Irmã Eubank: “Deus usa pessoas comuns para fazer coisas extraordinárias”

Em um evento das Nações Unidas em 6 de março de 2013, a primeira conselheira da presidência geral da Sociedade de Socorro e diretora do “Latter-day Saints Charities”, Sharon Eubank, falou para um pequeno grupo de pessoas sobre a importância do trabalho que cada membro da Igreja de Jesus Cristo dos Últimos Dias realiza.

Para enfatizar seu ponto, ela compartilhou a obra realizada há mais de 150 anos pelas mulheres da Igreja.

Em 1870, muitos dos Santos que moravam em Salt Lake foram afetados por todos os tipos de doenças, incluindo gripe, varíola, sarampo, diarreia e pneumonia. Outra dificuldade da época era a falta de parteiras, o que contribuía para o alto índice de mortalidade infantil.

Eliza R. Snow

Eliza R. Snow, presidente geral da Sociedade de Socorro na época, com a aprovação do Presidente Brigham Young, enviou 6 irmãs para o leste dos Estados Unidos para que pudessem adquirir conhecimento em medicina e, então, poder ensinar o que aprenderam.

Uma dessas jovens era Ellis Shipp. Ao se formar em medicina, Ellis tornou-se uma das parteiras mais importantes entre os Santos, com seu trabalho ela trouxe cinco mil bebês ao mundo.

A irmã Eubank mostrou uma foto de Ellis Shipp.

Ellis Shipp (no centro) com as mulheres que ensinou medicina.

“Ela não parece [uma pessoa] extraordinária”, disse a irmã Eubank. “Ela parece uma mulher comum de 1879, mas fez coisas extraordinárias durante aquela época”.

A lição que a irmã Eubank queria compartilhar era que todos nós, aonde quer que nos encontremos, podemos fazer coisas importantes, para Deus somos pessoas comuns fazendo coisas extraordinárias.

Outro exemplo de simplicidade foi a irmã Emmeline B. Wells, a quinta presidente geral da Sociedade de Socorro da Igreja. Ela foi uma mulher muito influente, foi uma ativista dos direitos das mulheres, trabalhou para tornar o sufrágio feminino possível nos Estados Unidos, entre muitas outras conquistas.

Emmeline B. Wells

A segunda presidente geral da Sociedade de Socorro de 1880 a 1887 foi a irmã Eliza R. Snow. Ela era uma poderosa oradora e poetiza.

A pedido de Brigham Young, ela viajou por todo o estado de Utah para ajudar os bispos a organizar a Sociedade de Socorro em cada cidade. Foi ela quem testificou que a nova organização da Igreja iria “aperfeiçoar e elevar” as mulheres Santos dos Últimos Dias.

Durante o evento sobre a “Comissão da Condição Jurídica e Social da Mulher”, a irmã Eubank compartilhou com uma escritora Sarah Jane Weaver, a razão pela qual a Igreja sempre participa de eventos junto a outras organizações humanitárias e de caridade, e porque servimos ao nosso próximo.

“Cada membro da Igreja faz um convênio no batismo de que servirá aos necessitados, que chorará com os que choram. Há pessoas em todo o mundo que buscam as melhores formas de guardar este convênio, sejam quais forem as circunstâncias”.

A primeira conselheira da presidência geral da Sociedade de Socorro disse que todos nós temos algo a oferecer e compartilhar, independente de nossas circunstâncias.

O trabalho humanitário ou outros serviços significativos, são “uma forma de alcançar este objetivo”, de conseguir estabelecer relações interpessoais, de entender que somos bons o suficiente para participar da obra, de que podemos ser as mãos de Deus sobre a terra.

“Se trabalharmos juntos, poderemos mudar as coisas, poderemos fazer algo para melhorar nossa comunidade”, expressou a irmã Eubank.

Foi dessa maneira que a presidente Eliza R Snow trabalhou com os bispos para organizar a Sociedade de Socorro, como Ellis Shipp capacitou as irmãs para trazer ao mundo milhares de bebês de maneira segura, e como Emmeline B. Wells se transformou em um personagem primordial para o direito de voto das mulheres.

E é assim que a Igreja hoje, formada por pessoas normais, que alguns chamariam de comuns, está realizando coisas extraordinárias.

Fonte: Church News

Relacionado:

Como a Sociedade de Socorro foi pioneira no direito ao voto das mulheres nos EUA

| Inspiração

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *