5 Histórias Miraculosas de Templos que Sobreviveram Desastres Naturais

O Templo de Apia Samoa passou por 2 grandes desastres naturais

Sobrevivendo a Desastres Naturais

No decorrer dos anos, os templos tiveram encontros diretos ou próximos com desastres naturais, tais como incêndios florestais, tempestades de areia, tsunamis, tempestades, tornados, furacões/tufões, inundações e tempestades de raios.

Na maior parte dos acontecimentos, os templos espalhados pelo mundo resistiram a essas forças com poucas consequências.

Isto em parte se deve ao alto nível de integridade na construção utilizada em todos os templos dos últimos dias. Brigham Young estabeleceu esse padrão de construção incrivelmente alto começando com o Templo de Salt Lake: “Quando o Templo for construído quero que ele dure por todo o milênio, junto a muitos outros que também serão construídos.”

Hoje, os construtores dos templos fielmente perpetuam esta tradição de excelência na construção. Os templos são construídos para se protegerem de abalos sísmicos muito maiores do que o que ocorre na região. Por exemplo, embora o templo de São Paulo Brasil tenha sido construído em uma região com a mínima atividade sísmica, a fundação foi construída forte o suficiente para sustentar mais 13 andares, tornando a estrutura praticamente à prova de terremotos. O templo de California Redlands foi construído em uma área com muitos abalos sísmicos. De acordo com o missionário de construção de templos, Élder Jerry Quinn, “a fundação de concreto armado maciço e as paredes formam um edifício projetado para resistir a um abalo sísmico duas vezes maior do que o maior terremoto já registrado na Califórnia. Nunca houve um terremoto registrado na Califórnia que sequer tocaria essa estrutura. Os inspetores da Cidade Redlands “ficaram tão impressionados com o nosso edifício que usaram fotos e dados a partir deste edifício para mostrar a outros contratantes como eles deveriam ser construídos.” E embora esses templos sejam construídos para serem resistentes, não significa que outros templos não tenham sido danificados ou afetados por desastres naturais. Aqui estão algumas histórias incríveis de apenas alguns.

Na Rota de um Furacão – Templo de Baton Rouge Louisiana

Em 2005, a temporada de furacões no Atlântico mostrou ser a temporada mais ativa registrada na história. O furacão Katrina de categoria 5 foi o desastre natural mais caro da história dos Estados Unidos. O Presidente D. Gregory Brumfield e a irmã Alicia Brumfield serviram como primeiro presidente e diretora do templo (2000-2005). O furacão Katrina provou ser a experiência mais dramática de seus cinco anos de serviço e ocorreu apenas alguns meses antes do final de seu chamado. Sobre a experiência, a Irmã Brumfield relatou o seguinte: “O presidente e eu sabíamos que a tempestade estava vindo, então fomos ao templo para trancá-lo e certificar-se de que tudo estava seguro. Antes de sairmos, nós oferecemos uma oração … Você sabe que se há algo grande em um rio, o rio passa ao redor do objeto em ambos os lados … e é exatamente o que aconteceu com o templo. O furacão passou ao redor do templo em ambos os lados e nós sofremos danos mínimos.”

“Depois de permanecer fechado por poucos dias o templo abriu. Nós só tínhamos um par de oficiantes (pessoas chamadas para servirem no templo), mas sabíamos que precisávamos estar abertos àqueles que queriam vir para o templo. A nossa política foi, ‘O Senhor proverá e ele cuidará de nós. Nós só precisamos seguir em frente”

“Como diretora do templo, eu vi meus irmãos e irmãs vindo ao templo parecendo zumbis. Eles tinham perdido suas casas, seus vizinhos, seu armazenamento e sua genealogia … eles só tinham as próprias roupas e nada mais. Eles tinham perdido suas expressões faciais. Imagine como alguém que estivesse desorientado mas soubesse onde precisava estar. O templo era o seu refúgio … Como diretora, eu os recebia e abraçava.”

Três ano Mais tarde, em 2008, a devastação do furacão Gustav de categoria 4 também teve impacto indireto sobre esse templo.

Imediatamente após a passagem do furacão, milhares de membros voluntários dos estados do sul desceram ao terreno do templo para reunir, montar tendas e se preparar para servir a comunidade de Baton Rouge. A sede da estaca adjacente serviu como um centro de comando para a operação de resgate e limpeza para as mais de 2000 solicitações de serviço. Quando os voluntários armaram suas tendas na propriedade do templo, eles propositadamente posicionaram a “porta de sua tenda voltada para o templo” (Mosias 2:6)

O número de voluntários que se reuniram exigiu que a reunião sacramental fosse realizada ao ar livre nos jardins do templo numa manhã de domingo. O Presidente da Estaca Randall Bluth descreveu a experiência especial: “Realmente foi um evento marcante olhar aquele mar de camisetas amarelas do Mãos que Ajudam reunidos na colina ao redor do templo. Nós não tínhamos bandejas de sacramento suficientes, por isso usamos enormes formas de cookies para distribuir o pão e os copos de água. Após a breve reunião sacramental, fomos todos para a comunidade e trabalhamos onde fosse necessário.”

“Foi poderoso. É difícil descrever em palavras que tipo de evento foi aquele … pareceu que os céus se abriram quando estávamos lá para servir as pessoas após um desastre … e depois ao olhar para o templo percebemos que há um propósito eterno para tudo o que fazemos. Foi inesquecível.”

Devastação de um Tsunami – Templo de Apia Samoa

O terremoto e o tsunami de 2009 em Samoa causaram danos substanciais e a perda de vidas tanto em Samoa quanto na Samoa Americana. Poucos minutos depois de um terremoto devastador, as ondas que alcançaram uma altura de 46 pés atingiram a costa de Samoa. A água se alastrou para o interior exterminando aldeias e causando pelo menos 189 mortes, deixando milhares de outras pessoas sem-teto.

Localizado a cerca de 2 pés acima do nível do mar e apenas meia milha da costa, o templo de Apia Samoa estava em posição potencialmente vulnerável ao poder mortal do tsunami. O Presidente J. Phillip Hanks e sua esposa, Dawn, estavam servindo como Presidente e diretora do templo de Apia Samoa na época. O Presidente Hanks registrou: … “Eu senti o terremoto por cerca de três minutos. O barulho do balançar da terra parecia um caminhão passando do seu lado. Recebemos um alerta de tsunami imediato e evacuamos o templo. Eu planejei ficar no templo por causa de minha mordomia . Depois de ser convencido a sair, minha esposa e eu fomos para o interior e esperamos em nosso carro. Apenas cinco minutos após o terremoto, o tsunami já havia atingido o lado norte da ilha”. Descobriu-se depois que o templo sofreu apenas danos mínimos do terremoto, incluindo a perda da trombeta e do polegar da estátua do Anjo Moroni.

Muitos membros que regularmente frequentavam o templo perderam suas vidas na tragédia. Uma oficiante do templo foi apanhada pelas fortes ondas e levada ao topo de uma árvore de 30 pés. Lá, ela se agarrou a árvore, enquanto as ondas fortes passavam por debaixo. No dia seguinte, ela voltou ao templo e compartilhou uma experiência profundamente pessoal com a Irmã Hanks, que recorda que “um dia antes do tsunami, ela [a oficiante do templo] tinha realizado as ordenanças do templo por 23 irmãs. Enquanto ela estava na árvore , ela sentiu as mesmas 23 irmãs em torno dela no topo daquela árvore. Enquanto esperava que a água diminuísse, as irmãs ficaram com ela e salvaram sua vida. No dia seguinte, apesar de ter perdido sua casa, seu neto e não ter um lugar para morar, esta irmã fiel chegou no templo para servir em seu turno regular de serviço. Era sua maneira de dizer ‘obrigado por salvar minha vida’.”

“Foi um sinal de alerta para um grande número de pessoas”, disse o presidente Hanks. “Por exemplo, depois da tragédia, aqueles que ainda não foram selados no templo decidiram fazê-lo … foi realmente o seu despertar”. Um aumento no número de membros procuraram refúgio e paz no templo após a inesquecível tragédia (J. Phillip Hanks e Dawn Hanks, entrevista gravada com Chad S. Hawkins, 15 de abril de 2015).

Um Farol no Meio do Furacão – Templo de Apia Samoa

Em dezembro de 1991, uma das piores tempestades tropicais na história recente atingiu as ilhas de Samoa Ocidental e Samoa Americana por cinco dias. A tempestade, chamada Furacão Val, foi particularmente desanimadora porque, depois de bater nas ilhas durante dois dias, pareceu enfraquecer, proporcionando uma falsa sensação de alívio. Após uma pausa, no entanto, a tempestade deu uma volta completa e atingiu novamente as ilhas a partir de diferentes direções, com ventos ainda mais fortes. A tempestade matou pelo menos 17 pessoas e danificou ou destruiu mais de 65 por cento das casas nas ilhas. Estradas, hospitais, uma estação de bombeiros, e praticamente todas as plantações da ilha foram destruídos. As linhas telefônicas e de serviço público derrubadas dificultaram a comunicação.

Quando a tempestade terminou, verificou-se que todas as 69 casas de reunião da Igreja em Samoa Ocidental tinham sofrido algum dano; e a maioria das casas de reunião em Samoa Americana receberam danos enormes. Apesar do caos e da fúria ao redor, o templo de Apia Samoa foi protegido, recebendo uma quantidade relativamente pequena de danos causados ​​pela água. Além disso, devido aos geradores de emergência, uma luz na torre do templo brilhava durante a tempestade. Um membro disse: “Foi a única luz em toda a extremidade da ilha. Ela se destacou como um farol na tempestade”.

Preservado Durante uma Terremoto – Templo de Oaxaca México

Por terremotos serem uma possibilidade sempre presente no sul do México, o templo de Oaxaca foi construído sobre estacas para torná-lo à prova de possíveis terremoto. Mas dois grandes terremotos testaram a construção do templo, mesmo antes de ter sido concluído. O primeiro – um terremoto de escala 6,5 com epicentro a 200 milhas ao norte de Oaxaca – ocorreu em julho de 1999, quando os fundamentos do templo estavam sendo colocados. Embora tenha tido poucos danos na época, o próximo terremoto dois meses mais tarde foi muito mais perto e mais grave. Em 30 de setembro, enquanto as paredes exteriores do templo estavam na fase de conclusão, ocorreu um terremoto de três minutos e escala 7,6.

O gerente de projeto do templo, Jay Erekson, descreveu o evento: “Quando corremos para fora do templo, o chão estava subindo e descendo de seis a oito polegadas. Eu estive lá e vi as janelas saindo do lugar em ambas as direções. A torre do templo estavam indo para frente e para trás quatro ou cinco pés. Quando eu assisti isso eu comecei a chorar, porque eu pensei, ‘Nosso templo está arruinado’. Pensei que teria que derrubá-lo e começar tudo de novo”.

Mais de 100 edifícios da cidade foram destruídos pelo terremoto ou danificados ao ponto de terem de ser derrubados. Após o desastre, no entanto, instrumentos foram utilizados para verificar todos os ângulos e linhas do templo. “Quando fizemos a verificação, descobrimos que o templo não se moveu um milímetro fora do quadrado ou fora de prumo. Foi um milagre”, disse o irmão Erekson.

Janelas Celestiais Protegidas Durante Terremoto – Templo de Las Vegas Nevada

Em outubro de 1989, um terremoto de 7,1 graus de magnitude atingiu a área da Baía de São Francisco, pouco antes do terceiro jogo da World Series no Candlestick Park. Foi o pior terremoto desde 1906, fazendo cair uma parte da ponte de San Francisco-Oakland Bay e causando quase 3 bilhões de dólares em danos somente em São Francisco.

No dia do terremoto, a janela que era para ser colocada na sala celestial do templo de Las Vegas Nevada estava na fábrica de vidro em Santa Cruz, perto do epicentro do terremoto, pendurado em uma tipoia onde estava programado para ser polido e, em seguida, enviado para o templo. Levaram seis semanas para fazer a janela, e faltavam somente duas semanas para a casa aberta do templo. Quando o tremor atingiu o local, a janela oscilava muito, mas surpreendentemente escapou sem qualquer dano. Outros projetos de vidro na fábrica foram destruídos, arruinados sem chance de reparo, mas a janela especial chegou, intacta, uma semana antes da abertura do templo para exibição pública.

Abaixo uma lista com templos que passaram por desastres naturais.

  • Templo de Nauvoo – Tornado (1850)
  • Templo de St. George Utah – relâmpago e torre destruída (1878)
  • Templo de Manti Utah – Um raio atingiu a torre do leste (1928)
  • Templo de Apia Samoa – Furacão Val (1991)
  • Templo de Raleigh Carolina do Norte – Furacão Floyd (Categoria 4) (1999)
  • Templo de Salt Lake – Tornado danificou a Praça do Templo (1999)
  • Templo de Baton Rouge Louisiana – Furacão Katrina (2005) Furacão Gustav (2008)
  • Templo de Apia Samoa, Tokyo Japão, Santiago Chile – Terremotos fizeram a trombeta do anjo Moroni cair fora da mão da estátua.

Vários eventos meteorológicos significativos também têm impactado a abertura de terra, casa aberta de templo, celebrações realizadas por jovens e eventos da dedicação.

 

Este artigo foi escrito por Chad S. Hawkins no site LDSLiving.com. Traduzido por Esdras Kutomi.

| Templos
Publicado por: Esdras Kutomi
Formado em SI, mórmon, gosta de RPG e Star Wars, lê artigos científicos por diversão, e se diverte mais com crianças ou idosos do que com pessoas de sua idade.
Mórmon pintando um quadro
11º Concurso Internacional de Arte da Igreja abre Inscrições
Presidente Walter Spat
Brasil Comemorará Aniversário de 50 Anos de Sua Primeira Estaca

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *