Quando Jesus Cristo voltar estabelecerá uma era de paz que chamamos de Milênio. Chamamos assim porque as escrituras ensinam que Cristo reinará pessoalmente sobre a Terra pro mil anos. Grandes transformações acontecerão no planeta para possibilitar o milênio. As pessoas que permanecerem na Terra precisarão estar dignas de uma glória terrestrial. Se desejarmos viver no Milênio – um tempo e lugar de paz com o Salvador, precisamos desenvolver os atributos mínimos que nos qualificam. Eis alguns deles:

1 – Pacificador

As pessoas que viverem no Milênio precisarão ser pacificadoras. Isaías disse que no Milênio as pessoas “converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear” (Isaías 2:4). O Príncipe da Paz reinará (Regras de Fé 1:10) e as invejas, brigas, contendas e guerras acabarão. Todo conhecimento bélico será transformado de modo a produzir coisas boas para a humanidade.

O Espírito da Paz, que é o Espírito do Senhor, será abundante – e todas as pessoas sentirão o poder de Deus. Satanás será “amarrado, para que não tenha lugar no coração dos filhos dos homens” (D&C 45:55; ver também Apocalipse 20:1–3).

O Senhor revelou que “nesse dia, a inimizade do homem e a inimizade das bestas, sim, a inimizade de toda carne terá fim” (D&C 101:26; ver também Isaías 11:6–9).

Se desejarmos estar no Milênio podemos começar hoje a cultivar o espírito da paz em nossa casa, e depois em outros lugares.

2 – Amante da diversidade

No Milênio as fronteiras das nações serão desfeitas. As amarras do preconceito e ignorância serão quebradas. O novo sistema político será justo e incorrupto. Embora traços culturais, linguísticos e regionais provavelmente sejam mantidos (ao menos no começo do Milênio), eles nunca combaterão os preceitos da verdade eterna – e serão valorizados como expressões criativas e belas da humanidade.

Todas as pessoas – independentemente da etnia, idioma e origem terão oportundiade de aprender, crescer e se desenvolver. Apesar disso, a diversidade inerente será preservada. Cada qual conservará sua individualidade, e poderá desenvolver os mais variados talentos, no esporte, na arte visual, na musica, etc.

Nem todos serão membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias quando o Milênio começar. As pessoas da Igreja e fora da Igreja respeitarão umas as outras – e aprenderão uma com as outras.

Se desejarmos estar no Milênio podemos ser mais tolerantes com as pessoas que são diferentes, podemos respeitar suas opiniões e modo de vida e podemos nos envolver em boas causas junto com elas.

3 – Amante da vida animal

Durante o Milênio a “inimizade de toda carne” acabará, e “morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o filho de leão e o animal cevado andarão juntos, e um menino pequeno os guiará. A vaca e a ursa pastarão juntas, seus filhos se deitarão juntos, e o leão comerá palha como o boi. E brincará a criança de peito sobre a toca da áspide, e a desmamada colocará a sua mão na cova do basilisco.” (Isaías 11:6-8)

As mudanças fisiológicas no Reino animal são interessantes, mas elas deverão começar por nossa atitude. Pelo menos foi isso que ensinou o Profeta joseph Smith. Ele disse:

“Ao armar minha barraca, achamos três cascavéis as quais os irmãos estavam a ponto de matar, quando eu lhe disse: — Deixai-as. Não lhes façais mal! Como poderá a serpente perder o veneno, enquanto os servos de Deus tiverem a mesma disposição e procurarem destruí-la? O homem tem de tornar-se inofensivo, para que os animais também o possam ser; e quando os homens deixarem de ser malévolos e de destruir o reino animal, nesse dia o leão e o cordeiro poderão viver juntos e uma criança poderá brincar com as serpente. Os irmãos, usando varas, com todo o cuidado, pegaram as cobras e as levaram para o outro lado do riacho. Exortei-os a não matar nenhuma serpente, ave ou [outro] animal durante a nossa viagem, a menos que fosse necessário fazê-lo para saciar a fome.” (Ensinamentos do Profeta Joseph Smith, pg. 70)

4 – Justo

As pessoas que estiverem no Milênio precisarão ser justas. Não serão perfeitas, e muitas, ao menos no começo desta era, nem membros da Igreja serão. Entretanto, precisam desejar a justiça e a retidão. Neste sentido elas não são são mentirosas e feiticeiras e adúlteras e libertinas; e não amam e inventam mentiras (D&C 76:102).

Essas pessoas confiarão no novo sistema político estabelecido pro Cristo e viverão dentro da lei. Não será preciso ostensivo policiamento e muitas leis, pois as pessoas governarão a si mesmas através de bons princípios.

A moralidade será elevada. Não haverá lascívia, pornografia, pedofilia, traição ou preconceito. As confiarão umas nas outras e a honestidade será a regra geral, incorporada em todo ser vivente.

Podemos começar hoje a viver assim.

5 – Estudioso

Conforme disse Habacuque, no Milênio “a terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar”. Sem iniquidade a busca pela verdade será motivada pelo desejo de aprender e servir ao próximo – e não pelo lucro e fama. As invenções e descobertas serão recorrentes e, devido a inspiração do Altíssimo, nosso conhecimento será sem paralelo.

Observe o que o Senhor disse:

“No dia em que o Senhor vier, ele revelará todas as coisas —

Coisas passadas e coisas ocultas que nenhum homem conheceu, coisas da Terra pelas quais foi feita e seu propósito e seu fim —

Coisas muito preciosas, coisas que estão no alto e coisas que estão em baixo, coisas que estão dentro da terra e sobre a terra e nos céus.”

Saberemos sobre tudo relacionado a essa Terra. Todos os mistérios da paleontologia, arqueologia, astronomia, química quântica, e muito mais. As respostas as questões mais pungentes da filosofia poderão ser encontradas. Teremos acesso a registros antigos e entenderemos melhor tudo que se passou nas eras anteriores.

Ademais, o conhecimento de Deus será grandioso – e aprenderemos seus mistérios.

Podemos começar hoje a estudar com diligência, tanto as coisas da Terra como a as coisas de Deus.

6 – Trabalhador

O milênio exigirá pessoas comprometidas a trabalhar. Entre as muitas profissões, ofícios e ocupações, os membros da Igreja precisarão dedicar seu tempo a serviço do mestre. Haverá milhares de missionários e oficiantes trabalhando sem cessar para levar o Evangelho a todos, dos dois lados do véu.

“Durante o Milênio, todas as pessoas do mundo serão boas e justas, mas muitas ainda não terão recebido a plenitude do evangelho. Consequentemente, os membros da Igreja participarão do trabalho missionário.

Os membros da Igreja também participarão do trabalho do templo durante o Milênio. Os santos continuarão a construir templos e a receber ordenanças em favor de seus parentes falecidos. Guiados por revelação, eles vão preparar os registros de seus antepassados, até a época de Adão e Eva.” (Milênio, Tópicos do Evangelho)

Podemos nos envolver hoje no Trabalho Missionário e no Trabalho do Templo e História da Família.

7 – Filho de Deus

Todos que viverem no Milênio acabarão por reconhecer o poder de Deus, e todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus é o Cristo. Além disso, todos estarão unidos pelo bem da humanidade e para cumprir os propósitos de Deus. Todos receberão a oportundiade de serem batizados e nascerem de novo para Deus. Todos terão oportundiade de se tornar a semente de Cristo, os filhos e filhas Dele, através dos convênios no Templo.

Podemos começar hoje a agir como filhos de Deus, fazendo as obras que Cristo nos mostrou que devemos fazer.