Essa semana é conhecida como Semana Santa ao redor do mundo, em especial nos países cristãos. No Brasil, inclusive, há comemorações e celebrações em todas as partes.

E você pode estar se perguntando se os membros da Igreja celebram também a semana santa. Vamos responder isso! No entanto, antes vamos entender melhor o que é a Semana Santa?

A Semana Santa é uma tradição religiosa católica que celebra a Paixão, a Morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Ela se inicia no Domingo de Ramos, que relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no domingo de Páscoa.

tradição

A Semana Santa é a ocasião em que é celebrada a paixão de Cristo, sua morte e ressurreição. Jesus Cristo não aceitava o tipo de vida que seu povo levava, o governo cobrando altos impostos, riquezas extremas para uns e miséria para outros.

Ao chegar a Jerusalém, foi aclamado pela população como sendo o Messias, o Rei, mas os romanos não acreditavam que ele era filho de Deus, duvidavam dos seus sábios ensinamentos, de sua missão para salvar a humanidade, então passaram a persegui-lo.

Jesus tinha conhecimento de tudo que iria passar, da peregrinação que o levaria à morte. Convidou, então, doze homens a quem chamou de discípulos, para levar seus ensinamentos às pessoas. Porém, Judas Escariotes, um desses apóstolos, também duvidou que Ele era um enviado de Deus, entregando-lhe para os romanos, que o capturaram.

Em seguida, fizeram Jesus passar pela via sacra, amarrado à sua cruz, carregando-a por um longo trecho, sendo torturado, levando chibatadas dos soldados, sendo caçoado covardemente até sofrer a crucificação e a morte.

Em 325 d.C, o Concílio de Niceia, presidido pelo Imperador Constantino e organizado pelo Papa Silvestre I, fabricou e consolidou a doutrina da Igreja Católica, como a escolha dos livros sagrados e as datas religiosas. Ficou decidido também que a Semana Santa seria comemorada por uma semana (do domingo de ramos ao domingo de Páscoa). Há relatos de festas em homenagem aos últimos dias de Cristo, pouco tempo depois de sua morte. Porém comemoravam dois dias apenas (sábado de aleluia e domingo da ressurreição). Nesse Concílio também foi adotado o Catolicismo como religião oficial do Império Romano. Cada dia da comemoração faz referência a um acontecimento.

Os membros da Igreja acreditam nessa tradição?

Como membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhecemos a história de Jesus Cristo. Acreditamos nela. Assim como nossos irmãos católicos, acreditamos que Jesus Cristo foi morto em uma cruz e pagou por nossos pecados. Acreditamos também, que Ele ressuscitou no Domingo e celebramos a Páscoa.

No entanto, não celebramos a Semana Santa tal como fazem nossos irmãos católicos. Respeitamos todas as celebrações religiosas e somos gratos pela liberdade religiosa que gozamos. Somos felizes pelo que nos assegura o artigo 18º da Declaração Universal dos Direitos Humanos: “toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião; este direito implica a liberdade de mudar de religião ou de convicção, assim como a liberdade de manifestar a religião ou convicção, sozinho ou em comum, tanto em público como em privado, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pelos ritos”.

Além disso, somos felizes por seguirmos as regras de fé! E a 11ª regra de fé de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias diz:

“Pretendemos o privilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os ditames de nossa própria consciência; e concedemos a todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os adorar como, onde, ou o que desejarem.”

Desejamos a todos, boas celebrações e uma feliz Páscoa.  

Relacionado:

O que a Páscoa significa para os santos dos últimos dias?