Mãe de missionária: sei que ela está fazendo a vontade de Deus| Mães de Fé

Este artigo faz parte da série “Mães de Fé”, onde homenageamos as incríveis mães que temos e falamos de sua fé em Deus e em Jesus Cristo

Fabiana Oliveira é uma das milhares mães que tiveram a fé e o amor em Jesus Cristo para enviar seus filhos e filhas para uma missão de tempo integral. Ela tem 39 anos, é mãe de duas lindas filhas, Joyce e Marjorie e teve a difícil tarefa de enviar sua filha mais velha para a missão.

Sister Oliveira serve atualmente como missionária de tempo integral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias, na Missão Brasil Fortaleza.

Maternidade em conjunto com Deus

“Ser mãe é minha maior realização, considero a maternidade algo sagrado e divino, poder gerar e cuidar de minhas filhas é o maior presente que Deus poderia me dar. A maternidade é a minha essência quanto mulher.

O amor de mãe é puro e sincero, quero sempre ser uma pessoa melhor para servir de exemplo para as minhas filhas. Procuro sempre estar próxima do Pai Celestial em oração por elas, pois a maternidade é uma parceria com Deus.”

Missão e pandemia

“Ser mãe não é fácil, é trabalhoso, cansativo e muitas vezes nos faz chorar. Já chorei sem saber o que fazer… e recentemente chorei ao enviar minha filha pra missão.

Dessa vez chorei de orgulho, chorei de alegria, chorei de felicidade, chorei de um amor imenso que senti ao saber que ela iria fazer o trabalho missionário. Apesar de todos altos e baixos, das lágrimas ocasionais… senti naquele momento que ela estava fazendo o que Deus queria que ela fizesse.

Ter uma filha na missão é desafiador, ainda mais durante uma pandemia. É uma mistura de sentimentos, como: medo, ansiedade, expectativa, gratidão e felicidade; são sentimentos inexplicáveis que valem a pena.

Eu sinto muitas saudades. Mas sou muito grata ao Pai Celestial por ela estar lá nesse momento, tenho certeza que é onde o Senhor gostaria que ela estivesse.

A pandemia trouxe medos e dificuldades, mesmo em meio a incertezas enviei uma filha pra missão (apavorante) e tenho em casa uma filha adolescente (apavorante também).

Ser mãe da Marjorie, uma adolescente é uma aventura constante (rs). Ela é falante, extrovertida, gosta de cantar, dançar e se faz presente em todos os lugares. Tive a oportunidade de acompanhá-la de perto durante a pandemia e procuramos extrair o melhor da situação. Muitas vezes é cansativo e estressantes para nós duas, mas estamos superando da melhor maneira e confiando sempre no Senhor.

Ser mãe da Sister de Oliveira na pandemia trouxe insegurança. Além da distância, existe o medo desse vírus que assusta e causa pavor, mas jejuo a cada mês por elas, oro a cada dia para que o Senhor continue a abençoá-las.
Sei que Deus nos protege e me ajuda a ser a mãe que elas precisam.”

Evangelho me ajuda a ser mãe de uma filha que está longe

“Eu sei que Deus está sempre comigo, me ajudando, me orientando e me abençoando neste trabalho divino, que é ser mãe. O evangelho é perfeito, me ajudou muito na criação das minhas filhas. Oro muito por elas, busco muita inspiração e sei que Deus está sempre comigo me ajudando a ser uma boa mãe.

O Senhor consolou meu coração ao deixar minha filha no aeroporto para que ela pudesse seguir para missão, me consola a cada vez que sinto saudades, me lembrando do trabalho de amor que ela está desenvolvendo.
O evangelho me dá suporte para continuar aprendendo, tenho forças para ser um exemplo e acima de tudo, me dá o amor que eu preciso para compreender o meu papel de mãe nesta vida e na eternidade.

Ter um filho missionário algo magnífico tanto para o filho quanto para mãe.

E tenho aprendido muito com a minha filha na missão, ela me inspira com sua coragem e amor ao próximo.
Sou muito grata e fico feliz que ela esteja servindo ao Senhor.”

Que todas nós, mulheres, possamos ser mães de fé, ensinando seus filhos e filhas a não temerem e se prepararem para servir uma missão, da mesma forma que as mães do Livro de Mórmon ensinaram os seus filhos a defenderem a verdade e a retidão, mesmo em uma época particularmente difícil (Alma 56:47). Acreditem, seus filhos e filhas nasceram para serem valorosos guerreiros no Reino de Deus (Alma 53:20-21).

| Inspiração
Publicado por: Mirela Siqueira
Mirela Siqueira tem 17 anos; ama praias, parques e escrever. Nasceu nos convênios e mora atualmente em Florianópolis. Serve como consultora da História da Família em sua Ala e está se preparando para servir uma missão de tempo integral.
A Igreja de Jesus Cristo faz doação de 70 mil cestas básicas no Rio...
Seremos mães para sempre, mesmo que nossos filhos tenham partido |...

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *