Quando o Élder Gary e. Stevenson chegou ao hospital onde está Madeleine “Maddy” Wilford para fazer-lhe uma visita, ele encontrou uma instalação médica tentando gerenciar tanto a tragédia quanto o horror prolífico.

Dois dias antes, um atirador disparou tiros e matou 17 pessoas nos arredores da escola Marjory Stoneman Douglas High School no dia 14 de fevereiro. O s cirurgiões e enfermeiros do hospital estavam trabalhando para manter as outras vítimas do tiroteio vivas, inclusive Maddy de 17 anos, Alaina do ensino médio e Laurel na ala Coral Springs. Ela levou quatro tiros.

“O hospital estava barulhento e caótico”, disse o Élder Stevenson do Quórum dos Doze Apóstolos. “Havia dois policiais na UTI por causa da segurança aumentada. Deu para sentir como foi pesado o que aconteceu”.

Com o Élder Stevenson estava o Élder Jörg Klebingat, Setenta Autoridade Geral. Quando os dois homens foram do hall do hospital para o quarto de Maddy para fazer a visita, eles sentiram uma mudança instantânea—como se a luz imediatamente tivesse substituído as trevas.

“Estamos reunidos em torno de Maddy, e foi como um oásis espiritual no meio de todo este caos e opressão que há no mundo”. Disse o Élder Stevenson ao Church News “Estávamos lá, no quarto do hospital, desfrutando os frutos do Consolador.”

Os familiares de Maddy disseram que eles também viram as mãos de Deus nos dias seguintes ao tiroteio em massa.

Houve muitos motivos para lamentação. Dezessete pessoas, inclusive A amiga de Maddy da mesma ala, Alaina Petty, morreram no tiroteio. No entanto, o consolo também foi encontrado enquanto oravam por aqueles que tinham perdido entes queridos — e por aqueles, como Maddy, que estavam lutando pela vida.

Os médicos fizeram várias cirurgias para reparar o braço e o pulmão feridos.

Testemunho da família

A mãe de Maddy, Missy Wilford, disse que a oração e as bênçãos do sacerdócio desempenharam um papel essencial na recuperação contínua de sua filha.

“O que aconteceu foi um milagre”, disse ela na quarta-feira, 21 de fevereiro. Maddy recebeu alta do hospital apenas uma semana após o tiroteio. “Seu processo de cura tem sido incrível.”

O pai de Maddy, David Wilford, disse que a visita do Élder Stevenson foi uma experiência incrível. “Ele deu-lhe uma bênção apostólica. Era algo que eu nunca tinha visto antes. Ele a usou para abençoar toda a família. (…) Não há dúvida em minha mente é por isso que ela está indo tão bem.

Durante a visita ao hospital, o Élder Stevenson sentiu “uma confluência do Espírito Santo, da fé, da oração e das bênçãos do sacerdócio — todos esses poderes celestiais se unindo”.

O Élder Stevenson e o Élder Klebingat administraram a Maddy. Eles leram as escrituras juntos e desfrutaram de momentos tranquilos de paz e oração.

Mensagem de Maddy à juventude da Igreja

Antes de partir, o Élder Stevenson perguntou a Maddy se ela tinha uma mensagem para a juventude da Igreja. Sussurrando suavemente, Maddy respondeu:

“Diga-lhes que eu os amo. Diga a eles que eu vou ficar bem. E diga-lhes que agradeço suas orações por mim.

O Élder Klebingat disse que foi uma humilde experiência ver a interação amorosa do apóstolo com Maddy e sua família. Não foi uma visita clínica. “Foi possível sentir a força emocional e espiritual enquanto o Élder Stevenson conversava suavemente com Maddy e acariciava suavemente seu braço.”

Mais tarde, o Élder Stevenson presidiu a um devocional com a juventude local. Ele falou aos jovens sobre suas amigas, Maddy e Alaina, e sobre o consolo encontrado na oração e no Espírito Santo.

“O Pai Celestial sabe o que acontece conosco”, disse ele. “Ele ama Seus filhos. É uma bênção ter o evangelho”.

Missy Wilford disse que sua filha encontrou força em seu testemunho e nas promessas sagradas encontradas em sua bênção patriarcal.

“Maddy sabe que estava sendo guardada por anjos”, disse ela. “Ela sabia que tudo ia ficar bem.”

Maddy, uma atleta talentosa que é conhecida por olhar para aqueles que necessitam de um amigo, tem vivido provações pessoais na vida, de acordo com sua mãe.

“Acho que essas provações lhe deram muita compaixão.”

Visita do presidente Trump

Pouco tempo depois que o Élder Stevenson e o Élder Klebingat deixaram seu quarto de hospital, o Presidente dos EUA Donald Trump e sua esposa, Melania Trump, fizeram uma visita à Maddy.

Os Trumps perguntaram onde Maddy espera cursar a faculdade um dia. A resposta de Maddy foi: Na BYU.

“O presidente disse à Maddy, ‘para onde quer que você decida ir, eu vou escrever-lhe uma carta de recomendação’”, de acordo com Missy Wilford.

A primeira-dama também apresentou Maddy com um par de moedas de ouro comemorativas.

David Wilford disse que o Senhor tem um plano para sua filha. “Como seu pai, vou apoiar qualquer que seja esse plano e fazer o que puder para ajudá-la com ele.”

Escrito por Jason Swensen e publicado no site LDS.org.

Relacionado:

Duas estudantes mórmons entre as vítimas do tiroteio em escola nos EUA