12 meses de pandemia e o que tivemos a oportunidade de aprender?

Nesse mês de março “comemoramos” o marco de um ano de quarentena. São 12 meses de idas e vindas, de fases amarelas, laranjas, vermelhas. Foram meses em que ficamos mais tempo em casa, ou que passamos por mais desafios financeiros e emocionais. Bom, a verdade é que não foram os meses mais fáceis de nossas vidas.

Sobre tal situação, ouvimos muitas mensagens de consolo de nossos líderes locais e líderes gerais. Ouvimos que o Senhor tinha nos preparado para esse momento, que as coisas iriam melhorar e também que Deus não nos abandonaria. 

Tudo isso é verdade, já que o programa da Igreja passou a ser mais centralizado no lar, a vacina saiu (finalmente!) e tivemos a oportunidade de sentir e ver a mão de Deus em nossas vidas.

E além de todas essas coisas, pudemos aprender muito.

Em entrevistas/devocionais recentes, alguns de nossos queridos líderes da Igreja compartilharam algumas coisas pelas quais podemos ser gratos, que podemos lembrar e também o que tivemos a oportunidade de aprender durante esses últimos 12 meses. Confira.

Presidente M. Russell Ballard

“Nos agarramos em nosso testemunho de que Jesus é o Cristo, que Ele é o Salvador e Redentor […] Existem coisas no mundo que não podemos controlar e às vezes pode haver o caos. Mas o evangelho e a doutrina do Senhor Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre […]

Se estivermos ancorados em Jesus Cristo, e nos esforçando para guardar Seus mandamentos, podemos deixar as coisas que não controlamos acontecerem no mundo. E seremos felizes. Ficaremos seguros. E seremos úteis e dispostos a servir e estaremos com o desejo de fazer as coisas certas.”

Élder Dieter F. Uchtdorf

Segundo o apóstolo, precisamos olhar para frente. 

“Avance e suba enquanto aplica o que aprendeu durante a pandemia.” Ele disse que isso é essencial porque “o evangelho de Jesus Cristo é um evangelho universal” e a Igreja é uma organização global que “trabalha e serve em um mundo online conectado globalmente.”

E durante a conferência de outubro de 2020, ele disse: “Mas, se existe uma coisa que sei, é que esse vírus não pegou nosso Pai Celestial de surpresa. Ele não precisou reunir batalhões de anjos extras, agendar reuniões de emergência ou realocar recursos da divisão de criação do mundo para lidar com uma necessidade inesperada.[…] Deus preparou Seus filhos e Sua Igreja para este momento.”

Élder David A. Bednar

“Estamos em um momento em que passamos por algo que nunca aconteceu nesta dispensação – todos os templos tiveram que ser fechados. Mas foi uma oportunidade de aprender lições extraordinárias […] Sinto que fomos forçados a refletir, lembrar e valorizar os convênios e ordenanças do templos de maneiras que nunca poderíamos chegar a valorizar.”

Élder Quentin L. Cook

“Neste momento, é fundamental e permitirá que a Igreja cresça no futuro e influencie mais vidas e faça ainda mais o trabalho de salvação. Vamos olhar para trás e enxergar esse momento como um momento fundamental de preparação, não só como um momento em que tivemos de perseverar.”

Presidente Russell M. Nelson

Em novembro de 2020, nosso profeta nos convidou a ser mais gratos e expressar essa gratidão nas redes sociais.

“A despeito de nossa situação, demonstrar gratidão por nossos privilégios é um remédio espiritual duradouro e de ação rápida.”

Fonte: Church News

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *