Terapeuta Responde: a espiritualidade pode ajudar a saúde mental?

Como profissional de saúde mental, quero ajudar as pessoas com preocupações sobre sua saúde mental, e dedico o trabalho da minha vida a ajudar as pessoas a desenvolver força e se curarem.

Gostaria de abordar algumas das preocupações e proporcionar uma certa esperança e esclarecimento sobre algumas coisas importantes.

Muitas pessoas me contam como têm sofrido com problemas de saúde mental durante décadas. Elas afirmam que a ansiedade periódica e depressão e as síndromes que são diagnosticadas por profissionais são muito diferentes.

Elas comentaram que em casos de doença mental grave, abordagens espirituais como a oração e o estudo das escrituras não são suficientes para lidar com essas doenças poderosas. Existem momentos em que as forças biológicas e ambientais se combinam tão fortemente para criar sofrimento emocional que tentar mudar parece ser extremamente difícil, se não impossível.

confessar

Concordo inteiramente com todas estas observações.

Mas o que eu também espero enfatizar é que eu acredito de verdade no poder do Senhor para aliviar o sofrimento. Acredito que usar as bênçãos dadas por Deus por meio da ciência moderna para buscar a cura não nega minhas crenças.

Assim como eu espero que alguém com uma doença física de longo prazo esteja sempre em  contato com médicos competentes, siga seus conselhos para tomar os remédios adequados e manter uma dieta adequada, eu espero que alguém com uma doença mental, como a depressão, conte com a ajuda de profissionais de saúde mental, tome a medicação prescrita e siga outras recomendações indicadas.

Quando aconselho as pessoas a adicionarem remédios espirituais à sua procura de cura, não estou sugerindo que devem descontinuar todas os outros tratamentos, ou que os remédios espirituais são mais importantes ou uma “forma mais elevada” de tratamento do que as soluções científicas, nem que os problemas de saúde mental são causados principalmente por deficiências espirituais.

Quero deixar bem claro que não acredito em nada disso. Os problemas crônicos de saúde mental são complexos, e por isso requerem soluções complexas e multidimensionais.

Eu sempre tento sugerir tarefas espirituais simples que acredito que ajudarão a fornecer algum alívio para os desafios de saúde mental, mas ao mesmo tempo não acredito que coisas tão simples resolvam totalmente as questões de saúde mental. Em muitos casos, eu nem acredito que eles serão um ingrediente principal na receita final para a cura.

Mas acredito que são importantes. Aqueles que sofrem de desafios crônicos de saúde mental sabem que soluções únicas quase nunca são suficientes para proporcionar alívio completo. Medicamentos ajudam, mas muitas vezes são insuficientes sem outras ajudas. O aconselhamento é benéfico, mas pode sobrecarregar a pessoa se não houver ajuda adicional.

As mudanças ambientais podem ser valiosas, mas são enfraquecidas se as mudanças internas a longo prazo não forem alcançadas. Resumindo, múltiplas intervenções usadas em conjunto são tipicamente a melhor maneira de lutar contra os problemas de saúde mental. Eu digo que soluções espirituais podem ser adicionadas ao nosso arsenal pessoal, a fim de aumentar a eficácia geral do tratamento.

encontrar a verdade, síndrome de impostor

A maioria de nós experimentou depressão periódica, ansiedade, ou outras preocupações de saúde mental. Em muitos casos, duraram pouco tempo e felizmente ficaram no passado. No entanto, há alguns que sofrem com sentimentos de tristeza sérios, crônicos, e às vezes debilitantes. Pessoas que sentem desesperança, medo, terror, e uma série de outras emoções horríveis.

Estes padrões são altamente resistentes à mudança e são difíceis de se lidar. Pode parecer injusto que você tenha que passar por grandes desafios, enquanto outros experimentam menos dor.

Realmente é impossível comparar a dor, e todos nós passamos pelo sofrimento pessoal, mas eu acredito que alguns sofrimentos são objetivamente mais intensos do que outros. Não sei porque você tem que passar por isso.

Não sei por que Leí foi direcionado para uma terra prometida, enquanto Seu profeta contemporâneo Jeremias foi obrigado a ficar em Jerusalém e ser preso. Não sei porque é que os guerreiros de Helamã foram poupados por causa da sua fé enquanto os crentes de Amonia foram queimados vivos.

Alguns são obrigados a passar por experiências mais difíceis. Mas sei que, pelo menos por experiência própria, as minhas maiores dificuldades acabaram por me ensinar as coisas mais grandiosas que já aprendi. E saber que um Pai Celestial amoroso e compassivo ama a todas as pessoas da mesma maneira que ama a mim, faz com que eu entenda que todos os nossos desafios podem ser consagrados para nosso benefício.

Para as pessoas que estejam passando por esses desafios ou que têm o desejo de ajudar alguém, eu recomendo que assista ou leia o discurso do Élder Jeffrey R. Holland na Conferência Geral de outubro de 2020. Ele fala especificamente sobre provações que duram um longo período de tempo. Sua mensagem é de esperança e fé. Ele oferece conselhos de paciência e confiança em relação às provações que duram muito mais tempo do que gostaríamos.

Haverá momentos em nossas vidas em que mesmo o nosso melhor esforço espiritual e seriedade, orações suplicantes não renderão as vitórias pelas quais ansiamos, seja em relação aos grandes assuntos globais ou aos pequenos assuntos pessoais.

Por isso, enquanto trabalhamos e esperamos juntos pelas respostas para algumas das nossas orações, tenham fé de que elas são ouvidas e respondidas, embora talvez não no momento ou da maneira que queríamos. Mas elas são sempre respondidas no momento e da maneira que um Pai Onisciente e eternamente compassivo deve responder.

Eu os encorajo a se agarrarem a esta promessa profética moderna durante os momentos de angústia e desânimo.

Na mesma linha, há alguns anos, o Presidente Nelson falou sobre a mulher que tinha o fluxo de sangue. Ela tinha passado mais de uma década procurando remédios sem sucesso. Ela tinha passado toda a sua vida em tratamentos que não trouxeram alívio.

Alguns de vocês sabem exatamente como é. No que eu acredito que pode ser melhor descrito como um caso de “desespero fiel”, ela encontrou o Salvador e estendeu a mão para tocar suas roupas. Imagino que tenha sido difícil, tendo em conta as muitas pessoas que lá estavam. Eu imagino ela se esticando com toda a sua força e mesmo assim mal conseguindo agarrar a bainha das suas roupas. Sabemos o resultado – ela foi curada. O Presidente Nelson falou sobre a sua experiência, e como pode se aplicar a outros em circunstâncias tão desesperadoras:

“Ao buscarmos o poder do Senhor para nossa vida com a mesma intensidade de alguém que luta para conseguir respirar quando está se afogando, teremos o poder de Jesus Cristo. Quando você se estende espiritualmente além de qualquer coisa que você já fez antes, então o seu poder fluirá em você.”

Quero que saibam que estou firmemente convencido do amor do Senhor por vocês. Sei que há um plano pessoal para a sua redenção dos problemas de saúde mental que os atormentam há tanto tempo. Não sei qual é esse plano, e o seu médico, terapeuta ou bispo provavelmente não sabem qual é esse plano, mas o Senhor sabe.

Acredito que Ele o revelará, linha após linha, no seu devido tempo. Francamente, essa é uma das razões pelas quais promovo tão fortemente a aproximação a Deus como meio de ajudar com problemas de saúde mental. Acredito que quanto mais revelação podemos receber, mais conhecimento ganhamos, e mais claramente podemos ver o nosso caminho para a cura.

Esse caminho personalizado pode ser marcado por todos os tipos de intervenções, incluindo clínicas, medicinais, comportamentais e espirituais. O seu caminho é só seu. Outros podem dar conselhos, mas na verdade, há apenas Um que já carregou a sua dor específica e percorreu o seu caminho doloroso.

Alma ensinou aos santos nefitas sobre o Messias prometido:

“E ele seguirá, sofrendo dores e aflições e tentações de toda espécie; e isto para que se cumpra a palavra que diz que ele tomará sobre si as dores e as enfermidades de seu povo.” E tomará sobre si a morte, para soltar as ligaduras da morte que prendem o seu povo; e tomará sobre si as suas enfermidades, para que se lhe encham de misericórdia as entranhas, segundo a carne, para que saiba, segundo a carne, como socorrer seu povo, de acordo com suas enfermidades (Alma 7:11-12).”

Reconheço que só o Salvador sabe toda a extensão de seu sofrimento, pois Ele experimentou-o em seu nome. Só Ele sabe a maneira mais perfeita de ajudá-los a alcançar a paz e cura que tanto desejam. E eu lhes peço que façam tudo o que estiver ao seu alcance, que se estiquem o mais possível para O alcançarem e receberem o que Ele tem para oferecer.

Fonte: LDS Living

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *