Os Santos dos Últimos Dias não tomam café por causa da cafeína? Veja o que os profetas disseram

Quando se trata da Palavra de Sabedoria, sem dúvida, há sempre um tópico que gera controvérsias: a cafeína. Mesmo em 1918, um artigo na revista da Igreja, Improvement Era , debatia os efeitos de beber cafeína e se bebidas a base de cola eram ou não bebidas adequadas para os membros da Igreja, afirmando: “O hábito de tomar bebidas a base de cola traz rápidas invasões à vida de pessoas inocentes” (Improvement Era, vol. 21, março de 1918).

Os membros da Igreja e até mesmo os líderes variam em suas opiniões sobre a cafeína, gerando convicções pessoais que, às vezes, podem causar conflitos entre os Santos dos Últimos Dias.

Relacionado: Igreja publica declaração sobre a Palavra de Sabedoria

não tomamos café por causa da cafeína?

Em 1937, o Élder John A. Widtsoe e sua esposa, Leah, escreveram o primeiro grande livro sobre a Palavra de Sabedoria, falando fortemente contra a cafeína, dizendo:

“Sempre que uma bebida é anunciada para mudar seu estado natural, é provável que seja causada pelas substâncias que contém. Esses refrigerantes são decididamente prejudiciais e formam hábitos, embora vendidos por milhões. Essas bebidas contendo cafeína, oferecidas por cada fonte de refrigerante e a maioria disponíveis em locais que encontramos comida, são consumidas em grandes quantidades, mas devem ser conhecidas e evitadas” .

No entanto, apenas algumas décadas depois, o Presidente David O. McKay demonstrou uma visão muito mais branda sobre a cafeína quando um funcionário do teatro pediu desculpas por lhe dar um copo com o logotipo da Coca-Cola.

O profeta respondeu: “Não me importo com o que diz na xícara, desde que haja bebida a base de cola no copo”.

E, em outubro de 2016, na Conferência Geral, o Presidente Dieter F. Uchtdorf até brincou que ele sobreviveu à sua transição para se tornar um apóstolo com a ajuda de “muitos litros de refrigerante dietético que permanecerá sem nome“.

Também pode ser interessante: As conferências gerais são consideradas escrituras para os nossos dias?

Posição oficial da Igreja sobre a cafeína

Com os Santos dos Últimos Dias compartilhando tantas opiniões diferentes (para não mencionar fontes de segunda e terceira mão), não é de admirar que a doutrina muitas vezes seja distorcida com ficção quando se trata de cafeína. Então, qual é a posição oficial da Igreja sobre a cafeína? O que os profetas disseram sobre o assunto?

Em um artigo da Sala de Imprensa de 2012, que esclarece os conceitos interpretados erroneamente de nossa religião, a Igreja explica:

“Apesar do que foi relatado, a revelação da Igreja que descreve práticas de saúde (Doutrina e Convênios 89) não menciona o uso de cafeína. As diretrizes de saúde da Igreja proíbem bebidas alcoólicas, fumo, tabaco e “bebidas quentes” – cometidas pelos líderes da Igreja para se referirem especificamente ao chá (Camellia sinensis) e ao café”.

Também pode ser interessante: Quando a palavra de sabedoria se tornou um mandamento?

Uma declaração oficial emitida pelos líderes da Igreja na década de 1970 afirma: “Com referência às bebidas de cola, a Igreja nunca assumiu oficialmente uma posição sobre este assunto, mas os líderes da Igreja aconselharam, e nós agora recomendamos, especificamente, contra o uso de qualquer bebida que contenha drogas prejudiciais que formem hábitos. Qualquer bebida que contenha ingredientes prejudiciais ao corpo deve ser evitada”.(Boletim do sacerdócio, fevereiro de 1972, página 4).

Em 2008, ChurchOfJesusChrist.org deu uma resposta semelhante à pergunta: 

 

Existe algo de errado em beber refrigerantes que contenham cafeína? A cafeína é ruim?

Doutrina e Convênios 89: 9 diz que não devemos beber “bebidas quentes”. A única interpretação oficial deste termo é a declaração feita pelos primeiros líderes da Igreja que significa chá (Camellia sinensis) e café. A cafeína não é especificamente mencionada como a razão de não beber essas bebidas.

No entanto, devemos ter em mente este conselho dado pelo presidente Boyd K. Packer: “A Palavra de Sabedoria foi dada por um princípio com promessa” (D & C 89: 3). Um princípio é uma verdade duradoura, uma lei, uma regra que você pode adotar para orientá-lo na tomada de decisões. Em geral, os princípios não são detalhados. Os membros escrevem perguntando se esta coisa ou aquilo é contra a Palavra de Sabedoria. Ensinamos o princípio junto com as bênçãos prometidas. Existem muitas coisas viciosas que formam hábitos, que se pode beber, mastigar, inalar ou injetar, que prejudica o corpo e o espírito que não são mencionados na revelação. A obediência ao conselho irá mantê-lo no lado seguro da vida” (A Palavra de Sabedoria: o Princípio e as Promessas, Liahona, maio de 1996, 17-18).

Conselho profético quanto a cafeína

Enquanto a Igreja não tomou nenhuma posição oficial proibindo a cafeína, os líderes da Igreja deixaram claro que eles incentivam os Santos dos Últimos Dias a se concentrar no espírito da Palavra de Sabedoria e tratar seus corpos com respeito.

Em 2008, um artigo da Revista Ensign compartilhou os efeitos nocivos que o vício e o abuso da cafeína podem ter no corpo, avisando os membros para que sigam o conselho dos profetas e tenham cuidado com o que eles colocam em seus corpos.

Enquanto os apóstolos e profetas dos dias modernos deixaram claro que evitar bebidas com cafeína não é um mandamento, alguns pediram aos Santos dos Últimos Dias que se abstenham de beber.

Em 1922, o presidente Heber J. Grant disse na Conferência Geral:

Não vou dar nenhum mandamento, mas eu pedirei como um favor pessoal e individual, para deixar de ingerir bebidas a base de cola. Há uma abundância de outras coisas que você pode obter, sem beber que é prejudicial. O Senhor não quer que você use qualquer droga que crie um apetite por si mesmo. (Conference Report, abril de 1922).

Spencer W. Kimball ensinou:

Eu nunca bebo nenhuma bebida de cola e minha esperança pessoal é de que ninguém faça isso também. No entanto, eles não estão incluídos na Palavra de Sabedoria em sua aplicação técnica. Cito de uma carta do secretário à Primeira Presidência: “Mas o espírito da Palavra de Sabedoria seria violado por beber ou comer qualquer coisa que contenha uma droga formadora de hábitos”. Com referência às bebidas de cola, a Igreja nunca tomou nenhuma posição oficial sobre isso, mas eu pessoalmente não as coloco na aula como com o chá (Camellia sinensis) e o café, porque o Senhor especificamente mencionou as bebidas quentes. (Ensinamentos de Spencer W. Kimball).

Esse artigo foi traduzido do inglês. Para acessá-lo em inglês, clique aqui

| Perguntas e Respostas

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *