Élder Ulisses Soares e a Irmã Rosana Soares respondem perguntas no escritório do Élder Soares em Salt Lake City na quarta-feira, 4 de abril de 2018.

“Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos.” — Hebreus 13:2

Oração familiar respondida

As orações familiares de Jon Lanenga nas manhãs de domingo nunca incluem o pedido: “Abençoa-nos hoje para fazer amizade com um futuro apóstolo.”

Eles simplesmente seguem o compromisso familiar de lembrar-se de “hospedar estrangeiros” no Dia do Senhor. “Nós sempre preparamos comida suficiente aos domingos para convidar os visitantes que conhecemos na Igreja para jantar em nossa casa”, disse Lanenga.

Sua cidade natal de Orlando, Flórida, é um destino turístico mundial. Ao longo dos anos, a família já recebeu convidados para o jantar de lugares como Inglaterra, África do Sul e Austrália.

Sua recompensa? Vários jantares de domingo memoráveis e dezenas de novas amizades.

Mas como a Bíblia prediz, estrangeiros às vezes podem ser “anjos disfarçados”.

Conhecendo a família de um futuro apóstolo

Numa manhã de domingo, na década de 1990, Lanenga e sua esposa, Teri, chegaram para as reuniões da Igreja. Como sempre, eles ficaram atentos para possíveis estrangeiros para convidar para o jantar. Na sala de espera havia um casal visitante com a família do Brasil.

Teri sorriu e cumprimentou os visitantes primeiro, e seu marido apresentou-se a eles logo depois. Os convidados se apresentaram como Ulisses e Rosana Soares.

Lanenga insiste que ele não sentiu nenhuma premonição naquele momento que o jovem pai seria um futuro apóstolo e serviria um dia no Quórum dos Doze. Só pareciam ser boa gente.

“Servi missão no Brasil, [então] fico particularmente animado quando brasileiros vão jantar conosco”, escreveu Lanenga em um e-mail. “Nós os convidamos e eles aceitaram.”

Outra família com a oração respondida

Sem que a família Lanenga soubesse, a família Soares tinha começado aquela manhã de domingo com uma oração. Eles queriam saber onde frequentar a Igreja naquele dia.

“Onde quer que estejamos, sempre vamos à Igreja para santificar o Dia do Senhor”, o Élder Soares disse poucos dias depois de ser chamado aos Doze. “Sentimo-nos inclinados naquela manhã em Orlando para ir à reunião das 11:00.”

Eles sentaram-se juntos na reunião antes de irem jantar na casa da família Lanenga. “Passamos uma linda tarde falando sobre o evangelho”, recordou o Élder Soares. “Foi como uma noite familiar informal.”

Quando eles estavam saindo, o irmão Lanenga colocou seu cartão de visitas na mão do seu novo amigo.

“Jon me disse: “Se você precisar de qualquer coisa durante a sua estadia, nós estamos aqui para ajudar”, disse o Élder Soares. “Este homem e sua família foram como anjos para nós.”

O inesperado

Várias horas depois, um telefonema acordou a família Lanenga.

A irmã Soares estava gravemente doente. Eles estavam em uma cidade estrangeira, longe de casa e o marido não sabia onde ir. Ele não sabia o que fazer.

“Então, no nosso quarto de hotel, meus olhos caíram sobre o cartão de visita deste bom irmão”, ele disse. “Eu liguei para ele e Jon disse: ‘Estamos a caminho, vamos cuidar de sua esposa’.”

O Dr. Allen Pratt era médico local e o bispo da ala de Orlando que a família tinha visitado no dia anterior. Logo ele estava cuidando da irmã Soares.

“Não foi por coincidência que fomos guiados para aquela ala para conhecer aquelas pessoas”, disse o Élder Soares. “O Senhor estava cuidando de nossas necessidades porque decidimos ir à Igreja no Dia do Senhor.”

Nas décadas subsequentes àquele domingo significativo na Flórida, tanto o Élder Soares como Jon Lanenga têm compartilhado os detalhes de sua amizade inesperada com muitos grupos e congregações. Os dois compartilham que naquele dia foram visitados por “anjos disfarçados”. Eles viram a mão do Senhor em sua vida.

Caminhos da vida

Mas eles concordam que as verdadeiras amizades são eternas.

Anos depois da ajuda da família Lanenga à família do futuro apóstolo, o Élder Soares ajudou de volta. Lanenga disse que se encontrou cuidado por seu próprio anjo da guarda. Os papeis estavam invertidos.

Enquanto isso, o Élder Soares sempre quis conseguir um dia agradecer o Dr. Pratt por supervisionar o tratamento bem-sucedido da sua esposa. Novamente, ele credita a Deus por ter colocado o Dr. em seu caminho.

Enquanto serviu na Presidência dos Setenta por alguns anos, ele foi designado para reorganizar uma estaca na Flórida central. Ele compartilhou com seus anfitriões os detalhes dos eventos que mudaram sua vida naquele final de semana em Orlando anos atrás. Presidente Allen Pratt, que presidia a estaca, lembrou-se de cuidar de uma jovem família brasileira em necessidade.

“Nós dois choramos. Pude finalmente expressar minha gratidão a este homem maravilhoso”, disse o Élder Soares.

Fonte: DeseretNews.com.

Relacionado:

Élder Ulisses Soares – O novo apóstolo anunciado é brasileiro