5 Dicas Para Escrever Um Diário

Como escrever em diário

Os Santos dos Últimos Dias dão muito valor à família e a seus antepassados. Desta forma, têm sempre em mente também o que vão deixar a seus descendentes em valores, ensinamento espiritual e secular e experiências de vida. Por este motivo escrevemos diários.

Os diários são registros pessoais. O Senhor e Seus profetas sempre enfatizaram a importância de mantermos registros. Muitos profetas do Livro de Mórmon em suas pregações deixam claro que, se não fosse os registros dos profetas antigos, não teríamos – mesmo hoje – o conhecimento das coisas de Deus, “permanecendo na ignorância” ¹.

Mas mesmo sabendo da importância de escrever diários muitos de nós não mantêm este costume, por cansaço, falta de disposição, por não saber “por onde começar… Então, como escrever um bom diário? Neste artigo daremos 5 dicas para um diário inspirador:

Qual é a importância de um diário?

Como escrever em diário

A visão que a maioria de nós tem de um diário é aquele típico diário de garota, cheios de segredos. Este não é o objetivo. Também não é necessário que escreva cada ação do seu dia. Seus netos não vão necessitar ler quantas vezes tomou banho no dia, ou que você bateu o pé na quina do fogão.

O diário é importante para mostrar a seus descendentes quem foi você. O que você gostava, o que você viveu, o que te inspirava, para que sua vida ajude e inspire a de sua família e também ajuda a continuar servindo ao Senhor aqui na Terra. Um bom exemplo disso foi dito pelo Elder Hugo E. Martinez, dos Setenta². Ele disse: “Nosso serviço e ministério pessoal não se limitam aos que vivem nesta Terra. (…)Podemos (…)escrever um diário e relatar nossas histórias familiares para voltar o coração dos vivos a seus semelhantes, bem como o coração dos vivos a seus antepassados. Tudo é uma questão de unir famílias, geração por geração, em laços eternos. Ao fazermos isso, tornamo-nos ‘salvadores [no] monte Sião’”.

O momento de escrever também é um momento de reflexão. O Presidente Spencer W. Kimball (1895-1985) disse: “As pessoas costumam usar a desculpa de que nada de interessante acontece na vida delas ou de que ninguém se interessaria pelo que fizeram. Mas prometo-lhes que, se escreverem um diário, ele certamente será uma fonte de grande inspiração”, o que nos leva ao próximo tópico.

Ser sincero

Antes mesmo de pegar a caneta pense sobre seu dia. Relate como se sente de verdade. O que te deixou feliz? Com o que você anda preocupado? O que te magoou e como você reagiu a isso? Foi correto? E então escreva. Muitas vezes nos enganamos em acreditar que precisamos escrever coisas felizes em nossos diários e nos esquecemos de ser verdadeiros. Mostrar nossas fraquezas, medos e angústias pode mostrar a nossos descendentes que também tivemos problemas e que enfrentamos eles.
E não minta. Não precisa tentar parecer ter mais confiança, fé ou testemunho que já tem. Isso pode te atrapalhar a aumentar o que já tem de verdade.

Citar nomes, datas e lugares

Todas as nossas experiências envolvem outras pessoas. É importante dizer o nome dos nossos pais, irmãos, avós, amigos. Assim estaremos ao mesmo tempo auxiliando na genealogia. Nome de praças, ruas, escolas também é algo importante. Não precisa dizer tudo sobre o lugar, pode simplificar, como por exemplo, se na cidade todos chamam a praça “João Antônio Ferreira” de Praça do tonim, para que complicar?

Faça metas – e as escreva

Como escrever em diário

As metas, quando escritas, têm uma chance muito maior de se realizarem. Escreva não só o seu objetivo, mas como chegará até ele. Escreva em seu diário, e depois, relate a mudança ocorrida. Não só para seus familiares, o diário pode ser uma ferramenta de progresso individual também, ao refletir sobre sua vida e as decisões a tomar.

Tenha a meta de escrever todos os dias. Se não conseguir, comece escrevendo semanalmente, mas não demore muito. O Presidente Kimball disse: “Sua história deve ser escrita agora, enquanto está clara na mente e enquanto os verdadeiros detalhes estão disponíveis”³. Essa meta pode ser uma das mais importantes mudanças em sua vida.

Utilize seu método

Em cadernos ou em blogs, com desenhos, colagens, fotos, áudios, escrito apenas por você ou por outros também. Use o modo que mais combinar com você. O importante é ter em mente as bênçãos de Deus, e o amor por nossa posteridade e por nós mesmos.

Agora que já sabe por onde começar, compartilhe com os amigos e ajude-os a aprender também. Descubra seu jeito especial de contar sua história e comece a registrar seus momentos marcantes.

| Vida dos Santos dos Últimos Dias
Publicado por: Ana Laura Martins
Oie! Sou a aninha, tenho 18 anos. Eu adoro teatro, poemas, moda sud e flores. Sou mórmon a 3 anos e amo casamentos, diários e genealogia. Uma futura atriz ou estilista com muitos sonhos e animada para ajudar a todos. Apaixonada por raposas e por desenhar chibis.
Família mórmon
Os Mórmons Adoram a Família?
Restauração do Sacerdócio
Oração Dedicatória do Sítio da Restauração do Sacerdócio

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *