Mesmo se 2021 for igual a 2020, tudo vai ficar bem

2021 finalmente chegou! Por muitas semanas, todo mundo estava ansioso para dizer adeus a 2020. E por muitas razões, o povo estava certo. Mas acho que 2020 nos trouxe muitos presentes junto com os desafios, e eu gostaria de falar isso.

Pandemia

No ano novo de 2020, ninguém imaginou que uma pandemia aconteceria, prejudicando nossas vidas. Nunca vi uma doença tão generalizada.

Muitas pessoas perderam entes queridos, empregos e seu modo de vida foi seriamente afetado. Temos muitas empresas que sofreram um grande prejuízo. Tenho de reconhecer todas estas coisas antes de continuar. Não quero que pensem que minimizo a dor de 2020.

Apesar dos terríveis desafios que a pandemia trouxe para as nossas vidas, somos resistentes. A família humana aprendeu e se adaptou, e hoje a vida é muito mais estável do que quando tudo começou. Muitos comentaram que têm a certeza de que 2021 será o ano em que a COVID vai acabar. E espero sinceramente que isso seja verdade. Mas, mesmo se não for, vamos ficar bem porque já aprendemos o que precisamos para lidar com isso.

Terremotos

Houve muitos grandes terremotos no mundo em 2020. Membros de minha família moram no vale de Salt Lake, e mesmo que o lugar esteja cheio de falhas tectônicas, Salt Lake nunca passou por um grande terremoto até 2020.

Muitos edifícios históricos foram afetados e o Anjo Morôni no Templo de Salt Lake perdeu sua trombeta. O terremoto aconteceu logo depois do lockdown e afetou a vida das pessoas que moram no local durante as semanas seguintes com abalos secundários.

Mas há boas notícias em meio a tudo isso. Os terremotos já não são algo que nunca tenham vivenciado. Todos aprenderam a lidar com isso e têm praticado se proteger dos terremotos. E se outro grande terremoto acontecer, não será o fim do mundo. Porque saberemos o que fazer, e já estamos preparados.

Escassez de alimentos

Parte de uma pandemia e de um lockdown é a escassez de alimentos. As coisas mais estranhas sumiram das prateleiras. O miojo desapareceu completamente dos mercadinhos. Isso é uma coisa que nunca achei que iria acabar.

E macarrão sem glúten ficou quase impossível de encontrar. Agora tenho um estoque, caso acabe outra vez. Mas, na escassez, nos acostumamos a experimentar novos alimentos. Acho que essa mudança foi boa para nós.

Até fizemos algo para evitar que a falta de papel higiênico afetasse a nossa família. Instalamos um bidê! O meu filho adora, e eu adoro como o bidê é mais eficaz que o papel higiênico. Às vezes desafios como uma pandemia nos trazem novas soluções para problemas que nem sabíamos que tínhamos.

Incêndios

Parecia que o mundo inteiro estava pegando fogo em 2020! Coitada da Austrália e um pedaço da parte ocidental dos Estados Unidos que arderam em chamas em 2020. Sem contar o Pantanal!

O filho de 5 anos do meu vizinho ficou arrasado quando percebeu que os coalas estavam sofrendo. Ele orava por eles todas as noites. E o mundo inteiro orou por aqueles que tinham perdido tudo.

Ainda não descobri uma solução ou um conforto para os incêndios. Estamos orando para que não voltem a acontecer em 2021. Mas no processo de orar por tantas pessoas em 2020, ficamos bem profissionais nisso. Então o lado positivo aqui é que nossos músculos da oração e nossa fé cresceram em 2020. E estaremos mais bem preparados para 2021 por causa disso.

Quarentena

Lembro-me de dirigir até uma loja e ficar chocada porque todos os estacionamentos estavam totalmente vazios.

Só tinha eu e mais quatro carros na rua na grande cidade que eu moro. Antes do lockdown, o meu marido viajou por pelo menos 60% do ano por causa do trabalho. Ele saia na segunda-feira de manhã e voltava para casa na quinta-feira à noite.

Mas quando todas as fronteiras fecharam, alguns de seus colegas de trabalho quase ficaram presos em outros países. Então, a empresa dele mudou de planos e todas as viagens serão remotas até o meio do ano de 2021. Foi uma grande mudança para ele. Mas adoramos o tempo extra em família que temos com ele em casa. E apesar de pensar que a maioria de nós enlouqueceu na quarentena, as bênçãos de relações familiares renovadas foram muito necessárias.

Trabalhar em casa

Quando o lockdown aconteceu, muitas pessoas tiveram de mudar a maneira como trabalhavam. Uma das coisas maravilhosas que aconteceu por causa da pandemia foi a nova tendência de trabalhar em casa.

Alguns dos meus amigos trabalhavam em lugares que sempre estavam em contato com bactérias. Mas agora todos eles estão trabalhando remotamente e estão muito mais saudáveis agora.

A minha família também trabalha em casa. E nunca estivemos mais saudáveis. Embora a preocupação de pegar COVID paire sobre todas as pessoas no mundo, pelo menos não estivemos em contato com outras pessoas para pegar resfriados e gripes habituais. Este distanciamento social é uma bênção por essa razão. Tenho saudades de ver pessoas, mas isso faz com que as que vejo tenham muito mais importância.

Escola em casa mesmo em 2021

E finalmente, uma das bênçãos ocultas de 2020 para a nossa família tem sido a escola em casa. Há anos que sei que o meu filho só prosperaria se aprendesse em casa. Mas tinha medo de não ser uma boa professora para ele, e por isso nunca me esforcei tanto como devia. Com a pandemia em 2020 e as escolas precisando fechar, a escola em casa tornou-se a nossa resposta.

Nós realmente demos uma chance para a escola em casa e achamos que é exatamente o que ele precisa. Pela primeira vez na vida, ele não se estressou antes do fim do semestre. Ele está animado com a escola e me lembra de dar as aulas.

Seus níveis de stress estão muito mais baixos, e não preciso dar os remédios para o TDAH. Nos adaptamos e fazemos muitas pausas. É incrível vê-lo progredir.

Muitos especulam sobre como será 2021. Mas eu acho que mesmo que 2021 seja exatamente o mesmo que 2020, ficaremos bem. Porque as lições que aprendemos e as mudanças que fizemos nos tornarão mais fortes para qualquer coisa que possa aparecer em nosso caminho.

Fonte: LDS Blogs

| Para refletir

Comente

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com *