De acordo com as muitas experiências de visitas de anjos que já registrei, parece haver um protocolo ao qual os anjos aderem quando interagem com mortais. Dependendo das instruções específicas que recebem, eles nos protegerão ou não; nos curarão ou não; nos salvarão ou não. No entanto, quando lhes é dada autorização eles podem nos ajudar. Neste artigo, eu quero compartilhar quatro acontecimentos notáveis onde os anjos foram autorizados a interceder de maneiras físicas.

Salvo de si mesmo

Às vezes, uma intervenção rápida é necessária para nos manter longe do perigo. Nestas circunstâncias, anjos podem nos tocar para que possamos compreender o que está acontecendo, como na experiência de meu amigo Rex Lowe, da África do Sul.

Naquela altura da sua vida, o Rex estava no meio de uma difícil provação. Ele estava desesperadamente infeliz e começou a sentir que nunca mais poderia encontrar a felicidade. Numa noite, ele estava dirigindo sem rumo pelas ruas da Cidade Do Cabo, sua mente estava focada em sua situação miserável e nos pensamentos deprimentes do passado. Ele parou o carro em um lugar isolado, saiu, e caminhou até um precipício de frente para o oceano. Ele conta:

“Sem pensar onde eu estava andando, me encontrei em frente ao meu lugar favorito, onde eu ia com frequencia. Estava na borda de um penhasco de 305 metros de altura, que ia para o oceano, onde as ondas batiam nas rochas abaixo.

“Eu fui e fiquei segurando na barra de segurança, olhando para o mar. Era uma noite escura com o vento e chuva, bastante convidativo para os meus pensamentos igualmente obscuros. A minha mente estava tumultuada, e minha vida estava uma bagunça. Comecei a pensar que a única saída era acabar com tudo.

“‘Acabar com tudo’ tornou-se o pensamento principal em minha mente. Sem sequer pensar nas consequências, agarrei-me instantaneamente à barra de segurança, balançando a minha perna direita e o meu pé por cima dele… e naquele instante, um braço foi fortemente colocado à volta do meu ombro e pescoço por alguém atrás de mim, puxando-me firmemente de volta para a segurança. Virei a cabeça para ver quem era. Não havia ninguém. Nessa hora, eu estava sendo firmemente levado para o meu carro, no lado oposto da estrada. A porta estava aberta, e eu fui empurrado sem cerimonias e a porta foi fechada.”

Quando ele estava de volta em seu carro, a influência do pensamento negativo tinha ido embora e ele “caiu em si”.

Os anjos são autorizados a usar uma variedade de métodos para nos ajudar, para Rex era “um braço forte” que o arrancou de perto do precipício e o jogou dentro de seu carro.

O Elder Jeffrey R. Holland ensinou sobre a realidade da ajuda dos anjos.

“Meus amados irmãos e irmãs, testifico-lhes que anjos existem… Ao dizer isso, estou testificando que Deus nunca nos deixa sozinhos nem desamparados nos desafios que enfrentamos.”

“… o Pai de todos nós está vigilante e pronto para ajudar. E sempre há aqueles anjos que vêm e ficam ao redor, visíveis ou não, conhecidos ou anônimos, mortais ou imortais.”(Jeffrey R. Holland,” The Ministry of Angels,” Conferência Geral outubro de 2008)

De um modo geral, deve trazer alegria aos anjos, pois eles têm a sua missão de correr e nos salvar. Eles estão criando em nós uma memória profunda que sempre nos inspirará e encorajará.

Caminhão pilotado por anjos

Os meus sogros, Vera e Gerald Pratt, tiveram muitas experiências nas quais quase morreram. Como família, dizemos sempre que são os “Anjos Pratt” que os protegem inúmeras vezes dos perigos da vida.

Há vários anos, no início dos anos 90, meu sogro Gerald Pratt, e sua esposa, Vera, estavam em um caminhão numa estrada de terra no México. Ele estava indo em uma velocidade alta e não percebeu que uma ponte estreita estava se aproximando rapidamente, o que exigiu que ele desacelerasse e fosse para o centro da estrada para passar com segurança. A largura da estrada de dois carros de repente tornou-se uma largura de um carro, e quando Gerald percebeu isso, ele não teve tempo de desviar ou de pisar no freio.

Neste momento, o tempo praticamente parou, e Vera viu que o pneu da frente de seu lado do carro iria para fora da ponte, e com medo ela pensou, “Oh não! É agora! Não vamos conseguir! Vamos cair no barranco!”

Ela fechou os olhos e se preparou para o inevitável.

Naquele exato segundo, em vez de pisar no freio, Gerald sentiu seu pé apertar com força o acelerador. O caminhão disparou, passou direto pelo barranco e parou do outro lado, ileso. Eles olharam um para o outro em silêncio. Ambos estavam convencidos de que os anjos “Pratt” os haviam salvo mais uma vez!

Às vezes, os anjos são autorizados a manipular coisas físicas, como freios ou volantes, a fim de nos proteger, mas às vezes eles podem fazer algo a mais, como nesta próxima história.

Anjos a acompanharam em segurança

Delores Pack, de El Paso, Texas, conta que um anjo dirigiu seu carro enquanto ela dormia. Ela me falou sobre a seguinte experiência incrível:

“Quando tinha 19 anos, estava trabalhando num hospital onde fiz o turno do fim-de-semana. Havia um fluxo constante de pessoas que passavam pelo raio-x de sexta à noite até cerca da meia-noite de domingo. Eu estava completamente exausta! Finalmente, não houveram mais pacientes e eu fui para casa. Dentro de trinta minutos, me ligaram para voltar para o hospital. Fiquei pensando no carro, ‘estou tão cansada!’

“Lembro-me de entrar na estrada, e depois perder toda a consciência. 15 minutos depois, quando o carro estava a virando para entrar no estacionamento do hospital, alguém me acordou e disse: “Você chegou. Acorde!’

“Acordei, dirigi até o estacionamento e saí do meu carro. Percebi que alguém tinha me levado de volta ao hospital. Alguém que me conhecia e me amava tinha estado lá para ajudar.”

Às vezes, os anjos nos salvam da dor ou das dificuldades, como no caso da Delores, mas outras vezes nos permite passar pelas dificuldades ou doenças antes de nos poderem ajudar. Seu esforço ou moderação em nosso favor é sempre celestialmente calculado para o nosso bem, não importa o que seja.

Três homens de branco curam um sueco

Hakan Palm, um homem da Suécia, compartilhou uma experiência extraordinária comigo, onde anjos ajudaram a curar suas lesões depois que ele sofreu um acidente muito sério em novembro de 2018.

Repare como os anjos eram tangíveis e fisicamente presentes com ele. Ele escreve:

“Estava andando de bicicleta numa estrada estreita nas ilhas Canárias. Aumentei a velocidade na última curva da estrada para Arguineguin. Quando me aproximei da curva, um carro rapidamente veio à minha frente e me ultrapassou.

“Depois de um curto período de tempo, o carro desacelerou de repente, e eu fui forçado a frear minha bicicleta com força para evitar uma colisão com o carro. A minha roda traseira foi para o ar e fui jogado por cima do guidão da bicicleta. De uma altura de cerca de 1,5 metros, eu vi o inevitável se aproximando. Fui de cabeça no asfalto!

“O capacete atingiu o chão primeiro, e depois o meu nariz bateu no asfalto. O meu pescoço ficou num ângulo horrível, e eu sabia que não era bom. O peso do meu corpo pressionou minha cabeça, e fiquei imóvel deitado de costas. O motorista do carro nem sequer notou o que aconteceu e continuou a sua viagem.

“Logo após o que aconteceu, abri os olhos e vi três homens de camisa branca se agachando sobre mim na rua. Ao me deitar, só conseguia vê-los do estômago para cima. Pensei que eram três homens a caminho de casa, do trabalho, que pararam para me ajudar.

“Os três homens ternamente pegaram a parte de trás da minha cabeça nas suas mãos e gentilmente balançaram-na para cima e para baixo cerca de um centímetro. Senti os dedos deles na minha cabeça. Um dos três expressou algo numa linguagem que eu não entendia. Quando o homem parou de falar, eles cuidadosamente colocaram minha cabeça de volta no chão. Um deles olhou-me nos olhos e disse duas vezes numa língua que eu compreendia:

‘Vai ficar tudo bem. Fica calmo.’

“Eu vi seus rostos e para mim os homens pareciam ter cerca de 35-40 anos de idade, cabelo escuro – bem penteado, bem apessoados.

“Os homens me disseram que tinham chamado uma ambulância. Quando eles se levantaram, eu pude vê-los do joelho para cima. Estavam completamente vestidos de branco. Quando a ambulância chegou, os três homens desapareceram.

“Fui transportado para um hospital em poucos minutos. No hospital, o médico não encontrou danos nas vértebras ou outras partes do esqueleto. Havia algumas escoriações, mas as enfermeiras cuidaram delas.

“Para obter uma segunda avaliação do pescoço, voei para a Suécia e pedi a outro médico para examinar a cabeça, pescoço, costas e ombros. Ele o fez e após exame cuidadoso (incluindo imagens de raio-X) ele não encontrou nenhuma lesão.

“Para mim, o evento e o processo foram tão naturais. Pensei que eram três espanhóis a caminho do trabalho que pararam na estrada para me ajudar.

“Eu poderia ter morrido naquele acidente, mas estou convencido de que os três homens eram anjos, que em uma linguagem celestial me deram uma bênção de cura, chamaram uma ambulância e, em seguida, foram embora.”

A Lei Celestial

Se ao menos pudéssemos ver as hostes celestiais ao nosso redor, ficaríamos surpresos com o que elas fazem por nós. Eles têm um protocolo para cada um de nós, mas o que os anjos fazem ou não fazem é calculado sob a lei celestial para o nosso bem.

Cada um de nós é um filho do Deus Altíssimo e a estratégia para cada um de nós é magnífica! Oh! Se pudéssemos ver…

Fonte: Meridian Magazine

Relacionado:

Nossos parentes falecidos podem ser “anjos da guarda”?