O que faz com que seu desejo de ler as escrituras diminua?

“Examinais as escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna.” – João 5:39

Tem dias que é extremamente difícil sentar e abrir as escrituras. Você já passou por isso?

A verdade é que o mundo está cada vez mais agitado. As pessoas estão cada vez mais atarefadas. De um modo geral as pessoas estão lendo cada vez menos.

A prática da leitura ainda não está totalmente presente entre os brasileiros. Uma prova disso são os dados da pesquisa Retratos da Leitura do Instituto Pró-Livro. De acordo com o levantamento, 44% da população não lê e 30% nunca comprou um livro. A média de obras lidas por pessoa ao ano é de 4.96. Desse total, 2.43 foram terminados e 2.53 lidos em partes.

Dentro dos números apresentados acima, estão muitos membros da Igreja. Para entendermos melhor sobre o que dizem as estatísticas, vamos pensar em alguns pontos que fazem nosso desejo de estudar as escrituras diminuir.

desacelerar

1)  Horários impróprios.

Cada pessoa funciona melhor em um período do dia. Alguns são altamente produtivos no período da manhã, logo ao levantar. Outros são muito produtivos no período da noite.

Um dos motivos de perdermos o desejo de estudar as escrituras é tentar fazer isso quando nos sentimos mais cansados e pouco produtivos.

Precisamos identificar qual o melhor horário ou período para estudar as escrituras. Devemos analisar em quais momentos nossa atenção e foco são maiores.

2)  Falta de disciplina.

Estudar as escrituras não é algo que devemos fazer se sobrar um tempinho. Estudar as escrituras deve ser parte integrante do nosso dia a dia. Devemos ter disciplina de selecionar um momento do nosso dia e dedicarmo-nos ao estudo sincero e cuidadoso.

Quando temos disciplina de estudar todos os dias, nosso desejo só aumenta.

3)  Não temos hábito.

Estudar as escrituras é um hábito que todo membro da Igreja deve ter.

Como dito no item anterior, estudar as escrituras não é se sobrar tempo. Estudar as escrituras deve ser uma atividade que fazemos todos os dias. No entanto, se não temos disciplina, consequentemente não iremos criar um hábito. Quando não criamos um hábito perdemos o desejo facilmente.

É necessário criar o hábito e então, estudar as escrituras se tornará alto tão natural que será impossível ir dormir sem antes estudar.

4)  Falta de material adequado.

Esse é um ponto que sempre chama minha atenção. Muitos dizem que perdem o desejo de estudar as escrituras porque não entendem o que está escrito e acabam desanimando. A Igreja publica incansavelmente vários manuais, dos mais diferentes tipos sobre todas as obras padrão!

Tem dificuldade de entender o Velho Testamento? Que tal usar um manual do Velho Testamento enquanto lê a Bíblia?

No site da Igreja é possível acessar todos os manuais gratuitamente. Vamos aproveitar.

5)  Não ter o desejo propriamente dito.

Verdadeiramente podemos dizer que temos dentro de nós o desejo de estudar as escrituras?

Nada irá funcionar se não temos dentro de nós o desejo. Mesmo que seja pequeno, como um grão de mostarda. Se não temos o desejo de estudar as escrituras, nada do que for dito ou escrito sobre o assunto, irá ser útil.

Podemos orar para que o Pai Celestial nos ajude a termos o desejo de estudar continuamente as escrituras e com elas aprender.

Relacionado:

4 maneiras de reduzir a ansiedade de acordo com as escrituras

| Para refletir
Publicado por: Inaê Leandro
Inaê Leandro é estudante de Administração, escritora e foi Jovem Senadora em terceiro lugar por Minas Gerais, no Prêmio Jovem Senador, do Senado Federal. Atua como voluntária no Instituto Oikon e mantém juntamente com amigos, o site suscitare.com.br.
A maior mudança na Igreja ainda está para acontecer
Conheça a Universidade Brigham Young (Provo), a Universidade da...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *