Coronavírus | Missionários em algumas regiões da África serão transferidos

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias atualizou seu comunicado com informações relacionadas aos missionários na África, duas missões no leste Europeu, e na Missão Micronésia Guam.

Os missionários continuarão a ser chamados a servir em todo o mundo. As recomendações missionárias continuarão a ser recebidas, e as designações para servir em todo o mundo continuarão a ser feitas.

No entanto, alguns missionários pode ser redesignados e os élderes que servem nos Estados Unidos e no Canadá concluirão suas missões três meses antes do período de 24 meses.

Todos os missionários que seriam treinados nos centros de treinamentos missionário em Provo, Utah ou Preston, Inglaterra serão treinados por videoconferência.

Os missionários de regiões onde os governos estão restringindo as atividades, também serão treinados por videoconferência.

A Igreja está tomando medidas para reduzir o número de missionários em áreas onde o COVID-19 apresenta maior risco.

perguntas para os missionários

Essas medidas dão aos presidentes de missão mais flexibilidade para se certificar que os missionários sejam eficazes e estejam em segurança, e que haja espaço adequado para abrigar os missionários, caso eles sejam removidos das cidades onde há uma preocupação maior relacionada ao surto.

Jovens missionários com problemas de saúde e missionários seniores devem ser liberados de seus serviços. Essas exceções se aplicam nas seguintes áreas:

  • 2 missões no Leste Europeu (a partir do dia 18 de março)
  • 6 missões no nordeste da América do Norte (a partir de 16 de março)
  • 22 missões na Europa (a partir de 12 de março)

Os missionários que não são nativos em certos locais retornarão para o seu país de origem. Essa instrução se aplica para as seguintes localizações:

  • África (a partir de 18 de março)

Devido a propagação do COVID-19 e das novas regulamentações de viagem em vários governos africanos, os missionários que servem atualmente na maioria das missões na África, que não são nativos dessas regiões, serão temporariamente transferidos.

Esses missionários voltarão para casa e por precaução ficarão isolados por 14 dias. Em seguida, eles receberão uma nova designação temporária em seu país de origem de acordo com sua capacidade e necessidade.

Os missionários africanos viajarão diretamente para suas novas designações em seus países de origem. Os missionários que não podem retornar para casa devido as restrições de viagem, continuarão a servir em suas missões atuais.

Essas medidas se aplicam a todas as missões na África, com exceção de Angola Luanda, Botswana/Namíbia/Quênia Nairóbi, África do Sul Cape Town, África do Sul Durban, África do Sul Johanesburgo, Uganda Kampala e Zâmbia Lusaka.

Os líderes da Igreja continuam a monitorar de perto as condições relacionadas ao surto de COVID-19 e, se necessário, continuarão a fazer futuros ajustes. Amamos nossos missionários e apreciamos sua devoção ao serviço missionário.

  • Países dentro da Missão Micronésia Guam (a partir de 18 de março)

Se aplica aos missionários que servem atualmente em outras ilhas além de Guam.

  • Nas Filipinas (a partir de 17 de março)

Por causa da nova diretriz de viagem do governo das Filipinas e devido a incapacidade do país de prestar este serviço, todos os missionários que não são nativos das Filipinas estão sendo removidos do país. Esses missionários retornarão aos seus países de origem para novas designações temporárias. Eles voltarão ao serviço missionário depois de um período de 14 dias de auto-isolamento em casa, por precaução.

  • Coreia (a partir de 5 de março)
  • Mongólia (a partir de 27 de fevereiro)

Missionários em perspectiva que estão se preparando para servir em alguns desses países ou que são nativos desses países terão suas datas de início adiadas ou receberão uma designação temporária. Essa atualização se aplica as seguintes localizações:

  • Japão (a partir de 25 de fevereiro)
  • Coreia (a partir de 25 de fevereiro)
  • Camboja (a partir de 20 de fevereiro)
  • Singapura (a partir de 25 de fevereiro)
  • Tailândia (a partir de 25 de fevereiro)

Todos os missionários foram removidos da Missão China Hong Kong.

É pedido que todos os missionários que retornam para casa, se isolem por 14 dias seguindo as instruções da Organização Mundial de Saúde e o Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

Os missionários que permanecem em regiões onde o COVID-19 é uma preocupação, estão tomando precauções para manterem-se saudáveis, o que incluiu ficar em casa o máximo possível, evitar interação pessoal com outras pessoas e ensinar através de ligações telefônicas ou outro tipo de tecnologia.

Os presidentes de missão estão se comunicando com as famílias para que saibam as precauções que estão sendo tomadas e para mantê-los atualizados das circunstâncias locais.

Fonte: LDS Living

Relacionado:

COVID-19 e seu impacto aos Santos dos Últimos Dias em todo o mundo

| Missão
Publicado por: Vanessa Pozete
Tradutora e intérprete, nascida em Fortaleza, criada em Santos, casada e com três filhos. Serviu missão Brasil João Pessoa. Ama a maternidade, fotografia, praia e livros de aventura e ficção. É a Localization Specialist do time português na More Good Foundation.
Missionários compartilham vídeos para alegrar os que estão em...
Coronavírus | Novas mudanças anunciadas para a Conferência Geral de...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *