Sua vida é mais interessante e valiosa do que você imagina, não duvide!

“As pessoas costumam usar a desculpa de que suas vidas não têm grandes eventos e que ninguém se interessaria pelo que fizeram. Se você mantiver um diário, prometo que isso será uma fonte de grande inspiração para sua família, filhos, netos e outras pessoas, ao longo das gerações” (“President Kimball Speaks Out on Personal Journals,” New Era – dezembro, 1980, pág. 27).

Alguma vez você já lembrou da vida de um antepassado e pensou “quero saber mais”, Quero mais do que essa foto, do que essa certidão de casamento”, “quero saber os pensamentos e anseios desse parente”, “quero saber quais foram seu maiores desejos”, “o que acontecia no mundo na época essa pessoa vivia”?

Ao estar imersa na história da família, isso foi o que mais tenho me perguntado sobre meus antepassados: o que havia em seus corações?

Escrever um diário é muito emocionante. Talvez não seja possível conhecer todos os detalhes da vida de nossos antepassados agora. Mas, nossa posteridade pode saber mais sobre a nossa.

Os diários pessoais são uma fonte de alegria em minha família. Mas, nem sempre esse foi o caso. No passado, muitos dos meus convites não foram recebidos com tanta animação. Porém, devia haver uma maneira de atraí-los.

Por fim, houve uma maneira. E isto que estamos fazendo: Depois do jantar, nos reunimos no mesmo ambiente (sala de estar). A promessa que fizemos a nossos filhos foi que “só teriam que escrever ou ler durante dez minutos.”

Sempre oferecemos a opção de leitura, porque ler juntos em silêncio no mesmo ambiente proporciona uma mágica única.

Pode ser que alguma das crianças não queiram escrever em seus diários pessoas em uma determinada noite. E pode ser que outras não queriam escrever. Mas, o importante é que o ambiente e o tempo para aquelas atividades em específico, está sendo proporcionado.

Sempre coloco uma música instrumental suave para nos inspirar, e começarmos a ler e escrever.

O mais surpreendente disso tudo é que a maioria das pessoas quer continuar escrevendo depois de dez minutos!

No entanto, tentamos não gastar muito mais tempo nessa atividade para manter a emoção da experiência.

Quando as pessoas superam a oposição interna de “não, prefiro fazer outra coisa”, que todos sentimos às vezes, escrever um diário pessoal pode ser interessante.

Eu digo à minha filha adolescente: “Você sabe que a vida é difícil às vezes. Existem muitos pequenos problemas que precisam ser resolvidos. Um diário é um ótimo lugar para resolver esses problemas emocionais. Você realmente se conhece e se entende melhor quando escreve um diário. É catártico”.

Agora, sente-se conosco em nosso confortável sofá para escrever em seu diário.

Sei que um dia nossa posteridade nos agradecerá profusamente por acompanhar nossas vidas!

“Arranje um caderno (…), um diário que dure toda a vida, e talvez os anjos venham a fazer citações dele na eternidade. Comecem hoje e escrevam nele suas ações, seus pensamentos mais profundos, suas realizações e fracassos, suas amizades e triunfos, suas impressões e seu testemunho. Lembrem-se de que o Salvador repreende aqueles que falham ao registrar eventos importantes” (Spencer W. Kimball, “The Angels May Quote from It”, New Era , 1975, p. 5).

Agora, mais do que nunca, temos tempo para refletir sobre o que estamos fazendo e o que podemos mudar para melhor as nossas vidas, tanto no aspecto espiritual como no temporal.

Reserve um tempo para escrever em seu diário pessoal, escreva as coisas pelas quais você é grato, o que as suas experiências te ensinaram e o que você gostaria que as suas futuras gerações saibam. Garanto-lhe que você gostaria de manter um registro de sua vida! Tente! Você não tem nada a perder!

Fonte: Meridian Magazine

Relacionado:

Como manter um diário nos ajuda a melhorar a saúde física e mental

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *