Em entrevista, Pres. Nelson diz que ‘pode haver alegria nos momentos mais tristes’

Esta semana, o site The Atlantic – tradicional revista norte-americana – publicou um artigo com uma entrevista exclusiva do Presidente Russell M. Nelson, concedida ao escritor Santo dos Últimos Dias, McKay Coppins.

Criado como um membro da Igreja, Coppins começa o artigo reconhecendo que depois de “ficar em quarentena e ver o mundo desabar”, ele se lembrou de versos que costumava cantar quando criança, “siga o profeta, e não vais errar.”

Essas palavram o levaram a explorar sua fé em um longo artigo em que fala sobre muitas coisas. Desde Joseph Smith e Brigham Young à história da Igreja e a candidatura à presidência de Mitt Romney, o artigo explora o que Coppins descreve como “uma busca por assimilação”, à medida que narra a experiência da Igreja nas Américas desde a Primeira Visão de Joseph Smith em 1820.

Por conta da oposição enfrentada nos primórdios da Igreja, os Santos dos Últimos Dias se esforçavam para não se enquadrarem no estereótipo definido a eles.

“Se os Estados Unidos pensassem que eram hereges não-cristãos, os Santos encomendariam uma estátua de Jesus de 3,5 metros e a colocariam na Praça do Templo. Se os Estados Unidos pensassem que eram desleais, eles inundariam as fileiras dos militares e agências de inteligência (em um momento da história, a Brigham Young University foi a terceira maior fonte de oficiais do exército no país), diz Coppins.

O artigo aborda muitos dos aspectos de nossa fé, com bastantes detalhes. Mas, o que realmente chama nossa atenção é a entrevista com nosso profeta, o Presidente Russell M. Nelson.

“Quando lhe perguntei o que ele diria às pessoas LGBTQ+ que sentem que a Igreja não as quer, ele me disse: ‘Deus ama todos os seus filhos, assim como você e eu,’ e ‘há um lugar para todos os que escolhem pertencer a Sua Igreja.’

Mas quando perguntei se um dia a proibição das relações entre pessoas do mesmo sexo poderia ser suspensa, ele respondeu. “Como Apóstolos do Senhor, não podemos mudar a lei de Deus”, disse ele. ‘Ensinamos as leis Dele. Ele nos deu Suas leis há muitos milhares de anos atrás, e não espero que as mude agora.’”

E ainda assim, o autor observa que ao longo de sua entrevista, em meio a respostas a muitas perguntas difíceis, o Presidente Nelson “prega um evangelho de cheio de pontos positivos.

Coppins escreve:

“Quando eu lhe perguntei sobre os lockdowns que forçaram igrejas a fechar, ele respondeu que os lares podem ser ‘santuários da fé.’ Quando mencionei a destruição física causada pelo vírus, ele explicou como se deleita com os milagrosos mecanismos de defesa do corpo humano.

Recitando uma passagem do Livro de Mórmon – ‘Adão caiu para que os homens existissem; e os homens existem para que tenham alegria’— o Presidente Nelson oferece um lembrete, que parece mais como um chamado ao arrependimento: ‘pode haver alegria nos momentos mais tristes.’”

Se desejar, você pode encontrar o artigo completo (em inglês) aqui.

Fonte: LDS Living

| Profetas Hoje

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *