5 maneiras pelas quais os anjos se comunicam conosco

O Presidente Boyd K. Packer ensinou que a revelação divina pode vir de várias maneiras: “O Senhor revela Sua vontade por meio de sonhos e visões, visitações, por meio de anjos, por Sua própria voz ou pela de Seus servos. “… Seja pela minha própria voz”, disse Ele, “ou pela de meus servos, não importa” (“Revelação Pessoal: O Dom, o Teste e a Promessa”, Conferência Geral, outubro de 1994).

Dependendo das necessidades dos mortais e de acordo com a vontade do Senhor, os anjos se comunicam com os mortais de várias maneiras—por visitação, por voz, por pensamentos, por sentimentos ou de outras maneiras.

Muitas visitas do mundo espiritual são de parentes, incluindo avós, pais e irmãos. Amigos falecidos, também, podem visitar entes queridos com mensagens de Deus. O presidente Joseph F. Smith escreveu:

“Nossos pais e mães, irmãos, irmãs e amigos que passaram por esta terra, tendo sido fiéis e dignos para desfrutar desses privilégios e direitos, podem receber uma missão para visitar seus parentes e amigos na terra, trazendo da Presença divina mensagens de amor, de advertência ou de repreensão e de instrução para aqueles a quem haviam aprendido a amar na carne” (Gospel Doctrine, 436).

O Presidente Smith deu um exemplo de Irmã Cannon, que “pôde retornar e visitar seus amigos,” mas ele acrescentou, que tinha “ser em conformidade com a sabedoria do Todo-Poderoso”, porque “existem leis que aqueles que estão no Paraíso de Deus devem se sujeitar, bem como as leis a que estamos sujeitos” (Gospel Doctrine, 436).

  1. Os anjos podem se comunicar por meio de sonhos e visões

Existe alguma diferença entre uma visão e um sonho inspirado? O Élder James E. Talmage explicou:

“Em geral, as visões são manifestadas aos sentidos despertos enquanto os sonhos são dados durante o sono. Na visão, no entanto, os sentidos podem ser tão afetados a ponto de deixar a pessoa praticamente inconsciente, ou pelo menos insensível a ocorrências ordinárias, ao mesmo tempo que é capaz de discernir a manifestação celestial.Nas dispensações anteriores, o Senhor frequentemente Se comunicava por meio de sonhos e visões, muitas vezes revelando aos profetas os acontecimentos do futuro, mesmo para as gerações mais recentes” (Articles of Faith, 205).

Exemplos de anjos se comunicando com pessoas em sonhos incluem Jacó (“E disse-me o anjo de Deus em sonhos”; Gênesis 31:11), e José (“um anjo do Senhor lhe apareceu num sonho”; Mateus 1:20; 2:13, 19).

Sonho de Leí

Alguns indivíduos podem tender a minimizar o significado dos sonhos provenientes de Deus. Alguns indicam que uma visão é maior ou mais importante, mas tanto o Presidente Spencer W. Kimball quanto o Presidente Harold B. Lee ensinaram sobre a importância dos sonhos inspirados por Deus.

Assim como várias pessoas, tanto homens como mulheres, da Bíblia e do Livro de Mórmon tiveram sonhos e visões inspirados por Deus que incluíam anjos, tanto homens como mulheres nos últimos dias também podem experimentar comunicações celestiais.

Assim foi o testemunho do profeta Joel (Joel 2:28; veja também Atos 2:17). Quando visitou o jovem Joseph Smith na noite de 21 de setembro de 1823, o anjo Morôni citou Joel 2:28-32 e afirmou que as palavras destes versos seriam em breve cumpridas (veja Joseph Smith–História 1:41).

  1. Os anjos se comunicam com os mortais falando com eles

Sabemos que os anjos se comunicam com mortais falando com eles. Por exemplo, “o anjo do Senhor bradou a [Abraão] desde os céus […] o anjo do Senhor bradou a Abraão desde os céus pela segunda vez.”(Gênesis 22:11, 15). Alma 12:29 afirma que Deus “Enviou, portanto, anjos para conversarem com eles.”

O Presidente Brigham Young disse certa vez: “há pessoas nesta congregação que vão conversar com anjos tão livremente como nós conversamos uns com os outros” (Journal of Discourses, 5:258)

O Presidente Boyd K. Packer, citando passagens do Livro de Mórmon, explicou: “Somos ensinados que ‘os anjos falam pelo poder do Espírito Santo’ e que quando falamos pelo poder do Espírito Santo, nós o fazemos ‘na língua dos anjos'”(2 Néf 31:13; 2 Néfi 32:2).

O Presidente Packer explicou: “Néfi explicou que os anjos falam pelo poder do Espírito Santo, e vocês podem falar com a língua dos anjos, e isso simplesmente significa que podem falar com o poder do Espírito Santo. Será serena. Será invisível. Não haverá uma pomba. Não haverá línguas de fogo repartidas. Mas haverá poder” (“O Dom do Espírito Santo: O Que Todo Membro Deve Saber”, A Liahona, agosto de 2006).

Em uma ocasião, o Élder Parley P. Pratt estava procurando homens para se juntar ao acampamento de Sião; ele tinha viajado por muitas horas de carruagem, cavalgou durante a noite, e finalmente parou para descansar ao meio-dia. Ele soltou o cavalo para permitir que ele pastasse, e depois adormeceu.

Por causa de sua exaustão, ele mais tarde registrou, ele “poderia ter ficado deitado em um estado de esquecimento até que as sombras da noite se reuniram sobre mim. Eu só dormi por alguns momentos até que o cavalo tivesse pastado o suficiente, quando uma voz, mais alta e estridente do que eu nunca tinha ouvido antes, caiu no meu ouvido, e emocionado através de cada parte do meu corpo; disse: “Parley, é hora de estar de pé e continuar dua jornada.”

O Élder Pratt rapidamente respondeu, encontrou seu cavalo, e viajou até que ele voltou para o acampamento de Sião. Quando ele contou a Joseph Smith sobre esta experiência, o Profeta explicou que foi “o anjo do Senhor que precedeu pelo acampamento” que o acordou (Autobiografia, 93-94).

  1. Os anjos se comunicam por pensamentos ou sentimentos

Além das visitas e conversas, os anjos podem se comunicar por meio de pensamentos ou sentimentos. O Élder Dallin H. Oaks resumiu:

“O ministério de anjos, porém, pode ser invisível. Podemos receber as mensagens de anjos por meio de uma voz ou, simplesmente de pensamentos e sentimentos transmitidos à nossa mente. O Presidente John Taylor falou da “atuação dos anjos, ou mensageiros de Deus, em nossa mente, de modo que o coração conceba ( … ) as revelações do mundo eterno”. [Gospel Kingdom (O Reino do Evangelho), G. Homer Durham (sel.), 1987, p. 31.]

“Néfi descreveu três manifestações do ministério de anjos quando lembrou aos irmãos rebeldes que (1) haviam “visto um anjo”, (2) haviam “ouvido sua voz de tempos em tempos” e também que um anjo havia falado a eles “numa voz mansa e delicada”, mas que haviam “perdido a sensibilidade” e foram incapazes de “perceber suas palavras”. (1 Néfi 17:45) Na maioria das vezes, sentimos ou escutamos as mensagens dos anjos em vez de vê-los” (“O Sacerdócio Aarônico e o Sacramento”, Conferência Geral, outubro de 1998).

Como o Élder Oaks atestou, os mortais podem sentir as palavras de um anjo.

O texto completo de 1 Néfi 17:45 afirma: “Sois rápidos em cometer iniquidades, porém vagarosos em lembrar-vos do Senhor vosso Deus. Haveis visto um anjo que vos falou; sim, haveis ouvido sua voz de tempos em tempos; e ele vos falou numa voz mansa e delicada, mas havíeis perdido a sensibilidade, de modo que não pudestes perceber suas palavras; portanto, falou-vos ele com voz de trovão, o que fez tremer a terra como se fosse partir-se em pedaços.”

O conceito de sentir as palavras de um anjo pode ser indicado na seguinte passagem da escritura: “O qual nossos antepassados aguardaram com ansiedade que se revelasse nos últimos tempos e que lhes foi indicado pelos anjos como estando reservado para a plenitude de sua glória” (D&C 121:27).

  1. Os anjos podem dar impressões

Cristóvão Colombo foi guiado por um anjo do Senhor, que “lhe deu impressões profundas”, ensinou o Élder Orson Hyde no Dia da Independência dos Estados Unidos em 1854: “[um] anjo estava com Colombo, e deu-lhe impressões profundas, por sonhos e por visões, a respeito desse novo mundo. Abalado pela pobreza e por uma causa impopular, contudo o seu coração perseverante e inflexível não permitiria que um obstáculo se tornasse grande demais em seu caminho; e o anjo de Deus o ajudou” (Journal of Discourses, 6:368).

  1. Os anjos podem se comunicar por meio da pura inteligência

Outras autoridades da Igreja fornecem compreensão adicional sobre as comunicações espirituais com os anjos. O Presidente Boyd K. Packer, citando o Profeta Joseph Smith, referiu-se à” inteligência pura”, que se pode ser experimentada quando nos comunicamos com um anjo: “se um anjo conversar com você, nem você nem ele seriam confinados à visão corpórea ou ao som, a fim de se comunicarem. Pois há aquele processo espiritual descrito pelo Profeta Joseph pelo qual a pura inteligência pode fluir em nossas mentes e pela qual podemos saber o que precisamos saber sem o esforço de estudo ou a passagem do tempo, porque isso é revelação.”

As leis governam os anjos e as suas comunicações

As visitas e comunicações dos anjos devem ser autorizadas pelas autoridades encarregadas de dirigir esse trabalho. Todos os mensageiros de Deus, sejam eles seres ressuscitados ou transladados, espíritos que ainda não receberam um corpo ou aqueles que já tiveram um corpo um dia, ou mortais, devem cumprir as leis de Deus relativas à comunicação entre as diferentes esferas da existência.

O Profeta Joseph Smith ensinou que “a organização dos mundos espirituais e celestiais, e dos seres espirituais e celestiais, era agradável à mais perfeita ordem e harmonia: seus limites foram fixados irrevogavelmente.” Sem ordem e organização divina entre as esferas, haveria caos e confusão.

O Élder Orson F. Whitney explicou:

“A casa de Deus é uma casa de ordem, e o mundo espiritual é uma sala naquela casa. Assim sendo, é razoável concluir que antes que algo importante ou incomum possa acontecer lá, o Mestre da mansão deve primeiro dar consentimento. Caso contrário, a confusão prevaleceria, e o propósito divino para o qual o véu foi derrubado entre os dois mundos poderia ser frustrado. A permissão do Grande Pai teria de ser obtida antes que um dos Seus filhos, um espírito que ainda não recebeu um corpo ou que já teve um corpo um dia, pudesse se manifestar aos mortais.”

Fonte: LDS Living

Relacionado:

Anjos ao nosso redor, uma demonstração do amor de Deus

| Para refletir, Popular

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *