O amor de 3 apóstolos por suas missões

O Presidente Russell Ballard, o Élder Jeffrey R. Holland e o Élder Quentin L. Cook voltaram ao que todo missionário retornado poderia chamar de “solo sagrado”, o lugar onde serviram suas missões. No caso deles, as Ilhas Britânicas.

Cada um destes Apóstolos sênior serviu suas missões de tempo integral nestes países que estão cheios de histórias sobre a obra missionária da Igreja. O presidente Ballard chegou às Ilhas Britânicas em 1948.

Já o Élder Holland e o Élder Cook foram companheiros em 1962. Durante uma viagem que deve ter sido cheia de nostalgia e memórias ternas, cada apóstolo refletiu sobre o seu amor pelo lugar e sua gratidão por suas missões.

“Li o Livro de Mórmon com real intenção à bordo do RMS Queen Elizabeth ao atravessar o Atlântico”, disse o Presidente Ballard ao Church News. “Quão boa foi a minha primeira missão. Ela me mudou.”

Um lar espiritual

Todos os três homens consideram as Ilhas Britânicas como o seu lar espiritual. O Élder Holland comentou: “Fisicamente, eu nasci nos Estados Unidos. …Mas espiritualmente, nasci nesta ilha verde e poderosa.”

Ele acrescentou como era especial estar de volta junto com o Presidente Ballard e o Élder Cook.

Ao longo dos anos, todos os três apóstolos compartilharam experiências especiais de suas missões.

Talvez algumas dessas memórias tenham voltado às suas mentes ao passarem um tempo juntos nos países que têm um lugar tão especial em seus corações.

Pode ser interessante: 5 lições aprendidas na missão que podem beneficiar o casamento

Os altos e baixos para o Presidente Ballard

Excerto de Anxiously Engaged: the Biography of M. Russell Ballard.

Em 26 de agosto de 1948, o Élder Ballard escreveu: “o dia mais difícil que eu tive desde que cheguei ao campo missionário.

Tivemos cinco portas fechadas seguidas, e eu sentia como se o mundo tivesse acabado.” Depois de duas semanas, no dia 7 de setembro, que ele escreveu:

“Agora podemos ver alguns dos frutos do nosso trabalho. Hoje, encontramos com um homem e ele disse: Vocês são os dois élderes mórmons? Respondemos-lhe, Sim.

Ele pegou num dos nossos panfletos e disse que entraria em contato com os élderes em Nottingham.

Aquele era um homem que procurava a verdade. Ele sabia que nenhuma das igrejas na Inglaterra era a verdadeira Igreja. Ele queria saber sobre a Igreja de Jesus Cristo e o Livro de Mórmon.”

Em outra ocasião, o Élder Ballard e seu companheiro estavam caminhando pelos famosos sebes em Hucknall. O Élder Ballard teve a nítida impressão de ir visitar a irmã Hayes.

“Era tarde”, disse ele sobre a impressão, “e decidimos que provavelmente era inapropriado ir visitá-la naquele momento.”

Então, logo pela manhã, ele e o companheiro bateram à porta da casa dos Hayes. A irmã Hayes, com lágrimas nos olhos, cumprimentou-os e disse: “Élderes, obrigada por terem vindo. Orei a noite toda para que viessem.”

Ela pediu ao Élder Ballard e seu companheiro para abençoar sua filha Kathleen, que estava com uma febre alta. “Nós o fizemos e imediatamente a febre dela passou”, disse o Élder Ballard.

E assim, as experiências de sua missão mudavam a cada dia. Desde a ensinar na chuva, realizar reuniões na rua ou em casas de campo, sofrer de dores de estômago, ensinar a Sociedade de Socorro, a ouvir um homem tagarelar e delirar sobre nada, o Élder Ballard sabia que essas eram experiências que ele nunca teria se não tivesse escolhido servir uma missão.

Leia também: 3 conselhos dos apóstolos modernos para fortalecer a fé em Jesus Cristo

Os companheiros Élder Holland e Élder Cook

O Deseret News compartilhou o seguinte relato sobre o tempo do Élder Holland e do Élder Cook como companheiros:

A maior parte do seu trabalho missionário foi centralizado na área da grande Londres, onde conheceram a Exhibition Road, a Capela Hyde Park  e o Templo de Londres.

Uma memória que se destaca para ambos foi quando o Presidente David O. McKay dedicou a Capela de Hyde Park mesmo estando doente.

Toda a missão orou para que ele fosse capaz de dedicar a capela e essas orações foram atendidas, disse o Élder Holland, que se lembra de ver o Presidente McKay, com seu distinto cabelo ondulado branco, emergir de um carro na Exhibition Road e presidir uma maravilhosa dedicação.

O Élder Cook não estava em Londres para esse evento, contudo, mais tarde viu o Profeta quando visitou a humilde casa de sua mãe, no País de Gales, na mesma viagem.

“Ele foi à pequena casa de sua mãe, e ao sair ele apenas chorou e falou sobre sua preciosa mãe”, disse o Élder Cook. Nunca vou esquecer daquele sentimento”.

Como companheiros, o Élder Cook reconheceu no Élder Holland um talento “fabuloso” para ensinar o evangelho.

O Élder Holland ficou igualmente impressionado com a ética de trabalho do Élder Cook e com sua abordagem objetiva.

Ele lembrou como o Élder Cook reconheceu algo especial em um novo élder e em vez de deixá-lo comer e descansar, ele imediatamente levou-o para trabalhar na chuva.

O exemplo do Élder Cook inspirou o Élder Holland, que o chamou de “o melhor missionário da nossa geração”.

Faz tempo que você voltou da missão? Quais são as lembranças mais especiais que você tem da sua missão? Compartilhe conosco nos comentários.

Fonte: LDS Living

| Missão

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *