Dois jovens se unem para combater o câncer – parece históra de filme

2 jovens enfrentam câncer juntos

Lexi Gould Stafford tem 18 anos de idade. Seu marido recém-casado, Ricky, logo vai fazer 20. Vai demorar alguns anos ainda até que qualquer um deles seja velho o suficiente para alugar um carro com taxa de “adulto”.

Mas os jovens casal Stafford poderiam muito bem ser chamado de almas velhas. Juntos, ambos suportaram muito mais provações, medos e contratempos do que qualquer pessoa da idade deles espera ou merece.

Sua história de amor — amarrada à sua fé compartilhada nas mãos de cura de Cristo — parece ser tirada das páginas de um romance ou das telas de cinema:

Uma adolescente bonita com sonhos grandiosos  fica chocada ao saber que tem o cancer. Na clínica, ela conhece um rapaz bonito chamado Ricky, um sobrevivente do câncer. Ricky conhece os medos e frustrações de Lexi. Eles conversam bastante. Ele a faz rir. A vitória de Ricky sobre a doença consola Lexi. Os dois se apaixonam um pelo outro, mas eles ainda têm idade de alunos do ensino médio, então eles simplesmente chamam um ao outro de “melhores amigos”. Ricky vai para sua missão. Seu câncer retorna. Desta vez, Lexi está lá pelo Ricky. Seu amor cresce e Ricky pede Lexi para ser sua esposa. Ela diz que sim, assim como ela sempre soube que diria.

Mas a história do Stafford não é um roteiro de Hollywood. É a história verdadeira, dolorosa e alegre de dois jovens que se apegam firmemente à sua fé e amizade para absorver os abalos inesperados da vida.

 

Lexi Gould e Ricky Stafford se preparam para um baile da escola logo após Ricky voltar para casa de sua missão para continuar com o tratamento do câncer. Os dois são recém-casados. Foto: cortesia de Lexi Stafford

Ricky Stafford brinca com Lexi Gould durante seu tratamento de câncer há alguns anos. Os dois são recém-casados. Foto: cortesia de Lexi Stafford

Lexi e Ricky Stafford desfrutar de um momento tranquilo durante o recente tratamento de Ricky câncer. Foto: cortesia de Lexi Stafford

Duas semanas após Ricky partir para a missão, em 2017, Lexi foi clinicamente declarada livre de câncer. Ela compartilhou a feliz notícia com o agora Elder Stafford por e-mail.

Em dezembro passado, o Élder Stafford estava havia oito meses em sua missão quando recebeu péssimas notícias. Seu câncer tinha voltado.

Os pais de Lexi deram a notícia a ela.

“Eles me disseram que Ricky teve uma recaída”, disse ela. “Fiquei chocada. Ele estava servindo uma missão. Ele estava onde precisava estar. Eu não entendia. Foi mais difícil para mim do que receber o meu próprio diagnóstico.”

O Élder Stafford foi imediatamente libertado do serviço missionário. Seu presidente de estaca, via FaceTime, assegurou ao jovem que o Senhor havia aceitado sua oferta de serviço. Ele cumpriu sua missão. Era hora de se concentrar inteiramente em sua saúde e recuperação.

Uma das primeiras pessoas para quem ele mandou mensagem após o retorno da missão foi sua melhor amiga, Lexi.

“Eu estou indo muito bem”, escreveu ele.

Mais uma vez, Ricky tirou Lexi de um lugar escuro, como havia acontecido anos antes. Mas os papéis que definem sua relação tinham invertido inesperadamente. Foi a vez da Lexi estar lá pelo Ricky. Eles permaneceram conectados por meio de mensagens de textos e FaceTime.

“Gostávamos de ler as escrituras juntos e compartilhar citações favoritas um com o outro”, disse ela. “Descobrimos que durante o câncer, ou durante qualquer momento difícil, na verdade, se permanecermos perto de Deus as coisas tornaram-se muito mais fáceis.”

Ela não pode se imaginar lutando contra o câncer sem o evangelho.

Ricky foi logo transferido de Boston para Nova York para começar estágios iniciais de seu tratamento com o câncer. Os médicos disseram que era muito arriscado para ele voltar para Utah.

Depois de resistir a vários dias de tratamento difícil, ele foi recompensado com uma surpresa. Depois de vaguear na sala de espera da unidade de câncer hospitalar, ele encontrou o sorriso de Lexi e sua mãe sentada em um sofá.

“Ricky ficou com os olhos cheios d’água e me deu um grande abraço”, disse ela.

“Lexi significou muito para mim”, acrescentou Ricky, “e ela aparecer para me apoiar significava tudo, porque eu estava com saudade da minha melhor amiga.”

Os dois aproveitaram seu tempo breve juntos em New York. Apesar de sua separação de oito meses, eles ficaram imediatamente conectados. Quando Lexi voltou para casa eles estavam namorando.

Ricky conseguiu força suficiente para viajar para Utah para fazer uma terapia agressiva contra o câncer, incluindo um transplante de medula óssea em abril passado. O irmão dele foi o doador.

Lexi estava sempre ao seu lado.

“Continuávamos melhores amigos, mas nosso relacionamento tinha crescido e nos amávamos cada vez mais”, ela disse.

Em um dia frio em fevereiro passado, Ricky pediu Lexi em casamento. Ela disse “Sim”. Eles planejaram casar em setembro, quando Lexi terminou o ensino médio e Ricky continuou seu tratamento.

A família e os amigos aplaudiram Lexi e Ricky quando eles saíram Templo de Mount Timpanogos, Utah, de mãos dadas. Eles tinham sido melhores amigos por anos. Agora eram da família.

“Às vezes ainda não parece real”, disse Lexi.

E mais algumas boas notícias. O tratamento do Ricky está funcionando. Seus últimos exames não revelam sinais de câncer, mas ele continua a ir à clínica toda semana onde ele vai para exames frequentes e para fazer exames de sangue.

“Eu estou na fase de manutenção agora”, disse ele.

O câncer uniu o casal Stafford. E sim, as pessoas costumam dizer-lhes que sua história de amor daria um filme. Mas a doença não define seu novo casamento. Eles são simplesmente “deram match”, com ou sem a doença.

O testemunhos que eles têm do evangelho continua a uni-los e sustentá-los. As dificuldades forjaram sensibilidades espirituais e sabedoria em Lexi e Ricky que não são compatíveis com sua juventude.

Ricky e Lexi Stafford preparam-se para um baile escolar durante na época do ensino médio. O casal recém-casado dependia da fé e da amizade um do outro para suportar seus respectivos tratamentos de câncer. Foto: cortesia de Lexi Stafford

“Vimos a mão de Deus tantas vezes em nossa vida”, disse ela. “Enxergamos a mão dele em pequenas coisas. Vemos as Suas ternas misericórdias.”

Parece clichê, mas Lexi e Ricky cresceram “vivendo o momento”.

Ricky está certo de que ele e sua nova esposa, às vezes, trilharam caminhos rochosos. “Desde que conheci Lexi, eu queria estar com ela. Desde o início, eu esperava que um dia ela se casaria comigo.”

Fortalecidos por provações passadas, o casal Stafford está se concentrando no futuro. Lexi está matriculada na Universidade de Utah Valley e planeja se tornar uma enfermeira pediátrica de Oncologia. Ela está ansiosa para ajudar outras crianças e adolescentes na luta contra o câncer. “As enfermeiras que encontrei se tornaram minha família”, disse ela.

Ricky, enquanto isso, trabalha em tempo integral em uma concessionária de carros e planeja jogar basquete universitário.

“Muita coisa acontecendo”, disse ele, “mas estamos felizes”.

Fonte: ChurchNews

Relacionado:

5 motivos para sorrir enquanto enfrenta a luta contra o câncer

| Inspiração

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *