Jovem Casal

Imagem via LDSDaily.com.

Por Aleah Ingram

Recentemente tive a oportunidade de assistir a uma Conferência de Influenciadores SUD. Projetada para ajudar os membros da Igreja com influência na comunidade online, muitos temas são discutidos, desde a apresentação de dados estatísticos das recentes campanhas da Igreja até modos de compartilhar o bem pelas mídias sociais.

De todas as coisas que foram compartilhadas, uma estatística sobre o casamento me deixou uma impressão duradoura.

Millennials (Geração Y) estão sendo cautelosos”, disse o apresentador. De acordo com a informação que tinha recolhido através de inquéritos, Millennials não estão necessariamente evitando o casamento convencional por acharem antiquado ou por estarem mais focados em carreiras e dinheiro. Pelo contrário. Muitos Millennials listaram o casamento como uma prioridade e objetivo importante. O problema? Eles estão com medo.

Nós estamos com medo.

Não se trata apenas do típico “medo de compromisso”. Millennials comprometem-se em abundância, sendo num mercado de trabalho duro até décadas de débito devido aos estudos. Estamos dispostos a nos comprometer. Nós apenas não queremos nos comprometer com a coisa errada.

Queremos estar loucamente apaixonados. Sonhamos com o pacote total. Ansiamos por casar com total garantia de que nós estamos fazendo a escolha certa. Queremos reduzir o risco de ver os nossos casamentos fracassarem, uma cena que a maioria de nós provavelmente viu muitas vezes. Nós examinamos cada escolha possível até não haver mais opções contrárias. Nós queremos ter certeza.

Como observado acima, isso é agravado pelo fato de que a maioria dos millennials também enfrentam uma maior probabilidade de ter experiências negativas no passado com relação ao casamento. Eu fiz uma pequena experiência pessoal e me dei um minuto para lembrar quantas pessoas eu conhecia que tinham passado por um divórcio. Eu era capaz de nomear nove casais, metade dos quais eram do meu próprio grupo de colegas. Embora eu nunca julgue uma pessoa que tenha passado por um divórcio ou as razões por trás disso, permanece o fato: muitos millennials têm crescido com o divórcio como um acontecimento frequente na vida.

Combinado com o advento das mídias sociais e mensagens de texto, a pressão de todos os lados, e um desejo justo de encontrar a pessoa certa e começar um casamento feliz, não é de se admirar que a geração do milênio sente a necessidade de agir com segurança. Com quem iremos casar é uma das decisões mais importantes que iremos fazer; precisamos colocar grande peso ao pensar e escolher com cuidado. Mas quando nos protegemos ao extremo, nos paralisamos num esforço para ficar emocionalmente seguros, provavelmente perdendo oportunidades que estamos desesperadamente buscando.

Então o que nós podemos fazer? Aqui estão cinco coisas que você pode implementar para impulsionar o seu coração e ajudam seus medos que te seguem.

Trabalhar na Construção de Relacionamentos Emocionalmente Vulneráveis

Riscos e vulnerabilidade são essenciais num relacionamento, platônico ou não. Nós tomamos o risco sendo vulneráveis com a outra pessoa, compartilhando nossos segredos, nossos medos, nossos sonhos. Idealmente, eles responderiam arriscando da mesma forma. Você desenvolve uma ligação de honestidade, que leva a uma segurança emocional. Você então descobrirá quem ficará do seu lado, e quem se afastará.

Foque em construir este tipo de relacionamento com pessoas em sua vida. Isso vai te ensinar a como encontrar um cônjuge que te faz sentir emocionalmente seguro.

Em Oração, Avalie Seus Padrões

Existe a chance que alguém em sua vida te perguntou sobre seus padrões de namoro. Eu não posso te dizer quantas vezes me fizeram essas perguntas. “Você não está exigindo demais?” É uma pergunta cansativa, mas algumas vezes, sendo honesta, é verdade. Isso ocorre mais quando estamos procurando por um produto finalizado. Em oração, busque o Senhor e determine que qualidades são mais importantes em seu cônjuge. Não use os padrões do mundo ou aquela lista de três páginas que você fez quando adolescente. Você quer um cônjuge que vê o seu potencial eterno e que te ajudará a chegar lá. Dê às pessoas que você namora a mesma cortesia.

O Método do Senhor

Lembre-se: a melhor forma de determinar o que você quer e quem você pode se apaixonar é saindo com pessoas. Saia com pessoas frequentemente e saia com muitos tipos de pessoas diferentes. Não coloque pressão desnecessária no primeiro encontro. Não espere para chamar alguém para sair até ter a certeza que eles dirão sim. Rapazes chamam as moças, moças dizem sim. Moças chamam rapazes, rapazes dizem não. Vamos mostrar ao mundo que podemos ser todos adultos e simplesmente passar um tempo juntos sem a angústia e a pressão. Sair com outros pode ser o completo oposto do “faça-tudo-com segurança” que a geração Y favorece. Simplesmente vá. Veja o que acontece.

Estude Bons Exemplos

Pode ser difícil acreditar na possibilidade do casamento quando você tem experiências negativas ou trágicas. Siga o conselho dos líderes da Igreja buscando com diligência bons exemplos em sua vida. De seus amigos próximos que são casados até os casamentos das autoridades gerais, descubra o que eles fazem que você deseja fazer no futuro. Deixe que esses exemplos fiéis fortaleçam sua fé. Estude a doutrina do casamento e entenda o plano do Senhor em sua vida.

Busque Completar-se

Enquanto buscam um cônjuge, muitas pessoas buscam outro com uma atitude de dependência. Você se vê como uma metade, e você está procurando pela outra metade para ficar completo. Outros são muito independentes, sem dar nada a outros. Esses são caminhos perigosos. Busque fazer de si mesmo completo por meio de Cristo e vivendo uma vida plena. Então, enquanto você busca outra pessoa completa, a equação não resulta em um ou dois. A equação resulta em três. Você pega duas pessoas completas e cria algo completamente novo.

Não importa o que aconteça em sua vida de namoro, nunca pare o processo do progresso.

Mesmo que nem todos da geração Y passem por essa experiência ou achem que ela tenha alguma relação com eles, é importante para todos nós termos esperança na perspectiva eterna do evangelho de Jesus Cristo. Não importa o que você faz ou que relacionamentos você constrói, não existe relacionamento mais importante do que o com o Salvador. Fortalecer esse relacionamento é a melhor dica de namoro que existe.

 

Artigo original em LDSDaily.com. Traduzido por Esdras Kutomi.