Quando Kellys Fandiño era criança, sua mãe comprou um livro usado no mercado. Embora eles não tivessem ideia de que livro era sua família começou a lê-lo.

Naquela época, não havia presença oficial de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em sua pequena cidade de Cienaga, Magdalena, Colômbia. Eles não perceberam isso, mas o livro que a família de Fandiño estava lendo era o Livro de Mórmon. Eles não sabiam o nome do livro, mas sabiam que era escritura. Eles adoravam lê-lo e procuravam por versos significativos.

Em 2008, a família frequentava uma igreja local. Kellys ainda era muito jovem, mas às vezes copiava uma escritura do livro desconhecido e levava para seu grupo de estudo. Os jovens gostavam  dos versos que compartilhava. Eles perguntaram de onde ela estava retirando-os, então um dia ela levou o livro da família para seu grupo de jovens para mostrar-lhes.

Quando o pastor viu o Livro de Mórmon, ele tomou dele e queimou. A família Fandiño ficou muito chateada e parou de frequentar a igreja.

Cinco anos depois, dois missionários ensinavam o vizinho dos Fandiños. Quando o vizinho pediu aos missionários  para não voltarem, eles decidiram bater na porta do Fandiños. A mãe de Kelly abriu a porta e encontrou dois missionários sorridentes. Ela contou a história do livro e os missionários lhe mostraram uma cópia do Livro de Mórmon.

“Mais uma vez o livro chegou a nossa casa”, disse a irmã Fandiño a sua família. Eles foram todos batizados em poucas semanas.

Sacrifício pelo trabalho missionário

Cerca de três anos depois que a família foi batizada, a irmã mais nova de Kelly decidiu que queria servir em uma missão. Depois que ela terminou a escola, ela começou a limpar casas para ganhar dinheiro para tudo o que ela precisaria.

Quando ela foi buscar o dinheiro que lhe devia, uma das mulheres para as quais trabalhara recusou-se a pagá-la. A irmã Fandiño ainda pode comprar a maioria das coisas de que precisava, mas sem o resto do dinheiro que ganhara, não tinha o suficiente para comprar uma mala.

Então, ela percebeu que tinha mais uma coisa que poderia valer algum dinheiro – seus lindos cabelos compridos que ficavam abaixo da cintura.

“Ela realmente amava seus cabelos, mas amava mais nosso Pai Celestial”, disse Kellys Fandiño.

Sua irmã cortou o cabelo, vendeu-o e usou o dinheiro para comprar uma mala para levar para a Missão Peru Iquitos.

Inspirada pelo sacrifício de sua irmã mais nova, Kellys Fandiño agora está servindo na Missão Bolívia de Cochabamba. Ela usa roupas de missão da irmã e viaja com uma mala muito especial.

—Elder Jerry Dunn e Irmã Jeanie Dunn são missionários de história da Igreja servindo na Área Noroeste da América do Sul, no Centro de Treinamento Missionário de Lima, Peru.

Este artigo foi traduzido do Inglês. Para acessá-lo em Inglês, clique aqui.

Relacionado:

Alpinista mórmon se recupera de uma queda de 30 metros e se prepara para a missão