Shanir: um professor do seminário cego, mas com uma grande visão espiritual

Embora o título deste artigo os leve a pensar que vou falar sobre cegueira, quero avisar que vou falar sobre o oposto. Quero falar sobre um bom homem de Deus que tem uma visão muito ampla da vida, felicidade, família, Serviço, amor e como vencer os desafios com bom humor.

Shanir Salirrosas acorda muito cedo, pega seu bastão guia e seu smartphone, o qual adaptou como ferramenta importante para fazer a aula do seminário, caminha alguns quarteirões em direção à uma das capelas de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na cidade deTrujillo, Peru e recebe com um sorriso cada um de seus alunos para estudarem juntos os ensinamentos das escrituras.

A descrição de antes parece ser uma atividade muito normal e sem inconvenientes, mas é assim que o irmão Shanir assumiu esse desafio desde que há alguns anos recebeu a notícia que pouco a pouco deixaria de enxergar, no entanto, ele não perdeu a visão do plano de felicidade que nosso Pai Celestial nos dá.

Antes das 6h da manhã, o irmão Shanir está pronto para sua aula do seminário.

Não há cegueira para a espiritualidade

“Quando fui chamado para ser professor do seminário, recebi o chamado com o mesmo entusiasmo de quando fui chamado para ser bispo ou outro chamado que tive na Igreja de Jesus Cristo porque sou guiado pelo Espírito e não pelos meus olhos, além de ensinar ser uma das minhas atividades favoritas”, expressa Shanir.

Os alunos de sua classe comentam:

“O que mais gostamos sobre nosso professor é a maneira como ele nos ensina a aplicar as narrativas da escritura em nossa vida diária. Ele conhece as escrituras e muitas vezes as recita de cor”.

 

A tecnologia é uma ferramenta importante para dar a sua aula.

A adversidade nos fortalece

O Presidente Thomas S. Monson ensinou:

“Essas pessoas bem poderiam lamentar-se: ‘É primavera, o evangelho de Jesus Cristo foi restaurado, mas sou cego’. Alguns, como o amigo de Filipe do Novo Testamento, clamam: ‘Como poderei [encontrar meu caminho], se alguém não me ensinar?’”

É provável que, em algum momento de nossa vida, tenhamos desafios e sejamos tentados a colocá-los como desculpa para continuar seguindo em frente, então lembremos esses exemplos de fé e perseverança, porque como Shanir disse em uma reunião sacramental:

“Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para a vossa alma” (Mateus 11:29).

Isaac, seu filho mais velho, teve um problema no coração muito delicado. Duas semanas depois, ele estava em sua aula do seminário.

A adversidade pode nos fortalecer

“A adversidade me ajuda a ser mais humilde e ao mesmo tempo a me concentrar em mais talentos”, expressa Shanir quem tem uma bela voz, a qual o levou a um conhecido programa de tv “Yo Soy”. Atualmente, ele dá aulas de canto e também é um dos mais aclamados no show de talentos na Igreja.

Shanir durante o programa Yo Soy.

Shanir não perdeu o bom ânimo porque ele sempre o recebe de sua esposa e seus quatro filhos que são seus grandes motivos para seguir em frente, assim como sua fé em Jesus Cristo, que ensinou:

“Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” (João 8:12).

São esses testemunhos que fortalecem o nosso e nos convidam a olhar mais com nossos olhos espirituais e seguir o chamado do presidente Thomas S. Monson:

“Para darmos um pouco de luz a outra pessoa, precisamos brilhar”.

Fonte: Mas Fe

| Vida dos Santos dos Últimos Dias

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *