Vem e Segue-me – 1 Néfi 1-7 – “Eu irei e cumprirei”

Vem e Segue-me é um programa da Igreja para o estudo pessoal e familiar das escrituras. No ano de 2020 estudaremos o Livro de Mórmon – outro testamento de Jesus Cristo. E vamos publicar artigos apoiando o programa.

Néfi é um dos principais escritores do Livro de Mórmon, e um dos profetas mais amados pelos que leem o Livro de Mórmon. Ele era jovem quando seu pai teve uma visão e decidiu deixar a “terra de sua herança” em Jerusalém. Ele precisou adquirir seu próprio testemunho do chamado profético do pai e de que o apoio ao profeta seria a coisa certa. Ele entrou em conflito com seus irmãos mais velhos várias vezes e passou “muitas aflições no decurso de seus dias”. Ele foi um caçador, ferreiro, construtor de navio, navegador, ourives, escritor, refugiado, construtor de um Templo, guerreiro, rei, profeta, vidente, esposo e pai.

Néfi nasceu de bons pais. Provavelmente tinha 17 ou 18 anos quando seu pai recebeu ordem de seu unir a outros profetas e advertir o iníquo povo de Jerusalém. Ele era fisicamente alto e forte – mas seu espírito também era poderoso. Ele era comprometido a seguir seu Deus.

Muitos comentários podem ser feitos a respeito do caráter e realizações de Néfi. Seus escritos revelam sua integridade e grande fé. Só há espaço para dois ou três comentários de cada capítulo dos dois livros que Néfi escreveu. Por isso, você é convidado a fazer suas próprias observações e reflexões sobre as palavras deste grande servo de Deus.

O motivo pelo qual Néfi escreveu seu Livro

Néfi diz que fará “um relato dos meus feitos em meus dias.” Seu objetivo é mostrar “que as ternas misericórdias do Senhor estão sobre todos aqueles que ele escolheu por causa de sua fé, para torná-los fortes com o poder de libertação.” Ele deseja convencer as pessoas que Deus é bom, que revela sua vontade – tanto para profetas, como Leí, como para pessoas comuns, que desejam fazer o certo. Todos, devido a fé, podem se tornar fortes com o poder de libertação.

O poder de libertação é o poder proveniente da Expiação de Jesus Cristo.  Alma, descendente de Néfi, explicará mais para frente no Livro de Mórmon: “o Filho de Deus padece segundo a carne para tomar sobre si os pecados de seu povo, para apagar-lhes as transgressões, de acordo com seu poder de libertação”. Por meio deste poder podemos ser libertos de todas as dores, angustias, pesares, pecados e fraquezas. Graças a Expiação podemos viver para sempre com Deus em família.

Néfi também deseja mostrar como uma pessoa pode se achegar a Deus – para conhecer e usar o “poder de libertação”. A fé e a revelação são temas corriqueiros em seu relato. Ele mostra que a busca pela verdade pode abrir as portas do céu. Se tivermos um “grande desejo de saber dos mistérios de Deus” e clamarmos a Ele, seremos visitados – e nosso coração enternecido (1 Néfi 2:16). Afinal o “Espírito Santo [é] o dom concedido por Deus a todos os que o procuram diligentemente, tanto em tempos passados como no tempo em que se manifestará aos filhos dos homens” (1 Néfi 10:17).

Eu irei e cumprirei

Coloque-se no lugar de Lamã, Lemuel, Sam e Néfi. Seu pai rico abandonou tudo o que tinha e decidiu morar no deserto. Ele “acusou” seus amigos e parentes de pecadores. Agora, depois de uns dias no deserto ele tem um sonho, no qual o Deus ordena que você – e não ele – volte a Jerusalém – não pra deixar essa loucura de acampamento no deserto de lado – e pra desfrutar da abastada herança, mas para buscar um livro de um certo Labão – homem influente que tinha uns 50  ̶c̶a̶p̶a̶n̶g̶a̶s̶  seguranças bem treinados- e depois voltar ao deserto. O que você diria a seu pai?

Néfi, que havia a pouco recebido revelações de Deus – e passara a saber que seu pai era um profeta – e que Deus tinha um propósito divino para ele, deu a mais pungente resposta que se poderia dar. Ele disse:

“Eu irei e cumprirei as ordens do Senhor, porque sei que o Senhor nunca dá ordens aos filhos dos homens sem antes preparar um caminho pelo qual suas ordens possam ser cumpridas.”

Essa resposta firme e resoluta demonstrava uma maturidade espiritual que ultrapassa muito s idade espiritual dos irmãos mais velhos de Néfi, Lamã e Lemuel – que só sabiam murmurar, dizendo que o pai lhes pedira algo difícil. Entretanto, Leí lhes disseram que não era ela quem pedia – mas Deus.

Assim é quando recebemos um conselho de um profeta – podemos racionalizar e pensar que se trata apenas de uma “dica” de um homem idoso ou podemos considerar a realidade: Deus fala através de seus profetas.

Ir e cumprir é ser obediente a Deus. A fé de Néfi era a de que Deus não pediria algo impossível ou sem propósito. Quando o Presidente Thomas S. Monson e, depois, o Presidente Russsell M. Nelson nos pediram para ler e estudar o Livro de Mórmon – agimos como Néfi – indo e cumprindo? Ou nos assemelhamos a Lamã e Lemuel – tendo uma atitude de desprezo – e achando obstáculos para cumpri o que Deus pediu?

O que Deus te pede? Tornar-se um missionário? Casar no Templo? Realizar ordenanças por parentes falecidos? Ir ao seminário ou instituto? Ministrar? Você é como Néfi? Você murmura, tem preguiça ou dá desculpas ao lembrar destes deveres? É algo para ponderarmos!

Fiz um vídeo a respeito da designação:

Relacionado:

O que havia nas Placas de Latão e por que Labão as possuía?

| Fé em Jesus Cristo
Publicado por: Lucas Guerreiro
Escritor, Advogado, Membro da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB/SP, Membro da J. Reuben Clark Law Society São Paulo. Fez Missão em Curitiba - Brasil. Gosta de desenhar, estudar filosofia, fotografar, viajar e assistir series de super-heróis.
Árvore da vida | O novo aplicativo 3D para aprender sobre o sonho de...
Membros da Igreja de Jesus Cristo jejuam pelas vítimas dos incêndios...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *