão e o original hebraico são bem diferentes.

muçulmanos

Mas por que temos Salmos?

Na seção 136 de Doutrina e Convênios, lemos sobre a organização do acampamento de Israel e o êxodo dos santos para o oeste. Atualmente, sabemos das dificuldades enfrentadas por todos os que estiveram em Winter Quarters, mas naquela época, o Senhor deu um sábio conselho:

“Se estiveres alegre, louva ao Senhor com cânticos, com música, com dança, e com orações de louvor e ação de graças.”

hinário

E quando estavam cansados demais ou tristes demais para continuar, alguém com um violino fornecia acompanhamentos para as danças ou hinos de louvor, alegrando os santos durante a dura viagem.

Da mesma maneira, vemos as instruções do Senhor a Emma Smith, no início da organização da Igreja, para compilar um livro de hinos de louvor.

A música possui um grande papel em nossas vidas e Deus sabe disso.

cantar

Os hinos atraem o Espírito do Senhor, criam um clima de reverência, unificam-nos como [filhos de Deus], e nos proporcionam um meio de louvar o Senhor […]

Os hinos induzem-nos ao arrependimento e às boas obras, fortalecem o testemunho e a fé, confortam os deprimidos, consolam os que choram e inspiram-nos a perseverar até o fim.” (A Primeira Presidência, Hinário)

Cada salmo foi escrito com a finalidade de ser cantado, expressando sentimentos de louvor, agradecimento e amor a Deus. Podemos receber paz ao ler o livro de Salmos, assim como sentimos paz ao cantar ou ouvir hinos.

E para você, o que o livro de Salmos representa em sua vida?

| Para refletir, Popular
Publicado por: Marie Sunaga
Tradutora e intérprete e estudante de Letras na PUC-PR. Trabalhou como instrutora e supervisora no Centro de Treinamento Missionário. Fez missão em Manaus - Brasil, ama ler, tocar violão e comer sushi. É a gerente de conteúdo do time português na More Good Foundation.
Evento “Natal na Vilazinha de Belém” é divulgado no Bom Dia São...
A primeira ala para jovens adultos solteiros é organizada em Tonga

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *