Qualquer um que já leu o Livro de Mórmon sabe que Néfi tinha muita fé enquanto Lamã não demonstrava fé alguma. Mas a maioria das pessoas não percebe que apesar de Néfi e Lamã ter indo em direções espirituais muito diferentes, eles começaram a viagem ao deserto com perguntas sérias, como por exemplo, se Leí era realmente um profeta e se suas instruções realmente eram de Deus.

A maneira de buscas as respostas

É certo que Lamã não era o único que tinha dúvidas. Como veremos Néfi também tinha. Mas a maneira como Néfi procurou pelas respostas fez toda a diferença.

Considerando a quantidade de dúvidas que enfrentam muitos dos nossos amigos íntimos e familiares (ou nós mesmos), precisamos saber como Néfi sobreviveu a sua crise de fé mais forte do que nunca, enquanto Lamã abandonou completamente sua fé.   

Ao lermos sobre a crise de fé de Néfi, uma fórmula de três partes surge, dando luz e mostrando como alguém pode explorar com sucesso as dúvidas à medida que elas surgem.

Mas antes de continuar eu quero apontar uma realidade importante.

Caminhos diferentes

Muitos críticos da Igreja dizem que há apenas uma conclusão que pode ser derivada da história da Igreja: que Joseph Smith nunca foi um profeta. Do ponto de vista deles, qualquer pessoa que chegue a uma conclusão diferente não fez sua pesquisa ou não está disposta a enfrentar os fatos.

A verdade, no entanto, é que há muitos santos dos últimos dias brilhantes que passaram suas vidas estudando a história da Igreja e ainda vêem as conclusões da crítica como sendo baseadas em meias verdades, pressupostos não suportados e alegações descontextualizadas. Além dos estudiosos, a Igreja SUD está cheia de pessoas inteligentes e abertas que fizeram sua própria pesquisa, mas simplesmente não concordam com as conclusões alcançadas pelos críticos.

A história de Néfi e Lamã não é diferente. Estes são dois indivíduos que cresceram na mesma família, foram criados com a mesma religião, tiveram muitas das mesmas experiências, fizeram as mesmas perguntas e sentiram dúvidas semelhantes. Mas, no final, eles escolheram caminhos muito diferentes.

Agora é hora de saber o motivo.

Nefi explica em 1 Néfi 2:16:

E aconteceu que eu, Néfi, sendo muito jovem, embora de grande estatura, e tendo também grande desejo de saber dos mistérios de Deus, clamei, portanto, ao Senhor; e eis que ele me visitou e enterneceu meu coração, de maneira que acreditei em todas as palavras que meu pai dissera; por esta razão não me revoltei contra ele, como meus irmãos.”

Aqui nós aprendemos que Néfi estava tendo dificuldade em aceitar as palavras do profeta, mas que o Senhor o ajudou a ter uma mudança de coração.

Então, por que Deus foi capaz de intervir na vida de Néfi, mas não na vida de Lamã?

O Senhor revela a resposta apenas alguns versos depois: “Bendito és tu, Néfi, por causa de tua fé, porque me procuraste diligentemente, com humildade de coração”. (1 Néfi 2:19)

Exemplo de Néfi

Segundo o Senhor, esta é a fórmula composta de três partes usada por Néfi:

  •         
  •         Procurar diligentemente o Senhor
  •         Humildade

É a última parte que é mais difícil. É fácil dizer que você exerceu fé e procurou diligentemente o Senhor, mas não é tão fácil dizer que você o fez com o tipo de humildade que Deus exige antes que ele possa falar a verdade às nossas almas.

Foi nisso que Lamã e Lemuel sempre perderam. Eles reclamaram a Néfi que eles não mais se incomodaram perguntando ao Senhor porque “o Senhor não nos faz conhecer tal coisa”.

Néfi relembrou-os então que se eles não endurecerem os seus corações, e perguntassem a Deus com fé, acreditando que receberiam, com diligência em guardar os mandamentos, certamente estas coisas seriam conhecidas por eles.

O problema é que muitas vezes aprendemos algo sobre a história da Igreja que nos incomoda e nem sempre nós buscamos o Senhor para compreender, logo, nossos corações se endureceram, mesmo que não percebamos.

Deus não falará em um coração envenenado pelo ceticismo. Se já colocamos a verdade nos confins de alguma caixa e começamos a tirar conclusões próprias, ele não poderá se comunicar conosco. Deus apenas responderá às nossas perguntas se nossas mentes forem verdadeiramente abertas e humildes. Ele aguardará até que nossos corações estejam preparados para ouvir a verdade.

Experiência Própria

Eu sei que essas coisas são verdadeiras experiências pessoais, e passei a compreender isso, depois de ter “perdido meu testemunho” como aluno do ensino médio. Eu pensei ter descoberto uma compreensão intelectualmente honesta do Mormonismo. Mas eu finalmente percebi que se eu fosse intelectualmente honesto, eu precisava dar ao Evangelho Restaurado mais uma chance. Eu precisava realizar completamente a experiência de fé que os profetas nos convidam a tentar.

Essa experiência exigia mais do que fé e procura diligente. Isso me obrigou a me humilhar. Exigiu inúmeras horas de estudo, reflexão e oração. Isso exigiu que eu reconhecesse o pouco que eu realmente sabia. Foi só depois que eu realmente me humilhei nesse processo que Deus falou comigo de maneiras que jamais esquecerei.

Acreditei nas palavras dos profetas, porque o Senhor suavizou meu coração – assim como ele suavizou o coração de Néfi.

Néfi não é o único profeta a ter uma crise de fé. As escrituras são preenchidas com essas histórias.

“Crises de fé podem se tornar caminhos para fortalecer sua fé.”

Para aqueles que se sentiram desconcertados, chocados ou devastados por sentimentos de confusão e dúvida: eu também senti. Inúmeras pessoas sentiram e sentem. Deus respeita e aprecia sua busca pela verdade, enquanto está ciente da angústia que às vezes é necessária como parte dessa jornada.

Ao procurar a verdade, não se esqueça da fórmula de Néfi e, por favor, não exclua a possibilidade de que Joseph Smith seja o profeta de uma Restauração contínua do Evangelho de Cristo.

É o  meu testemunho.

Por Dustin Phelps

Este artigo foi traduzido do inglês.