fbpx

Jejum: um guia para se aproximar mais de Deus

jejum

Um guia sobre jejum

 A maioria das pessoas talvez só pense em ficar em jejum quando o médico assim o exige. O que é o jejum? Segundo o dicionário: é o estado daquele que não se alimenta desde o dia anterior. É a situação de abstinência total ou parcial de alimentos por um determinado período de tempo. [1]

A palavra jejum ficou mais famosa depois da defesa de alguns médicos de que o jejum intermitente pode ser muito eficiente como técnica de emagrecimento. Mas esta não é a abordagem deste texto. A preocupação aqui, é com você que quer fazer um jejum por causa religiosa e não sabe como.

O Jejum sempre foi praticado da mesma forma?

jejum

Como o jejum é descrito na Bíblia?

A resposta é não. A Bíblia cita diferentes tipos de jejum que foram praticados. No livro de Juízes, os filhos de Israel estiveram adorando ao Senhor e jejuaram por todo um dia até a tarde. [2] No livro de Atos, existe relato de que Paulo ao conduzir o povo a cidade de Damasco jejuou pelo espaço de três dias. [3]

Quando Ester precisou interceder junto ao rei pelos judeus, pediu que tanto o povo quanto a suas servas a acompanhassem em um jejum. Os relatos deixam claro que jejuaram dia e noite, não comeram nem beberam nada durante 3 dias. [4]

Estudiosos da Bíblia afirmam que: Moisés, Elias e Jesus Cristo realizaram jejuns que não podem ser humanamente explicados. Jejuaram por 40 dias. [5] Moisés por ocasião do recebimento dos “Dez Mandamentos”. Elias depois que Jezabel o ameaçou de morte. Jesus Cristo como parte da preparação para o início de seu ministério.

Do ponto de vista científico, é difícil precisar a exata medida de tempo dos jejuns bíblicos. Isso porque, ao criar um calendário, geralmente um povo leva em consideração a duração de tempo entre dias e noites (o que varia de uma região para outra), as mudanças da lua e as estações do ano. Observe que os povos contaram o tempo em diferentes maneiras ao longo do tempo.

Mitologicamente, existe também uma discussão sobre o simbolismo do número quarenta. Seria este um número exato ou uma representação simbólica? Isto porque,  o número quarenta se repete. O dilúvio durou quarenta dias e quarenta noites Moisés jejuou quarenta dias e quarenta noites. Quarenta anos foi o tempo de peregrinação no deserto [6]  Quarenta dias depois da ressurreição acontece a ascensão de Jesus aos céus [7] .

Se por razões históricas é difícil precisar por quanto tempo e como o jejum era realizado em tempos bíblicos, não existe entretanto nenhuma dúvida de que o jejum era uma prática recorrente entre os fiéis.

Como diferentes religiões jejuam?

mórmons jejuamAs religiões modernas  realizam práticas de jejum que se diferenciam em sua maneira e objetivos. Para o povo de Bahá este deve ser feito entre os dias 2 e 20 de março, pois estes seriam os dias de Alá. Durante este tempo, eles não comem e nem bebem entre o nascer e pôr do sol. Buscam  se concentrar em Deus e se desligar das coisas desta Terra.

Os ramos mais tradicionais do budismo também praticam o jejum. Geralmente nos dias de lua cheia e em alguns feriados. O consumo ou não de líquidos varia de acordo com a tradição budista, em geral, as diferentes vertentes concordam em não ingerir alimentos sólidos durante o jejum. O jejum é um método de purificação sendo visto como yoga e serve para libertar a mente.

Na lei Católica o jejum faz parte do Quarto Mandamento. O consumo de carne na  quarta- feira de cinzas e em todas as sextas-feiras da quaresma é proibido. O que a igreja espera é que seus membros façam apenas duas pequenas refeições nestes dias. Fora destas datas o consumo de carne durante as sextas-feiras é facultativo e fica a cargo da consciência dos fiéis. Esta é uma  penitência e visa ensinar o controle do corpo. Não se come ou se bebe na sexta-feira santa em celebração a paixão de Jesus Cristo.

jejum

(imagem via guiame)

Os cristãos ortodoxos orientais, praticam diferentes jejuns:  o da quaresma, o dos apóstolos, o  da ascensão e o da natividade. Em geral carnes,  laticínios e ovos são proibidos. Peixes são em alguns casos  permitidos e em outros proibidos. O objetivo é controlar a gula e  ajudar a pessoa a se abrir para a graça de Deus.

Os hindus jejuam durante a lua nova e nos festivais de Shivarathi, Saraswati Puja e Durga Puja. As mulheres no norte da Índia também costumam jejuar no dia de Karva Chauth. Alguns praticam o jejum total por 24 horas. Outros tomam leite ou água. Esta é uma forma de obter concentração durante a meditação e a adoração e promover a purificação do sistema.

No judaísmo, o Yom Kippur (dia da Expiação) é o dia de jejum mais conhecido. O calendário judaico possui ainda seis dias com alimentação reduzida. Durante o Yom Kippur judeus precisam realizar 25 horas de abstenção total de comida e bebida. Nos demais jejuns o consumo de comida e bebida é alternado, esta é uma forma de expiar seus pecados e fazer pedidos especiais para Deus.

jejumOs islâmicos jejuam durante o Ramadã, que é o nono mês do calendário islâmico. A atividade é obrigatória e celebra o recebimento do Alcorão por Maomé. Na compreensão islâmica, jejuar é se abster de linguagem obscena, comida, bebida, fumo e relações sexuais, durante o nascer e pôr do sol. Alguns islâmicos jejuam todas as segundas-feiras, porque segundo a tradição, assim fazia o profeta Maomé.

Para os protestantes, o jejum não se estabeleceu como um ponto central da tradição. Ele passou a ser visto como algo facultativo que pode ser definido pelas comunidades de igrejas. Geralmente entre estes, o jejum é realizado para obter melhoramento espiritual e está associado a campanhas de oração. Alguns evangélicos entendem que abster temporariamente de alguma tentação comestível significa jejuar.

Para os Santos dos Últimos Dias

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias acredita que estamos falando de um mandamento. Os santos realizam jejuns periodicamente. No primeiro domingo de cada mês são incentivados a jejuar e prestarem seu testemunho nas reuniões sacramentais.  Quer dizer que não comem e nem bebem nada por períodos aproximados de 24 horas, ou duas refeições.

O ato de ficar sem comer por si só não representa muito. O valor real da experiência só é alcançado quando a pessoa consegue  se conectar ao Senhor por meio da oração. Cada um precisa ter uma razão pessoal ao jejuar: obter bênçãos, fazer perguntas ao Senhor, pedir ajuda.

A ação está completa quando a pessoa realiza uma doação financeira chamada de oferta de jejum. [8] A oferta  é entregue a  igreja que é a encarregada de direciona-la aos necessitados.

Pessoas com limitações de saúde, como por exemplo diabetes ou gestação devem ser cautelosas ao jejuar. É correto que se ensinem as crianças sobre essa lei. Elas entretanto, não devem realizar a prática até que possuam capacidade física de fazê-lo.

 


Bibliografia

[1] Dicionário. Jejum. (aqui)

[2] Juízes 20:26.

[3] Atos 9:9.

[4] Ester 4:16.

[5]  Exôdo 24,  34, Deuteronômio 9:9 ; I Reis 19: 8;  Lucas 4.

[6] Números 14, Deuteronômio 8.

[7] Atos 1:3.

[8] Isaías 58: 6-7.

Wikipédia. Jejum. (aqui)

Fasting Chart. (aqui)

6 Coisas que todo mórmon deveria saber sobre o Jejum. (aqui)

Guia para o  Estudo das Escrituras. Jejuar. (aqui)

| Fortalecendo as Famílias
Publicado por: Leilyanna da Penha
Leilyanna da Penha é natural de Goiânia, professora de História, serviu na missão Argentina Buenos Aires Oeste, é estudante de inglês e fala espanhol fluentemente.
lendo e relendo o livro de mórmon
Lendo e relendo o Livro de Mórmon
Studio C Cara a Cara
Veja como foi o Evento Cara a Cara com o Studio C

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *