As suas orações têm poder?

O seguinte artigo é um trecho do livro, “O Poder da Oração” escrito por Joni Hilton

A oração é uma dádiva de um pai que sente falta dos Seus filhos. Ele nos deu esta ferramenta incrível na esperança de que nós “ligássemos para casa” com frequência e não perdêssemos o contato.

Mas é mais do que apenas uma maneira de não perder contato—é uma maneira de desbloquear os próprios poderes do céu, a chave de uma caixa de tesouro. A oração pode realmente antecipar milagres.

Qual é o propósito de uma oração?

O verdadeiro propósito da oração é refinar seus desejos para igualar aos de Deus e ser úteis para Ele. É para nos ajudar a ver as coisas por uma perspectiva eterna, de modo a pedir ajuda no desenvolvimento das forças de que necessitamos para cumprir as nossas tarefas. É descobrir o que Deus quer para você, não dizer a Deus o que você quer para si mesmo.

Muitos de nós aprendemos a orar seguindo uma lista básica de quatro partes principais da oração: a abertura: “Querido Pai Celestial”, agradecer, pedir, depois fechar: “em nome de Jesus Cristo, amém.”  Mas este é apenas uma estrutura — verdadeiramente um esboço de uma oração; que mal começa a descrever como a oração pode ser.

São simplesmente algumas orientações para aprender a orar e permanecer no caminho certo. Também nos lembra que devemos orar a Deus em nome do Filho. Cristo é o nosso intermediário, nosso advogado junto ao Pai. É por meio Dele que oramos a Deus, o Pai.

Também pode ser interessante: 39 ensinamentos sobre a oração de acordo com as escrituras, os profetas e os apóstolos

Mas a oração pode ser muito mais do que uma lista de bênçãos que agradecemos e outras que gostaríamos de receber. A oração pode nos ensinar sobre Deus, nosso lugar neste mundo, as alegrias que temos esquecido, os planos emocionantes que Deus tem para nós, e até mesmo como será o céu.

A oração pode limpar as nossas almas e transformar-nos em pessoas com uma força espantosa para superar fraquezas. Ela pode nos salvar do egoísmo e do pecado, melhorar a nossa saúde e alcançar os corações dos outros a quilômetros de distância.

Pode nos ajudar no processo de luto quando sofremos uma perda. Pode afastar a solidão. Pode nos ensinar coisas que vão além dos nossos sonhos mais ousados. Pode, e já mudou, o curso da história.

O mandamento de orar

Orar com sinceridade nunca está longe de seus pensamentos. O desejo real de conhecer a vontade de Deus não acaba apenas quando você diz amém. Os nossos desejos e vontades mais profundos são parte de nossas orações e pensamentos de todo o nosso dia e continuamente nos puxam para um plano superior.

A oração não é um ponto final em uma frase de um dia. A oração é o tema, o foco principal—e a vida cotidiana é a expressão em torno dela.

Deus nos ordenou que orássemos, e Ele tem o feito desde o início. Quando Adão ofereceu sacrifícios, um anjo apareceu e perguntou-lhe porquê. Adão confessou que não sabia o porquê; ele estava simplesmente obedecendo o mandamento de Deus. O anjo então lhe explicou que isto era semelhante a Cristo.

“Portanto, farás tudo o que fizeres em nome do Filho; e arrepender-te-ás e invocarás a Deus em nome do Filho para todo o sempre.” (Moisés 5:8).

Também pode ser interessante: Se orarmos por alguém doente, estamos intercedendo pela vontade de Deus?

Orar sempre e não desfalecer

Séculos mais tarde, Cristo ensinou “do dever de orar sempre, e nunca desfalecer,” (Lucas 18:1) e, em seguida, no continente Americano, Ele instruiu os nefitas para “orar sempre”, como uma proteção contra Satanás, para orar em suas famílias, e orar em Seu nome (ver 3 Néfi 18:15-21).

Alma aconselhou Helamã a orar muitas vezes e em todas as coisas, e a levantar-se pela manhã com um coração cheio de graças a Deus, “se fizeres essas coisas, serás elevado no último dia” (Alma 37:36-37).

Que excelente conselho, e vem com a bênção mais gloriosa possível – ser elevado no último dia! Quão insensatos somos se desobedecemos a qualquer mandamento de Deus, mas particularmente aquele que pode trazer tal melhoria e alegria em nossas vidas.

Receber o mandamento de orar é como receber o mandamento de respirar ou de comer—a oração sustenta nossas próprias almas, e se esquecermos de orar, murcharemos espiritualmente assim como esquecer de comer nos fará definhar fisicamente.

Por que você precisa orar?

A oração é uma necessidade. Nos tempos modernos, Joseph Smith ouviu do Senhor para continuar a “invocar a Deus em meu nome” (D&C 24:5). Não podemos esperar alcançar nossos objetivos mais nobres sem contar com a ajuda de Deus.

Assim como os antigos exércitos de Israel descobriram que a sua dependência de Deus determinou a sua vitória ou a sua derrota, também o nosso sucesso dependerá de quão verdadeiramente pedimos a mão de Deus nas nossas vidas. É a única maneira de avançar com fé e confiança real.

Os pioneiros imploraram pela ajuda e inspiração do Senhor em todos os encontros que realizaram e em todos os documentos que escreveram. Eles nem sequer teriam considerado fazer o contrário e esperar triunfar.

Lembre-se que quando estiver orando, você está falando com alguém que sabe tudo sobre você. Ele já sabe exatamente do que precisamos. Mas Ele quer que você saiba disso. Você não está ensinando nada a Ele; você está ensinando a si mesmo.

All His Majesty – Arte: Youngsung Kim

Deus quer que você sinta o Seu amor

Ele ama você e quer que você veja esse amor em sua vida. Consegue ver as provas de Seu amor? Como qualquer pai, Ele quer nos ouvir dizer que também o amamos. Você já tentou fazer uma oração que simplesmente expressa Seu amor por Ele, por diversas vezes?

Experimente, e veja se as lágrimas não enchem seus olhos quando você perceber que está falando com o Autor do amor. Talvez você sentirá em seu coração que não importa quanto amor você sente por seu Pai no céu, o amor Dele por você será sempre maior. Esta é uma oração humilde que adoça a sua vida de uma forma que nada mais pode.

A oração nos estimula a crescer, mas nos mantém como crianças. Lembra-nos que o Mestre é o melhor para guiar o nosso navio, não um mortal que ainda não consegue ver a imagem como um todo. A oração nos ajuda a perdoar os outros e encontrar a libertação do rancor.

Ela nos ensina a focar nos outros, não apenas em nós mesmos. A oração nos lembra que temos um Pai Celestial que está consciente de nós a cada momento. A oração nos ensina que Ele quer fazer milagres. Isso pode parecer algo impossível, mas se for para acontecer, a oração é a nossa melhor hipótese.

Fonte: Meridian Magazine

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *