4 razões para não olhar o seu celular ao acordar

A forma como iniciamos nosso dia ditará o tom do resto dele. Se começamos o dia agitados, aborrecidos e/ou atrasados, muito provavelmente assim será todo o restante do dia. Por outro lado, se começamos o dia com calma, dentro do horário e sem stress, a probabilidade de termos um dia tranquilo, é bem maior.

Estudos e Estatísticas

7 em cada 10 adolescentes brasileiros olham o celular antes de se levantar da cama. Nos Estados Unidos, 8 em cada 10 adolescentes se conectam a um dispositivo menos de cinco minutos depois de acordar

O celular é a tela mais importante no cotidiano dos jovens em todo o mundo. A pesquisa online Phone Life Balance, realizada pela Motorola em Março de 2018, como parte de sua campanha para aumentar a conscientização sobre o uso equilibrado do smartphone, respondida por mais de sete mil adolescentes no Brasil, confirma isso. A pesquisa indica que 7 em cada 10 jovens, de 10 a 19 anos, checam seu celular pela manhã, mesmo antes de sair da cama. Ou seja, o celular é a primeira coisa que eles entram em contato quando o dia começa.

Este não é um fenômeno exclusivamente brasileiro. Nos Estados Unidos, 8 em cada 10 adolescentes se conectam a um dispositivo menos de cinco minutos depois de acordar. Eles enviam uma média de 100 textos por dia, 80% dormem com seus celulares e 45% nunca se desconecta.

Mas percebemos também, que essa não é uma prática puramente dos jovens. Adultos no mundo todo tem mostrado que esse é também um hábito deles.

sem celular

O que acontece quando olhamos o celular ao acordar?

1)   Nosso dia será mais estressante.

Se você dorme perto do seu celular, igual à maioria das pessoas faz, fica fácil acordar e começar a ver as mensagens do seu aparelho, mas não é muito bom fazer isso. Julie Morgenstern, autora do livro “Never Check Email in the Morning”, disse ao jornal The Huffington Post, que se você começar a sua manhã desta forma, você não terá uma vida saudável. Ele declara o seguinte: “As surpresas que temos como lembretes e problemas são infinitas. Não existe nada que não podemos esperar 1 hora para fazermos.”

2)   Perderemos o foco.

O excesso de informações logo pela manhã, pode nos fazer perder o foco daquilo que realmente importa. Ao invés de levantarmos, tomarmos um banho e preparar um lanche saudável, tendemos a checar todas as redes sociais primeiro e quando vemos, estamos atrasados. Saímos correndo e mal comemos. Nessa correria toda, perdemos facilmente nosso foco para aquele dia.

3)   Será mais difícil ouvir os sussurros do Espírito Santo.

Quando acordamos e somos atropelados por uma infinidade de informações, ficamos cheios de coisas para pensar e isso, pode atrapalhar no que diz respeito a ouvir os sussurros do Espírito Santo, em especial, se nos “esquecemos” de orar antes de pegar o celular.

4)   Há danos para saúde, como a cegueira temporária.

Quando você acorda, costuma dar uma checadinha no celular? E naquela preguiça, usa só um olho e deixa o outro fechado? Pois saiba que um estudo mostrou que essa mania pode provocar cegueira temporária. Um estudo publicado pelo periódico “New England Journal of Medicine” indica que pode haver cegueira temporária após a utilização de smartphone em ambiente escuro.

Dr. Emerson explica que quando as pessoas estão dormindo, os olhos estão adaptados ao escuro e quando a gente pega o celular ao acordar, um olho fica um adaptado à luz e o outro ao escuro. O cérebro entende que o olho aberto é “cego” e demora para alcançar o outro quando os dois se abrem e, por isso, acontece a cegueira temporária. Nada mais é que uma demora para o cérebro adaptar os dois olhos à luz.

Para finalizar…

A dica é despertar com calma, orar para iniciar o dia e planejar nossas atividades. Comermos sem pressa. Se assim fizermos, o dia será mais calmo, menos estressante e teremos as coisas mais sob controle.

Relacionado:

A falsa realidade das mídias sociais

| Fortalecendo as Famílias
Publicado por: Inaê Leandro
Inaê Leandro é estudante de Administração, escritora e foi Jovem Senadora em terceiro lugar por Minas Gerais, no Prêmio Jovem Senador, do Senado Federal. Atua como voluntária no Instituto Oikon e mantém juntamente com amigos, o site suscitare.com.br.
O que ajudou o jovem Russell M. Nelson a perceber que precisava do...
O que o Senhor espera que façamos durante a Conferência Geral

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *