Os simbolismos da Árvore da Vida em diferentes culturas

No estudo do Vem e Segue-me dessa semana, tivemos a grande oportunidade de estudar a visão de Leí sobre a Árvore da Vida.

A visão de Leí é uma linda analogia sobre família, escolher a palavra de Deus, se segurar firme nas Suas promessas e encontrar felicidade em suas vidas.

É interessante notar como a Árvore da Vida é representada em diferentes culturas através da história. Nas culturas que compartilham a imagem da Árvore da Vida, existem muitos temas comuns que ilustram a beleza e compartilham o simbolismo por trás da Árvore da Vida.

Seguem alguns temas comuns da Árvore em uma variedade de culturas que podem te ajudar a aprofundar o seu estudo:

A árvore é um símbolo de criação e proteção

A Árvore da Vida é uma imagem compartilhada pelos Maias, Celtas e pela cultura Chinesa, e é primeiramente um símbolo de força. Em cada uma das interpretações dessas culturas, a árvore é uma guardiã, que protege a terra do perigo e do mal.

Na literatura mesoamericana, a Árvore da Vida é o centro de onde toda a Terra (norte, sul, leste e oeste) cresceu, e uma cruz é vista no meio como um símbolo de toda a criação da vida.

Na mitologia nórdica, a Árvore da Vida, ou Yggdrasil como é chamada, é o portão entre o mundo espiritual e o mundo dos vivos e atua como guardiã dos dois mundos.

A árvore como um símbolo de vida eterna

Na cultura islâmica e na cultura chinesa, a Árvore da Vida, ou o fruto da Árvore da Vida, é um símbolo de vida eterna.

Existe uma antiga história no Taoismo, na mitologia chinesa, sobre uma árvore antiga que produz um pêssego a cada 3 mil anos. Quem come esse pêssego ganha a vida eterna e muita felicidade.

No Alcorão, existem muitas referências a árvore que fica entre o Jardim do Éden e a árvore do conhecimento.

A árvore como um símbolo de conhecimento e longevidade

Na cultura tradicional cristã e na mitologia nórdica, a Árvore da Vida é um símbolo de conhecimento. Na história de Adão e Eva, a Árvore da Vida contém o conhecimento do bem e do mal e apresenta o primeiro mandamento de Deus.

Na mitologia nórdica, a Árvore da Vida ensina que a vida está em todas as coisas em nosso mundo, e que o mundo espiritual nos ensina muito sobre nossas vidas.

mãe celestial

A árvore como símbolo de família

Na linda história do sonho de Leí, a Árvore da Vida tem o simbolismo da família e da comunidade. Quando Leí partilhou do fruto, seu primeiro pensamento foi em como ele queria, desesperadamente, compartilhar com sua família a alegria que sentiu por comer daquele fruto.

Além disso, depois que Leí e sua família partilharam do fruto, muitas outras pessoas que chegaram na Árvore e encontram felicidade ao estar junto das pessoas que amavam.

Dentre as diferentes culturas que compartilham da imagem da Árvore da Vida, o simbolismo de família e comunidade é algo se encontra em cada uma das interpretações.

A árvore como símbolo do amor de Deus

Ao longo das muitas histórias da Árvore da Vida, cada uma traz símbolos do amor de nosso Pai Celestial.

Seja pelo conhecimento Dele, pelo desejo Dele de que compartilhemos a vida eterna com Ele, ou o desejo Dele de encontrarmos pontos em comum com aqueles à nossa volta.

A Árvore da Vida é um símbolo lindo e unificador ensinado ao longo da história.

A história da Árvore da Vida é admirada em muitas culturas, incluindo os ensinamentos dentro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Ao estudarmos a história do Sonho de Leí, podemos nos lembrar do profundo desejo que nosso Pai Celestial tem de que nos aproximemos Dele.

O fruto do Evangelho é um presente incrível em nossas vidas e é algo que podemos compartilhar com alegria para aqueles ao nosso redor.

Quais foram algumas das suas inspirações favoritas ao estudar a visão de Leí sobre a Árvore da Vida? Compartilhe conosco.

Fonte: LDSLiving

Relacionado:

Você se envergonharia de comer o fruto da árvore da vida?

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *