Utah, EUA – Seis missionários de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foram feitos reféns na casa de um homem armado quinta-feira durante uma visita de proselitismo, disse a polícia.

Por volta das 20h30, os missionários estavam visitando Paul Gutierrez Marquez, 45 anos, quando o incidente ocorreu, de acordo com uma declaração policial apresentada no 3º Tribunal Distrital.

“O indivíduo sacou sua arma de fogo e ao colocar os missionários na mira, disse a eles que eles não poderiam deixar a residência”, disse o Sargento da Polícia de West Valley, Sean McCarthy. “Eles foram mantidos na residência por pouco mais de uma hora, enquanto o suspeito exibia um comportamento muito instável”.

A ameaça ocorreu 10 minutos após o encontro.

Antes de sacar a arma, Marquez perguntou aos missionários “questões genéricas” sobre o trabalho missionário e a vida antes do trabalho missionário, disse McCarthy.

Então Marquez se zangou de repente e apontou a arma para eles. “Ele variava de um estado calmo a um estado muito nervoso e agressivo aleatoriamente”, disse ele.

“Marquez fez várias ameaças e disse que eles não podiam sair … mantendo-os na residência por mais de uma hora”, afirma a declaração.

Após cerca de uma hora, os missionários “conseguiram acalmá-lo”, disse o tenente da polícia de West Valley, MT Johnson. Depois que eles saíram, os missionários ligaram para o presidente da missão e também para a polícia.

Eles disseram à polícia que Marquez estava bebendo durante o incidente e “apontava a arma de fogo para os missionários quando ele não gostava do que eles estavam falando”.

Marquez disse à polícia que “ele sacou a arma de fogo apenas para mostrar aos missionários”, de acordo com declarações.

A polícia também encontrou recipientes vazios de cerveja e uísque, segundo McCarthy.

Marquez foi registrado na Cadeia do Condado de Salt Lake para responder pelas acusações.

“Somos gratos por esses seis missionários terem sido capazes de lidar com essa situação de maneira calma e apropriada, sem se ferirem. A Igreja está fornecendo apoio e aconselhamento a eles, enquanto se recuperam desta provação”, disse Daniel Woodruff, porta-voz da Igreja.

Fonte: Deseret News

Relacionado:

O FBI tem investigado crimes contra os santos dos últimos dias nos últimos 3 anos