fbpx

5 Líderes da Igreja Antiga e Moderna Servindo na Fraqueza

Moisés e Monson

Imagem via ldsdaily.com.

Por Aleah Ingram

Nas escrituras, o Senhor muitas vezes ensina sobre a fraqueza.

Ele disse no Livro de Mórmon ao profeta Morôni: “E dou a fraqueza aos homens a fim de que sejam humildes; e minha graça basta a todos os que se humilham perante mim; porque caso se humilhem perante mim e tenham fé em mim, então farei com que as coisas fracas se tornem fortes para eles”.

Do mesmo modo Paulo, em sua epístola aos santos coríntios, lembrou-lhes: “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes”.

Para os santos dos últimos dias que presenciaram a fraqueza física do profeta Thomas S. Monson enquanto ele estava diante do púlpito durante a sessão de domingo de manhã da Conferência Geral, foi um lembrete importante de que Senhor qualifica aqueles que chama.

Enquanto nós estamos acostumados a ver profetas e apóstolos fortes e resistentes nesses últimos anos, tem havido muitos casos ao longo da história antiga e moderna, onde os líderes da Igreja têm experimentado momentos de fragilidade e continuaram a servir com fé. Abaixo citamos apenas cinco exemplos.

Arão e Hur segurando as mãos de Moisés

Moisés Aarão Ur

Imagem via LDSDaily.com. (Foto de Scott Sommerdorf de Salt Lake Tribune)

Além de errante, Moisés e o povo de Israel enfrentaram guerras enquanto estavam viajando por 40 anos para a terra prometida. O primeiro destes ataques violentos ocorreu quando Josué teve que liderar o povo na batalha contra os amalequitas. Moisés, seu irmão Arão e Hur, um amigo, observavam de uma colina próxima. Moisés soube que, quando seus braços estavam levantadas, Israel prevalecia. Quando ele os abaixava, eles começavam a perder. Então, Moisés levantou os braços para que as pessoas pudessem ganhar. No entanto, isso não foi uma tarefa fácil, pois a batalha continuava.

Êxodo 17:12 diz: “Porém as mãos de Moisés eram pesadas, por isso tomaram uma pedra, e a puseram debaixo dele, para assentar-se sobre ela; e Aarão e Hur sustentaram as suas mãos, um de um lado, e o outro do outro; assim, ficaram as suas mãos firmes até que o sol se pôs”.

Quando muitas pessoas pensam sobre Moisés, eles pensam num homem poderoso que dividiu o mar e levou um povo através de um grande êxodo. Tudo isso é verdade. Mas ele também era um homem que experimentou a fraqueza humana, era “pesado de boca e pesado de língua”, e precisava da ajuda de outros.

Jesus Cristo consolado por um Anjo

Cristo e Anjo

Imagem via ldsdaily.com.

Cristo foi perfeito. Ele nunca experimentou a dor do pecado ou a fraqueza do erro humano de qualquer falha ou erro que tenha cometido. No entanto, Ele sabia o que era a fome e a sede. Ele escolheu descer abaixo de todas as coisas e viver uma vida mortal. E no maior momento de toda a eternidade, quando Cristo levou nossos pecados e dores sobre Si, Cristo recebeu ajuda celeste, a fim de completar a sua missão.

No relato de Lucas, quando Cristo pergunta se o cálice podia ser afastado, um anjo aparece em resposta.

“E apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia”.

Se Cristo recebeu ajuda durante a Sua maior provação, não é de admirar que precisamos de ajuda durante a nossa.

Presidente Howard W. Hunter cai durante a Conferência

Pela primeira vez em dois anos, o Presidente Howard W. Hunter foi capaz de ficar de pé durante a Conferência Geral de abril de 1989, para fazer seu discurso. No entanto, no meio da conversa, o Presidente Hunter de repente começou a balançar e caiu no chão. O Presidente Boyd K. Packer correu para seu lado e ajudou-o de volta.

Mais tarde seria revelado que o Presidente Hunter quebrou três costelas na queda. No entanto, com a ajuda do Presidente Packer, ele continuou o seu discurso como se nada tivesse acontecido.

Elder David B. Haight acena para a multidão

Enquanto se recuperava de uma doença, o Élder David B. Haight ficou incapaz de falar na Conferência Geral. No entanto, em outubro de 2003, foi convidado pelo Presidente Gordon B. Hinckley para acenar para a multidão e dizer Olá.

Na próxima Conferência Geral, ele foi capaz de falar e começou dizendo:

Estou aqui hoje com o coração humilde — um coração repleto de amor por este trabalho e por vocês que estão aqui e que me ouvem. Em nossa última conferência, há seis meses, quando subi a este púlpito junto com o Presidente Gordon B. Hinckley, ele me incentivou a acenar para vocês, e usei toda a minha energia para fazê-lo. Ouvi algumas pessoas dizerem que pensaram que eu estava me despedindo com aquele aceno de mão. Mas vim aqui hoje para mostrar-lhes e dizer-lhes que estou de volta. Não tenho ninguém segurando o meu braço para mim.

Conheço o poder da oração, da fé e da devoção, e sei que houve preciosos testemunhos vindos do céu. Por esse motivo estou aqui hoje para simplesmente prestar meu testemunho e cumprimentá-los. Espero que na próxima conferência eu esteja totalmente curado e seja capaz de fazer o que se espera de mim.

Presidente Russell M. Nelson estabiliza Élder Joseph B. Wirthlin

Quando o Élder Joseph B. Wirthlin travou seus joelhos durante seu discurso na conferência geral de outubro de 2007, ele começou a tremer incontrolavelmente enquanto seus músculos começaram a se contrair. Num movimento calmo e fluido, o Presidente Russell M. Nelson foi para o seu lado e colocou uma mão em suas costas para apoiá-lo.

Élder Wirthlin foi capaz de terminar seu discurso sobre a caridade e foi ajudado para voltar a seu lugar. Em uma entrevista no mês passado com o Deseret News, um retrato do momento pôde ser visto no escritório do Presidente Nelson.

Pode ser duro assistir líderes que sofrem provações físicas ou emocionais. Mas que grandes exemplos temos daqueles que continuaram por esses momentos difíceis! O Élder David A. Bednar ensinou isso da melhor forma na última Conferência Geral:

Em dado momento, perguntei ao Élder Hales: “Você foi um marido, pai, atleta, piloto, executivo e líder da Igreja bem-sucedido. Que lições você aprendeu enquanto envelhecia e se via limitado pela diminuição de sua capacidade física?”

O Élder Hales pensou um pouco e respondeu: “Quando não podemos mais fazer o que sempre fizemos, então fazemos apenas o que mais importa”.

 

Artigo original em ldsdaily.com. Traduzido por Esdras Kutomi.

| Profetas Hoje
Publicado por: Esdras Kutomi
Formado em SI, mórmon, gosta de RPG e Star Wars, lê artigos científicos por diversão, e se diverte mais com crianças ou idosos do que com pessoas de sua idade.
O que podemos aprender com as Crianças nas Escrituras?
Porque Eu Deixei a Igreja e Voltei Pelo Mesmo Motivo

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *