Livro de Mórmon fala sobre Jesus Cristo

O livro de Mórmon é um volume de escrituras sagradas semelhante a Bíblia. Ele foi escrito pelos antigos habitantes da América e traduzido inicialmente para o inglês por intermédio do profeta Joseph Smith.

O livro se inicia com o relato de Néfi que  explica, “testificava que as coisas que vira e ouvira e também as coisa que havia lido no livro manifestavam claramente a vinda de um Messias e também da redenção do mundo”. (1Néfi 19)

O profeta Morôni que foi o último a escrever neste volume de escrituras, termina sua obra com as seguintes palavras, “sim vinde a Cristo, sede aperfeiçoados nele e negai-vos a toda iniquidade”. (Morôni 10:32)

O estudo do Livro de Mórmon pode ser profundamente recompensador a medida que o leitor se enfoque em seu principal propósito: prestar testemunho de Jesus Cristo. Esta é a razão de ser do livro, ele existe, para testificar de Jesus Cristo.

Mas o que específicamente o Livro de Mórmon fala sobre Jesus Cristo?

Que Ele é o filho de Deus

livro de mórmon fala sobre Jesus Cristo

O livro de Mórmon fala sobre Jesus Cristo. (imagem via: paz e alegria em Cristo)

Leí, um dos profetas do Livro de Mórmon, conta no livro de Primeiro Néfi que ele teve uma visão de uma árvore que representava a árvore da vida. Seu filho Néfi queria compreender o sonho de seu pai.  

Em resposta a suas perguntas, Néfi viu uma virgem carregando uma criança no colo. Ele viu o ministério de Jesus Cristo e sua crucificação. Néfi vivia na América e pôde usar seu testemunho e experiência pessoal para fortalecer outras pessoas que viviam aqui.

Outros que não viveram toda sua vida em Jerusalém e  também experimentaram a graça do Messias, são: Jarede, Zenoque, Neum e Zenos. Todos eles testificam que Jesus Cristo é o filho de Deus.

Alguns profetas falaram de Jesus Cristo antes de seu nascimento: o rei Benjamim, Abinádi, Alma o pai, Alma o filho, Amuleque, os filhos de Mosias, o capitão Morôni. Outros mencionaram a  Jesus Cristo após sua ressurreição.

O livro de Mórmon declara solenemente que Jesus é o Cristo, o salvador e redentor.

Em que sentido o conteúdo do Livro de Mórmon se diferencia da Bíblia

O livro é essencialmente mais curto, enquanto a Santa Bíblia conta com 66 livros, o Livro de Mórmon tem apenas 15. Seus escritos centralizam-se no Senhor, sua missão e seu ministério.

A principal doutrina do Evangelho de Jesus Cristo é a expiação. Isso significa que Ele veio a Terra para que pudesse pagar  pelos pecados do mundo e dar às pessoas a condição de arrependimento necessária para voltar a presença do Pai.

A palavra expiação, é mencionada na Bíblia inglesa versão rei Jaime do Novo testamento, apenas uma vez. No Livro de Mórmon, a palavra expiação aparece 39 vezes. O Livro de Mórmon fala sobre a expiação de Jesus Cristo, o que foi ela, como aconteceu, o que representa e como afeta as pessoas hoje. O Livro de Mórmon também contém mais referências a ressurreição do que a Bíblia.

Bênçãos da Leitura diária do Livro de Mórmon

livro de mórmon

O Livro de Mórmon fala sobre Jesus Cristo.

O Livro de Mórmon fala sobre Jesus Cristo, ao centrar sua narrativa Nele,  esclarece sobre a doutrina do cordeiro. Incentiva constantemente o leitor a orar e pedir a Deus ajuda para dirigir sua vida. O livro pode ajudar as pessoas em seus problemas pessoais em uma maneira muito real.

Suas  histórias mencionam  inúmeras pessoas que passaram por provações mas que mantiveram sua fé em Jesus Cristo e sua confiança na justiça divina. Sua leitura promove aproximação com o Salvador.

Qualquer um que estudar o Livro de Mórmon pode chegar a ter um testemunho pessoal de sua divindade. 


Bibliografia

Testemunho do Livro de Mórmon. Élder Russel M. Nelson, Conferência Geral, Outubro de 1999. (aqui)