Decidir passar pelo templo é muito importante. O templo é um lugar maravilhoso de crescimento espiritual e aprendizado. É o lugar para fazer convênios sagrados com Deus. Mas às vezes, pode ser difícil entender uma resposta direta sobre qual é a melhor maneira para se preparar para o templo.

Não sei vocês, mas antes de ir ao templo, eu estava muito nervosa. Eu não sabia o que esperar. Além de ler o panfleto de preparação para o templo, eu não estava recebendo nenhum conselho ou instrução de como me preparar.

Sou do tipo super preparada sempre, então minha ansiedade estava maior do que o normal. Mas com algo tão solene e sagrado quanto fazer convênios, eu queria ter a certeza de que eu estava a mais preparada possível! Infelizmente, eu não estava tão preparada quanto poderia.

Então, pensei em algumas coisas que eu gostaria de saber antes de entrar no templo. Quero compartilhar algumas dessas estratégias de preparação e tópicos, para que vocês não se preocupem como eu me preocupei. Quero compartilhar essas coisas porque é importante que vocês entendam o que farão no templo.

Tribo de Israel saindo de Jerusalém

#1: Entender o que é um Convênio

Quero dizer que é entender realmente. Hoje em dia, é muito fácil achar que todas as coisas são temporárias e substituíveis. Quando enxergamos as coisas como temporárias, não levamos tanto a sério. Mas fazer e guardar convênios não é algo temporário.

Em seu âmago, um convênio é uma promessa que fazemos para o Pai Celestial. Ele estabelece os termos do convênio e de bom grado, aceitamos esses termos. Convênios são obrigatórios e devemos aceitá-los sem sermos forçados. Nós devemos viver à altura das condições do convênio, se não, estamos zombando de Deus. Se não entendemos o que é um convênio, então talvez faremos um, sem estarmos totalmente preparados para manter o convênio que fizemos.

O principal pilar que faz o ‘manter e guardar convênios’ tão importante é a prestação de contas. Prestaremos contas ao Pai Celestial pelos desejos de nosso coração, assim como por nossas ações. Se escolhermos por vontade própria fazermos um convênio com o Pai Celestial, então precisaremos entender que seremos responsáveis por cumprirmos aquela promessa. Tenha em mente que o evangelho é misericórdia e perdão; enquanto estivermos tentando melhorar então tudo estará bem.

gloria de deus

#2: Aprender Sobre o Plano de Salvação.

O Plano de Salvação é igual ao propósito da vida. O templo está totalmente relacionado ao Plano de Salvação; está relacionado a nossa jornada de volta a Deus. De fato, o Plano de Salvação inclui as ordenanças de salvação e os convênios sagrados que “marcam o caminho de volta a Deus.” No templo, vocês aprenderão um pouco mais sobre o Plano de Deus. Mas isso não os deve  impedir de estudar mais sobre o plano Dele, antes de entrar no templo.

O meu conselho é que se familiarizem com o Velho Testamento, e com o que o Élder McConkie chamou de os 3 Pilares da Eternidade. Isto é, a Criação, a Queda e a Expiação de Jesus Cristo. Estudar esses três eventos irá ajudá-los a entender melhor a perspectiva da vida como um todo, assim como o propósito dos templos.

#3: Entender Rituais e Cerimônias

Às vezes ficamos apavorados quando vemos as palavras cerimônia ou ritual religioso, todas juntas. Talvez, seja porque essas palavras evocam pensamentos suspeitos de cultos misteriosos, ou coisa do tipo – alguns tendo sido feitos com más intenções. Ou talvez seja porque geralmente não pensamos em membros da Igreja participando de cerimônias religiosas. Mas a verdade é que membros da Igreja participam de muitas cerimônias maravilhosas!

Essas cerimônias não são suspeitas nem são para ter medo. Na verdade, elas são algo que podemos nos regozijar e esperar ansiosamente. Mas estou presumindo que vocês já entendem o que é um ritual. Se não sabem, vamos aprender juntos!

O dicionário Merriam-Webster define ritual como “uma ação ou uma série de ações que são repetidos regularmente de maneira precisa.” Certamente, existem grupos religiosos e não-religiosos que fazem alguns rituais. Como todas as coisas na vida, rituais podem ser feitos com intenções sagradas ou ruins – porém rituais não são em sua essência ruins.

Os rituais são frequentemente enraizados em simbolismos e ensinam lições valiosas sobre um princípio ou evento em especial. Essas performances podem incluir promessas entre os membros do grupo e a Deidade. Por essas razões, rituais são sagrados para aqueles que o praticam e não são abertos para a participação ou visualização do público.

As Cerimônias Sagradas Dentro da Igreja

Depois de tudo o que vimos, vamos falar um pouco sobre as cerimônias sagradas dentro d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Fora do templo, a preparação, passagem e participação do sacramento é uma cerimônia sagrada. O sacramento representa o corpo e o sangue de Cristo. Membros batizados da Igreja, partilham do sacramento, que simboliza o corpo e o sangue de Cristo toda semana, como uma demonstração figurativa e literal de reafirmação dos convênios que fizeram. Nada secreto, nada de assustador.

Fora do templo é tudo tranquilo e chique, mas você deve ter começado a ler esse artigo pensando ‘o que acontece dentro do templo?’. Algumas das coisas que fazemos, como as cerimônias, são tão sagradas que não falamos sobre elas fora do templo, mas vamos falar sobre o básico.

Dentro do templo fazemos ordenanças como a iniciatória, a investidura e o selamento; esses também são cerimônias sagradas. A iniciatória, a investidura e o selamento são partes do processo de fazer convênios com Deus. Assim com o sacramento, essas cerimônias sagradas estão relacionadas a maravilhosa Expiação do nosso Salvador, Jesus Cristo, e o Plano de Salvação. Nada secreto, nada assustador, e todas são sagradas.

Então, quando entrarem no templo, entrem em paz. Saibam que participarão de ordenanças sagradas e farão convênios divinos com Deus. No verdadeiro espírito de um provedor perfeito e celestial, esses convênios, se mantidos, irão protegê-los e trazê-los paz. Eles são feitos para levar vocês de volta ao seu Pai Celestial. Louvado seja o Altíssimo!

Artigo original em inglês: Third Hour

Relacionado:

Um conselho de um selador que mudou minha experiência no templo