Por Dionizio Costa Júnior

Joseph Fielding Smith foi o décimo presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias entre 1970 e 1972, ele era filho de Joseph F. Smith que também foi Presidente da Igreja e neto de Hyrum Smith, que por sua vez era irmão do profeta Joseph Smith, ambos martirizados em 1844.

O Presidente Joseph Fielding Smith sempre teve uma visão particular sobre a postura prática que portadores do sacerdócio deveriam ter, certamente que esta visão prática estava associado por diversas vezes aos deveres e responsabilidades necessária no serviço da obra do Senhor Jesus Cristo, ademais o Profeta de Deus não possuía uma visão reducionista do Sacerdócio, ele entendia que as bençãos provindas deste tão glorioso juramento e convênio possuía um impacto maior.

“Acho que todos sabemos que as bençãos do sacerdócio não se limitam aos homens. Elas também são derramadas sobre as esposas e filhas e sobre todas as mulheres fiéis da Igreja. Essas boas irmãs podem preparar-se para as bênçãos da casa do Senhor, guardando os mandamentos e servindo na Igreja. O Senhor oferece a suas filhas todos os dons e todas as bênçãos espirituais colocados à disposição de seus filhos homens; pois nem o homem é sem a mulher nem a mulher sem o homem no Senhor” (1º Coríntios 11:11).

Nos vários discursos proferidos em conferências gerais, o Presidente Smith sempre fazia referência a importância de magnificar o sacerdócio e fazer dele um escudo para o crescimento e progressão espiritual, certa vez em uma dessas conferencias ele relembrou a revelação recebida por Joseph Smith em setembro de 1832, na visão o Senhor disse que o Sacerdócio de Melquisedeque é eterno, que esse sacerdócio administra o evangelho, que é encontrado em todas as gerações da Igreja verdadeira e que tem as chaves do conhecimento de Deus. Ele disse que esse sacerdócio possibilita que o povo do Senhor seja santificado, que veja a face de Deus e entre no descanso do Senhor, “descanso esse que é a plenitude de sua glória” (D&C 84:17-24)

Joseph Fielding Smith, conhecia muito bem o desenvolver e o aprimoramento das práticas do sacerdócio na igreja, desde a restauração do sacerdócio ocorrido em 1829 quando João Batista apareceu ao Profeta Joseph Smith e Oliver Cowdery, conferindo o sacerdócio Aarônico, assim como quando Pedro, Tiago e João impuseram as mãos conferindo a ambos o sacerdócio de Melquisedeque, o conhecimento com propriedade do Presidente Smith decorria do fato dele ter trabalhando por muitos anos no departamento de história da Igreja e ter estudando a evolução sistemática que ocorria nas práticas do sacerdócio. Em um dos seus últimos discursos o presidente mais uma vez como um grande defensor das práticas do sacerdócio proferiu:

“Ao longo de todos os meus dias, empenhei-me em magnificar meu chamado neste sacerdócio e espero perseverar até o fim desta vida e desfrutar da companhia dos santos fies na vida futura”.


Referências:

Ensinamento dos Presidentes da Igreja – Joseph Fielding Smith. 2013
Santos: O Estandarte da Verdade Vol 1. 2018
Restauração do Sacerdócio