Por todo o mundo, cristãos se regozijam na amada escritura,

“Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.”

É um simples, porém poderoso lembrete do amor de Jesus Cristo e da força que recebemos em nossas vidas, quando O seguimos.

No entanto, ao lutarmos ao longo da mortalidade, talvez no perguntemos se realmente podemos fazer todas as coisas através de Cristo. Quando Paulo escreveu aos Filipenses, ele realmente quis dizer que podíamos fazer qualquer coisa mesmo?

Se falharmos, passarmos por longos sofrimentos ou dificuldades, ou pecarmos continuamente, simplesmente estaremos não fazendo o suficiente para usar a Expiação de Jesus Cristo?

Não há uma resposta fácil, já que todos temos experiências tão diferentes. Às vezes, precisamos confiar mais em Cristo. Às vezes, fizemos tudo o que pudemos e deixamos nas mãos do Senhor. Seja qual for a sua experiência, esses princípios podem nos ajudar a entender essa escritura um pouco mais.

O poder para perseverar e aceitar a vontade do Senhor

Primeiro, como em qualquer escritura, é importante observar o contexto. Paulo escreve aos santos em Filipos, uma das maiores cidades na Grécia antiga, e acredita-se que ele escreveu enquanto estava em uma prisão. Uma das mensagens principais para os filipenses, na verdade, parece ser otimismo e fé em Cristo em meio a adversidade. Um pouco antes de Paulo afirmar que pode fazer todas as coisas através de Cristo, ele escreveu:

“Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade.”

Com esta passagem em mente, podemos entender melhor dois aspectos do testemunho de Paulo. Não é que ele possa fazer todas as coisas; ele pode se submeter a vontade de Deus. Quando somos humildes e acreditamos no grande plano que Deus tem para as nossas vidas, ganhamos uma perspectiva maior. Assim como Paulo, podemos aprender a aprender a vontade do Senhor, mesmo em meio ao sofrimento, sem perder nosso testemunho de Jesus Cristo.

Segundo, uma vez que temos esse testemunho, temos a capacidade de perseverar bem. Encaramos desafios com entendimento e até mesmo com otimismo. Às vezes, significa que temos que ter uma visão a longo, e confiar que quando Deus requer que esperemos até a eternidade por respostas e resoluções, é para um propósito mais glorioso.

falará

He restoreth my soul – de Yongsung Kim.

Concentre-se em Cristo

O Presidente Russell M. Nelson elaborou esses princípios quando ensinou:

“Quando o enfoque de nossa vida é Jesus Cristo e Seu evangelho, podemos sentir alegria a despeito do que está acontecendo — ou não — em nossa vida.”

Ao invés de concentrar-se em um resultado, como um problema que se resolve rapidamente, ou a dor que rapidamente é curada, concentre-se em Jesus Cristo. Se colocarmos a nossa fé no resultado, certamente nos desapontaremos. Com frequência caímos em tendências perfeccionistas e colocamos mais trabalho sobre nossos ombros, ao invés de nos concentrarmos na graça de Cristo.

Por exemplo, podemos sentir que temos orado sobre algo importante em nossas vidas. No entanto, quando não recebemos uma resposta, começamos a pensar que, de alguma maneira, falhamos. Oramos mais, nossa leitura é mais diligente, e nos forçamos mais do que o necessário.

Embora sempre tenhamos em mente o esforço e o amor que estamos dando a Deus, é melhor nos concentrarmos em construir um relacionamento com Cristo, do que em tentar equilibrar a balança a nosso favor através da obediência.

Acredite em si mesmo

Finalmente, ao lutarmos para saber se podemos fazer todas as coisas através de Cristo, batalhar contra o perfeccionismo, a dúvida, e as consequências naturais de um mundo decaído, é bom ter fé em si mesmo. Uma vez, o Élder Jeffrey R. Holland disse:

“Fiquem em paz. Acreditem em Deus e em si mesmos. Vocês estão se saindo melhor do que imaginam.”

Cristo não quer somente resolver todos os seus problemas, mergulhando e te salvando, cada vez que precisa (apesar Dele poder oferecer tais milagres de acordo com a vontade Dele). Ele está muito mais envolvido em fortalecer e ajudar você a se tornar mais como Ele é.

Esta é uma pessoa capaz de suportar a dor com fé e esperança. Acredite que Cristo ama você e acredite em suas capacidades. Acredite que você pode usar o seu arbítrio para fazer escolhas eternas e importantes. Acredite em seus convênios. Acredite que Cristo não está esperando para te derrubar, mas para te elevar.

Ao nos submetermos as vontades de Deus, perseverarmos, concentrar-nos em Cristo, e acreditar em nós mesmos, saberemos que podemos fazer muito mais do que jamais poderíamos imaginar.

Fonte: LDSDaily