Há evidências arqueológicas que apoiem o Livro de Mórmon?

Pergunta:

Olá,

Diferente do Livro de Mórmon, há muitas evidências que apoiam os relatos da Bíblia. Se O Livro de Mórmon é verdadeiro, por que não há nenhuma evidência arqueológica ou racional que o comprove?

Aline, MS


Resposta:

Olá Aline,

O problema imediato na construção de sua pergunta é que a própria premissa que está utilizando é falsa. As únicas pessoas que realmente insistem em afirmar que não há evidência racional para o Livro de Mórmon são geralmente pessoas que jamais se deram ao trabalho de pesquisar o que o livro diz com o seu respectivo contexto.

É verdade que há muito mais evidências históricas e arqueológicas para a história da Bíblia do que para o Livro de Mórmon e há razões específicas para isso. A imensa maioria dos acadêmicos SUD concordam baseados nas evidências que a história do Livro de Mórmon aconteceu em uma região limitada do continente americano, chamada Mesoamérica, aonde a antiga civilização Maia cresceu, floresceu e desapareceu. Se o local dos eventos do Livro de Mórmon realmente foi a Mesoamérica, seria de esperar encontrarmos facilmente as cidades mencionadas no livro e uma quantidade exorbitante de evidências que o apoiam, correto? Na prática as coisas não funcionam bem assim. Comparar a geografia do Velho Mundo–que no geral é desértica e de fácil acesso para pesquisas arqueológicas–com a geografia tropical da América Central não é razoável. Estudos antropológicos e arqueológicos (que é minha área de estudo acadêmico) não simplesmente determinam aleatoriamente locais para escavação sem uma forte indicação do que se deseja encontrar. A arqueologia praticada na Mesoamérica em meio à selva e mata fechada não é simples e financeiramente atrativa como a praticada no Velho Mundo e por essa razão, não é intelectualmente honesto esperar que o Livro de Mórmon apresente com facilidade todos os locais mencionados no texto, como acontece na Bíblia.

Por outro lado, estudiosos sabem que existem cidades inteiras na Mesoamérica que estão abaixo da terra, e que não há grande interesse, recursos ou ambos, para realizar escavações de tal porte. O interessante é que o texto do Livro de Mórmon em 3 Néfi 6:8-11 de fato indica que esse seria o cenário para muitas das antigas cidades.

É importante lembrar que são inscrições, não objetos, que delineiam detalhes precisos do contexto histórico de uma civilização. Objetos e artefatos antigos por si só são incapazes de recontar com exatidão os fatos relacionados aos povos que os possuíam. Para ilustrar, imagine que um arqueólogo encontre uma antiga panela. Embora uma panela possa oferecer pistas a respeito da datação dos eventos, ela certamente não provê evidência conclusiva das características religiosas e crenças de um indivíduo ou povo.

Continue lendo o restante desse artigo no IntérpreteNefita.

| Livro de Mórmon
Publicado por: Luiz Botelho
Luiz Botelho serviu na Missão Santa Maria e atualmente mora em Provo-Ut. Estuda Antropologia na Utah Valley University e descobriu na Ciência, História, Filosofia e Teologia sua verdadeira paixão. Atualmente trabalha voluntariamente como Diretor Internacional da FairMormon, é autor do Interpretenefita.com e um dos Diretores da More Good Foundation no Brasil.
Conta dos templos mórmons no Snapchat
Nova Conta dos Templos Mórmons no Snapchat
4 Dicas Para Pais Ajudarem Crianças a Evitar Pornografia

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *