Foi declarado estado de emergência em algumas partes do Chile, logo após violentos protestos.

Estas manifestações foram provocadas por um aumento nas tarifas do metrô. As autoridades declararam estado de emergência em cinco províncias, e impuseram toque de recolher para controlar a situação.

Os meios de comunicação internacionais reportaram a situação no país, e a notícia chegou aos pais os missionários que servem no Chile.

Nichole Coombs declarou à KSLTV que seu filho, o Élder Carter Coombs, que atualmente serve na missão Santiago Leste, está a salvo com todos os outros missionários.

“Recebemos um e-mail do presidente da missão de meu filho, que dizia que todos os missionários haviam sido contabilizados” disse a irmã Coombs. “Confirmaram que todos estavam a salvo e que haviam implementado um protocolo de emergência que dizia ‘fiquem em suas casas, não saiam até que tudo esteja claro’”.

Essa comunicação é um alívio para as famílias que observam a confusão de longe e esperam para que possam conversar com seus missionários e saber que estão fora de perigo.

Fonte: ksltv.com